RETROCEDER NUNCA, RENDER-SE JAMAIS



Sobrevoando o que a tabela do BR-09 reserva aos seis primeiros colocados.

Para tentar medir a dificuldade dos confrontos, expandimos o G-4 para G-5 (o líder e o quinto colocado estão separados por apenas 3 pontos).

E o U-4 para U-5 (décimo-sexto, décimo-sétimo e décimo-oitavo colocados têm a mesma pontuação).

______

PALMEIRAS

Goiás (C)

Corinthians (C)

Fluminense (F)

Sport (C)

Grêmio (F)

Atlético Mineiro (C)

Botafogo (F)

Adversários do G-5: 1

Adversários do U-5: 3

Análise: Obviamente, neste momento, o Palmeiras não tem como tirar pontos de quem está acima dele, porque não há ninguém. Mas se o time cumprir o objetivo de não falhar mais, um jogo se destaca: Atlético Mineiro, na penúltima rodada, no Palestra. Claro, agora que os perseguidores estão colados e uma rodada pode significar a perda da liderança, todo jogo é crucial. Mas só um é contra um rival direto. Os dois confrontos contra postulantes à Série B se equilibram: um em casa e um fora. O Palmeiras só depende dele.

______

ATLÉTICO MINEIRO

Fluminense (F)

Goiás (F)

Flamengo (C)

Coritiba (F)

Internacional (C)

Palmeiras (F)

Corinthians (C)

Adversários do G-5: 3

Adversários do U-5: 1

Análise: Entre todos os candidatos, o Atlético é o time que terá mais chances de fazer bem a si mesmo e, no processo, detonar um concorrente. Uma dessas chances é a visita ao Palestra Itália. O jogo contra o Palmeiras é o que transforma o Galo no único time (fora o líder) que depende das próprias forças para ser campeão. Ponto positivo: os jogos contra Flamengo e Inter serão no Mineirão. E se a coisa chegar até a última rodada, o Atlético estará em casa.

______

INTERNACIONAL

São Paulo (F)

Botafogo (C)

Barueri (F)

Santos (C)

Atlético Mineiro (F)

Sport (F)

Santo André (C)

Adversários do G-5: 2

Adversários do U-5: 3

Análise: Em termos de “dificuldade teórica”, é a “pior” tabela de todos os concorrentes. Ninguém gostaria de enfrentar 3 desesperados. Pelo menos, dois desses jogos estão marcados para o Beira-Rio. Sem trocadilho, é gigante o encontro de amanhã contra o São Paulo. Pode complicar a vida do Inter em relação ao título. Ponto positivo: depois do São Paulo, a sequência anterior ao jogaço contra o Atlético é bem “ganhável”.

______

SÃO PAULO

Internacional (C)

Barueri (C)

Grêmio (F)

Vitória (C)

Botafogo (F)

Goiás (F)

Sport (C)

Adversários do G-5: 1

Adversários do U-5: 2

Análise: O jogo de amanhã no Morumbi é a última oportunidade para o São Paulo mexer com os negócios de quem está acima. Vale o mesmo raciocínio do Inter: uma derrota pode ser fatal. E em caso de vitória, não adiantará muito se não for acompanhada por mais uma, contra o Barueri, também em casa. A partir daí, a tabela do tricampeão não é ruim. Atenção à sequência de jogos, em viagem, contra Botafogo e Goiás.

______

FLAMENGO

Barueri (F)

Santos (C)

Atlético Mineiro (F)

Náutico (F)

Goiás (C)

Corinthians (F)

Grêmio (C)

Adversários do G-5: 1

Adversários do U-5: 1

Análise: São dez rodadas de invencibilidade, prova de que o Flamengo está bem, e está bem faz tempo. Quando estão assim, embalados, times de tradição tornam qualquer previsão ainda mais difícil. De qualquer forma, parece claro que a sequência fora do Maracanã, contra Atlético Mineiro (que jogo…) e Náutico, é a chave. Hoje, não dá para apostar contra o Flamengo em nenhuma das sete últimas rodadas.

______

CRUZEIRO

Santo André (C)

Fluminense (C)

Sport (F)

Grêmio (C)

Atlético Paranaense (F)

Coritiba (C)

Santos (F)

Adversários do G-5: 0

Adversários do U-5: 3

Análise: Em tese, a tabela do Cruzeiro é a mais “convidativa”. O time com maior pontuação que cruzará o caminho dos mineiros é o Grêmio. Mas preste atenção na longa viagem pelo calabouço da tabela: Santo André, Fluminense e Sport, sem escalas. Esses são os jogos que determinarão os objetivos do time de melhor campanha do segundo turno.

______

Para concluir, um adendo ao que se diz sobre o “fiel da balança” dessa reta final. Além do Corinthians (que ainda enfrenta Palmeiras, Flamengo e Atlético), um time que terá forte impacto na decisão do campeonato é o Grêmio (São Paulo, Cruzeiro, Palmeiras – em sequência – e Flamengo).

ATUALIZAÇÃO, 23h39 – Querem palpites? Com 7 rodadas por jogar? Numa situação em que uma rodada pode mudar tudo? Desculpem, não dá.

O Lance! desta terça-feira fez uma enquete com jornalistas, e eu devo ter sido o único participante que não arriscou um campeão. Perguntaram também sobre o G-4 final, e eu arrisquei Palmeiras, Atlético, São Paulo e Flamengo (não necessariamente nessa ordem), apenas porque a tabela do Internacional parece a mais difícil. Mas aí o Inter ganha do São Paulo amanhã, e como é que fica?

Quem passa por aqui com alguma frequência sabe que eu costumo palpitar. Assim foi (com razoável índice de acerto) na Copa do Brasil, na Libertadores, na última Champions. Mas com 21 pontos para jogar, e com 3 separando o líder do quinto colocado, simplesmente não dá.

Mais para a frente, talvez.



MaisRecentes

Arturito



Continue Lendo

Terceirão



Continue Lendo

“Algumas tapas”



Continue Lendo