NOTINHAS PÓS-RODADAS (e o último tango será em Montevidéu)



Mais uma oportunidade perdida pelo líder, de aplicar uma chave de perna no BR-09.

Mais uma vez, os perseguidores também falharam.

O Flamengo está a míseros dois pontos da área-vip.

E o Cruzeiro vem que vem.

As notas da vigésima-nona rodada:

* O atacante Alan é uma das poucas coisas boas que aconteceram no Fluminense (2 x 1 no Santo André: Alan, Fred e Camilo – 2.029 pagantes no Bruno José Daniel) em 2009.

* Como são baixos os públicos em Santo André…

* De orelha quente, o Corinthians ganhou (2 x 1 no Grêmio: Ronaldo, Elias e Rever – 19.410 pagantes no Pacaembu) após cinco rodadas. E saltou quatro posições.

* Felipe fez no mínimo três defesas que foram como gols.

* Adriano certamente fez falta lá na frente, mas sua ausência não impediu o Flamengo de merecer a virada (2 x 1: Hernanes, Petkovic e Zé Roberto – 57.210 pagantes no Maracanã) para cima do São Paulo.

* O São Paulo não perdeu por causa da arbitragem, e sim porque ficou olhando Petkovic jogar – assim como tinha feito com Marcelinho Paraíba.

* O Grêmio Barueri (2 x 1 no Coritiba: Márcio Careca, Bruno Batata e Thiago Humberto – 15.864 pagantes no Couto Pereira) foi aquele “chato” que se encontra em todo o tipo de festa. E atrapalhou a programação do centenário do Coxa.

* Após a derrota, o Coritiba voltou a sentir a força do campo magnético do calabouço.

* Um gol aos 44 minutos do segundo tempo evitou a derrota do Internacional (1 x 1 com o Atlético Paranaense: Patrick e Alecsandro – 21.605 presentes no Beira-Rio) em casa.

* Se vencesse, o Inter seria vice-líder.

* No reencontro com o time que lhe impôs a pior derrota da temporada (e com o técnico Vagner Mancini), o Santos (0 x 0 com o Vitória – 23.673 pagantes no Pacaembu) adentrou a “zona do limbo”.

* O G-4 está sete pontos acima.

* O Botafogo permanece fora do U-4, após buscar um empate (2 x 2 com o Avaí: Emerson, William e Victor Simões-2 – 33.641 pagantes no Engenhão) que tinha toda pinta de derrota.

* O extra-campo foi um peça publicitária que serve tanto para a Copa de 2014 como para a Olimpíada de 2016: confusão (superlotação, gente sem ingresso entrou, gente com ingresso ficou para fora…) com torcedores no Engenhão.

* Terceira rodada sem vitória do Goiás (1 x 1 com o Sport: Léo Lima e Luciano Henrique – 9.621 pagantes no Serra Dourada), que só não foi mais prejudicial porque ninguém acima dele venceu.

* O ponto ganho pelo Sport devolveu a lanterna (mas pelo número de vitórias) ao Fluminense.

* A vitória no clássico de BH, além do lucro da rivalidade, deixou o Cruzeiro (1 x 0 no Atlético Mineiro: Wellington Paulista – 45.959 pagantes no Mineirão) a cinco pontos do G-4.

* Pela segunda rodada seguida, o Atlético perdeu a chance de ganhar terreno na área-vip.

* O líder caiu (Náutico 3 x 0: Cláudio Luiz e Bruno Mineiro-2 – 17.027 presentes) nos Aflitos e só pode reclamar dos próprios erros. Mas não pode reclamar dos outros resultados.

* A aposta aqui continua sendo que o Náutico, por questão de know-how, não cairá para a Série B.

______

* O Vasco (1 x 1 com a Ponte Preta: Evando e Carlos Alberto – 3.712 pagantes no Moisés Lucarelli) não vence há três rodadas na Série B.

* A diferença para o vice-líder (Guarani) é de apenas um ponto. Mas a vantagem para o quinto colocado (Figueirense) é de nove.

______

Na próxima atualização dos dicionários da Língua Portuguesa, ao lado do verbete “Épico”, alguém precisa colocar uma foto e a crônica da vitória da Argentina sobre o Peru, no sábado.

Pela tormenta impressionante que embaçou a imagem e tornou quase impossível o manejo das câmeras de TV no Monumental de Nuñez. Pelo futebol burocrático que impediu a Argentina de superar tranquilamente um time ruim como o do Peru. Pelo empate sofrido no fim do jogo. Pelo gol da vitória nos acréscimos.

Que não se deixe de frisar, é claro, que Martin Palermo estava completamente impedido.

Mas a atualização do verbete só deve ser feita depois da próxima quarta-feira. Porque Uruguai x Argentina promete quantidade semelhante de drama.

O exercício de futurologia feito no final deste post, um mês atrás, mostrou-se correto. Não era nada muito difícil de se prever, é lógico.

A Argentina precisa empatar, o Uruguai precisa ganhar. E o Equador ainda tem esperanças.

Uruguai x Argentina e Chile x Equador, ambos às 19 horas, são jogos absolutamente obrigatórios.

E o Brasil?

Ah, o Brasil perdeu nas alturas de La Paz, onde o o atacante Juan Carlos Altitud (curioso que não haja nenhum gigante europeu de olho nele…) faz da seleção boliviana um time poderosíssimo.

Duas opiniões:

1 – Se o jogo valesse algo além da invencibilidade de 19 partidas, acho que a Seleção não perderia.

2 – Para os jogadores que ainda lutam por uma vaga no grupo que irá à Copa, jogar futebol no céu não é exatamente uma “oportunidade” de mostrar serviço.



  • Anna

    Ouvi o jogo do Palmeiras pela Eldorado. Você não acha que o Verdão sentiu falta do Diego Souza? O jogo Argentina e Peru foi fantástico. Concordo com o adjetivo épico, é o que define melhor. Faltou futebol e sobrou emoção: um verdadeiro tango. Confesso que não faço questão de o Vasco ser campeão da série B, apesar de ficar feliz quando ouço se referirem a ele como líder… Quero que o time fique no g-4 de acesso… O que aconteceu no Engenhão foi lamentável… E ainda vão organizar Copa-2014 e Olimpíada-2016 Total desrespeito com os botafoguenses,,,E um perigo danado de mais confusão. Abraço, Anna

  • Raphael

    Sabe o que é engraçado? Ano passado o Flamengo tinha o Marcelinho Paraíba, o Cristian e o Tardelli no elenco e mesmo assim diziam que o time era inferior aos dos paulistas… e olha que eles eram reservas do Ibson, do Kléberson e do Obina, respectivamente.

    O time ainda mantém a mesma base, mesmo com as saídas dos três, + Ibson e a aposentadoria do Fábio Luciano. Com a chegada do Maldonado, do Willians e do Álvaro recuperamos à altura e ainda melhoramos o ataque com as chegadas do Adriano e do Emerson, este que acabou saindo também.

    Mesmo assim, ainda digo que o Flamengo tem o melhor time do campeonato. Se não fossem os boicotes ao Cuca e os mais de 10 jogos em que o FLA jogou com no mínimo 5 desfalques… com toda certeza estaríamos uns 3 pontos na frente do Palmeiras.

    O próprio jogo com o alvi-verde no 1º turno foi uma vergonha, enquanto os jogadores reservas se empenhavam para agradar ao Cuca, os poucos titulares que jogaram, fizeram de tudo para derrubar o treinador… senão fosse isso, estaríamos ainda invictos em partidas contra times paulistas, com 5 vitórias e 2 empates.

  • Alex Ribeiro

    Para nunca mais voltar

    Triste cenário. Cidade Olímpica? Cidade em guerra. Torcedores como eu que foram “assistir” ao jogo de hoje – Botafogo x Avaí- tiveram a certeza de que o Engenhão não é um estádio acolhedor. Ao menos por enquanto.

    A alcunha de “vazião” (ou “enchenão”) faz justiça ao estádio, não à torcida. Explico: Frequentar o Estádio Olímpico João Havelange é tarefa árdua. Hoje, pareceu uma “via crucis”. Seria uma homenagem ao dia de Nossa Senhora, cujo filho foi seviciado até que finalmente chegasse ao seu lamento final? Por óbvio que não. Justa homenagem a Santa Mãe seria que a mesma visse que, dois mil anos depois, seus outros filhos conheceram a dignidade. Os acessos ao estádio são idênticos aos da época em que o mesmo não existia. E estamos falando de um equipamento que seria capaz de atrair 45 mil pessoas. Ou seja, se antes do Engenhão as vias da região eram apenas razoáveis frente ao seu número de habitantes, com o surgimento de tantos novos “moradores”, o que se vê é que, chegar ao Engenhão é tarefa digna de “No Limite”. Trens? Assunto dispensável se levarmos em consideração os acontecimentos da última semana envolvendo a Supervia. Trens abarrotados, serviço…bem, não há serviço.

    A torcida, quando comparece, se arrepende.

    Dignidade. Letra morta no idioma falado pela diretoria do Botafogo. Está em desuso. E todos hão de concordar. Senão, vejamos:

    Feriado prolongado, boas condições climáticas, dia das crianças. Pano de fundo ideal para um belo programa em família. O time do Botafogo, em plena recuperação, chegava ao Estádio olímpico recém-saído de duas vitórias consecutivas, fato inédito no campeonato. Todos poderiam esperar o estádio cheio. Exceto a diretoria do clube. Do lado de fora do estádio, milhares de pessoas sem ingresso. Não houve um torcedor sequer que estivesse a pedir a entrada facilitada. Apenas, o sacrossanto direto de exigir que o mesmo fosse atendido, qual seja, o seu direito de consumidor de entrar pacificamente na arena para, confortavelmente, como rezam Estatuto do Torcedor e o Código de Defesa do Consumidor, assistir à partida que se realizaria em poucos minutos.

    Os fatos que seguiram após foram diametralmente opostos a tudo que se espera de um clube que tenha o mínimo de consideração por seus torcedores, estes sim o maior patrimônio do clube.

    De fronte ao estádio, campo de batalha. Correria, gritaria e revolta. Todos queriam ingresso, entrar seria consequência. Mas, como há coisas que só acontecem ao Botafogo, o óbvio vira dúvida. Muitos com ingresso na mão só conseguiram entrar no intervalo do jogo.

    Diante deste panorama desolador, uma multidão de crianças! Mulheres e crianças! Famílias! Que entraram no estádio aos empurrões. Aquele era o ambiente ideal para uma tragédia, vide, pisoteio.

    Dentro do estádio, pasmem, não havia ÁGUA! Água para vender. Para comprar. Para BEBER! Para se ter idéia, houve pai que ameaçasse se jogar de um dos andares do “Não Vai Não” caso não conseguisse água para os filhos. Isto porque não havia onde se comprar NADA no setor oeste superior. Apenas nos setor VIP. Um verdadeiro “apartheid”, em pleno Brasil do séc. XXI, país-sede da Copa do Mundo de 2014, e das Olimpíadas de 2016. Mais: alguns seguranças do clube que permitiram a passagem ao setor VIP, garantindo que os torcedores que foram buscar água poderiam voltar ao seu setor de origem, onde estavam suas famílias, fecharam tais acessos separando os pais de suas famílias.

    Bem se vê que a administração do clube não segue os primados da competência, eficiência e, por que não dizer, do respeito ao ser humano. Adjetivos que laureariam a diretoria botafoguense são muitos. Posso citar alguns: INCOMPETENTE, DESORGANIZADA, DESPREPARADA, IRRESPONSÁVEL, DESLEAL, AMADORA…

    Percebam que nem escrevi sobre a partida, não tratei da qualidade do futebol. Frente ao circo de horrores que foi a chegada e a permanência no local do jogo, este me passou despercebido.

    Realmente, um dia atípico. Hoje faltou tudo, só não faltou a torcida que, se não mais voltar, muito bem fará.

    Parece que o Engenhão é daqueles anfitriões que recebem mal para que os convidados partam logo e não voltem nunca mais.

  • Massara

    Na hora da verdade o Patético sempre treme mesmo. É fato…os galináceos pagaram pela língua solta ao longo da semana…cantaram vitória antes da hora, reivindicaram túnel, fizeram mistério na escalação…e no final perderam do mesmo jeito…

    Mais uma vitória de quem manda em MG. As coisas vão paulatinamente voltando ao normal. O Patético só não saiu do G-4 pela incompetência do Goiás, que empatou em casa com o vice-lanterna.

    E o Cruzeiro ruma firme à elite do BR-09. Ainda há chance e vamos pra cima do Botafogo (algoz do galináceo mineiro) para nos aproximar mais ainda da zona da libertadores.

    Aliás, é injusto que um time sem qualquer tradição internacional como o galináceo (campeão do gelo não conta) represente o Brasil na Libertadores e o Cruzeiro, bicampeão, fique de fora.

    Abs e saudações celestes!

  • Louis Saint Paul

    Não falarei de todos os jogos , é claro , falarei daqueles que eu vi.
    No jogo do São Paulo, concordo, eles deixaram o Petkovic jogar livre, nunca vi isso!!! ( é bricandeira o cara tem 37 anos ) colasse o Jean nele e ele nada faria, mas ficou aquela marcação por zona e deu no que deu.
    Clarto que não sou fã dele, mas o cara sabe jogar, deixando livre, ele fez oque quis.
    A Argentina ganhou com gol irregular e está jogando uma bolinha.
    O Palmeiras, não era favorito para vencer o jogo nos Aflitos. Sem 7 titulares é muito difícil e o Timbú, não perdoou.
    Se alguns davam o título como certo para o Palmeiras, digo que ainda não é momento para denomina-lo o CAMPEÃO, pois ainda temos algumas rodadas pela frente tudo pode acontecer.

  • Edouard Dardenne

    Teria sido fantástico para o espetáculo se o Chile tivesse sido derrotado pela Colombia. Quarta-feira será um dia tenso neste lado do mundo. Pena que o horário não agrada. Um abraço.

    AK: Verdade em relação ao horário. Um abraço.

  • Daniel burnier

    Argentina X Uruguai será um jogaco!!! Estou muito ansioso… acho que será, por todos os ingredientes, o jogo mais esperado das eliminatórias nas ultimas decadas… talvez até mais do que Brasil X Uruguai em 93 (o jogo da volta do Romário).

    abs

  • adson

    Incrível o baixo nível técnico deste BR09 !!! Times da dianteira não conseguem ganhar e o líder é goleado por um time ameaçado de rebaixamento… Jogadores talentosos, porém velhos e fora de forma, fazem a festa, vide Pet e Ronaldo. Para quem já considerava o Palmeiras campeão, uma decepção atrás da outra… O time é Diego Souza mais dez !!! O pior ‘e que os times que disputam com o porco encontram-se sem reagir… Vai ganhar o “MENOS PIOR” !!!

    Enquanto isso no parque dos Dinossauros:

    TYRANOSSAUROS PET 2 X 1 PTEROSSAURUS CENI

    att
    AC

  • Rodrigo (odabeb)

    O Palmeiras tá parecendo o Grêmio no ano passado: “vem São Paulo, ganha! leva o caneco!”. Ainda bem que Uruguai x Argentina começa uma hora depois do jogo do Brasil. Preferia ver esse jogo inteiro mas, em casa, sou voto vencido…

  • Sobre o Brasileirão: parece que ninguém quer ganhar mesmo esse troço… e o São Paulo foi prejudicado sim, pela arbitragem, mas realmente não mereceu sair com pontos do Maracanã.

    Sobre as Eliminatórias: imagino que o Chile deva facilitar para o Equador, e aposto uma vitória do Uruguai em Montevidéu. Por 1 a 0. Gol de Lugano, de cabeça.

    Abraço!

  • Robervaldo

    O Equador soh depende de si mesmo pra estar na copa! Nao é verdade???

    AK: Ganhando do Chile, por qualquer placar, o Equador vai para a repescagem. A vaga direta é quase impossível. Depende de uma goleada no Chile (no mínimo 5 x 0) e de um empate com poucos gols entre Uruguai e Argentina. Um abraço.

  • A briga entre Uruguai e Argentina começa no tango, pois os uruguaios dizem que o tango começou lá e os argentinos lá…
    Vai ser um jogão entre os dois…
    Eu tenho um blog que fala sobre o futebol uruguaio e estou no Uruguai estudando…
    O blog é recente e pediria para que o senhor desse uma olhada..
    Abraços André..
    Sou colega jornalista também.

  • Anna

    André, será que o Palmeiras após a derrota para o Náutico ontem por 3 a 0 não está dependente de Diego Souza? Parece que sua ausência desestruturou o time. Qual sua opinião a respeito? Abraço e obrigada, Anna

  • Marcos Vinícius

    Prognóstico sobre classificados após a última rodada das Eliminatórias sulamericanas:
    Uruguai vence a Argentina.Se classifica direto.
    O que deve,na verdade,afligir muito os argentinos é a partida entre Chile x Equador.
    O que o Chile tem a perder?Nada!.Já está classificado.Então,qual será a motivação dos chilenos para a partida desta quarta?Ajudar os argentinos?Duvido!

    Na minha opnião,as quatro vagas para a Copa estão praticamente decididas:As três já preenchidas(Brasil,Paraguai e Chile)e o Uruguai,que vai jogar a vida amanhã.Bola por bola,daria Argentina.Mas o time tem comando ineficiente,com jogadores de qualidade indiscutível,mas que não atravessam bom momento e,o pior:Pressionados!Muito pressionados!Jogadores disseram que,no intervalo da partida contra o Brasil,em Rosário,receberam instruções no vestiário de Verón,pois Maradona estava perdido.Sempre esteve.

    Dá Uruguai.Me cobrem depois.

    André,duas perguntas:

    1)Vc acha que é possível que “El Loco”Bielsa peça a seus comandados para ajudar a seleção de seu país natal?

    2)Qual foi a última vez que a Argentina ficou fora de uma Copa do Mundo?

    AK:
    1) Não creio. Bielsa pode ser “loco”, mas não é louco.

    2) 1970.

    Um abraço.

  • rafa

    Olá AK! Vc acha que Pet poderia jogar a copa do mundo pela Sérvia? Duvido que eles tenham um jogador tão talentoso quanto ele.

    Pet engoliu o meio campo do SP e acho que já é um dos principais jogadores desse brasileirão. Vc concorda?

    AK: A Sérvia está classificada para a Copa, com um time redondíssimo. Acho que não contam com ele. Um abraço.

  • rafa

    Ak ,

    “O Brasil entregou a final da copa do mundo de 98 e teria como garantia o caminho facilitado na copa de 2002. A Nike seria a responsável por essa negociação em que todos os titulares seriam recompensados. Ricardo Teixeira e Zagalo teriam sido chamados junto com os titulares para uma conversa poucas horas antes da final. O combinado seria o Brasil perder da França no golden gol, mas uma apatia generalizada se abateu sobre os jogadores e o Brasil acabou sendo facilmente derrotado por 3 x 0 nos 90 minutos. Ronaldo inconformado teria se recusado a jogar e até Galvão Bueno chegou a anunciar que Edmundo seria seu substituto. Mas a patrocinadora ameaçou suspender o contrato vitalício de Ronaldo caso ele não entrasse em campo”.

    Ak, a afirmação acima não é minha e não sei se a fonte é confiável. Vc sabe alguma coisa da estória acima? Ela pode ser verdadeira ou é apenas mais uma daquelas coisas criadas na Internet? Se isso for verdade isso explicaria o motivo de todas as copas disputados na Europa serem conquistadas por um time europeu, exceto Brasil em 58. Em contrapartida todas as copas disputadas na américa foram conquistadas por times sul americanos. Será que existe essa podridão no futebol? Será verdade que a Argentina comprou o time do Peru em 78 e que a Inglaterra foi favorecida em 66? Será que existe alguma combinação para favorecer algum tipe europeu em 2010 e depois ajudar o Brasil em 2014??? Espero que isso tudo seja mentira!!! O que vc acha AK???

    AK: Uau, amigo, essa já está bem velhinha… É uma das maiores “lendas urbanas” do futebol. Um abraço.

  • Anna

    Gostei da alusão ao último tango em Paris… O último tango será em Montevideu, com certeza. É sempre legal quando tem referência de cinéfilo.

  • Luiz Fernando Paes

    AK,

    nenhuma linha sobre os 30 mil santistas no pacaembú? para um time que leva em média 8 mil na vila belmiro, acho que isso deveria no mínimo ser comentado …

    bela festa no estádio municipal de SP, onde a torcida do Santos é muito presente!

    abraços

    AK: O Santos sempre é bem recebido com ótimos públicos quando joga no Pacaembu. Deveria fazer isso mais vezes. Um abraço.

  • Paulo

    Na minha opinião, o nível técnico do Campeonato Brasileiro está nivelado por baixo, desde 2006. É que as estatísticas que apontam o campeão são pura matemática e ela está muitas vezes longe de apontar “qualidade técnica” ou excelência no futebol. O irônico é que o São Paulo de Telê nos anos 90 resgatava o conceito de futebol arte. O São Paulo 2006/ 2007 e 2008 e os times que tentam copiá-lo apresentam “futebol de resultados”, pragmático, competente, mas extremamente chato. Sou mais as habilidades de Ronaldo e Diego Souza quando os árbitros escalados pela Comissão de Arbitragens da CBF permitem que elas se manifestem. Os chamados “erros de apito”, sempre banalizados, tem influenciado no resultado final dos torneios faz muito tempo e com muita intensidade. As influências políticas nos bastidores do jogo, para mim (acompanho o futebol como fiel torcedor deste 1976) são bastante claras e evidentes! Só não vê quem não quer ou deixa a sua paixão cegá-lo. Abraços.

  • rafa

    Robinho não tem jogado nada a algum tempo!

    Ak, vc acha que o Robinho deveria ser cortado da seleção que vai a copa ou ele ainda pode fazer a diferença?? Pra mim um dos poucos erros do Dunga é querer insistir com ele.

MaisRecentes

Gato



Continue Lendo

A vida anda rápido



Continue Lendo

Renovado



Continue Lendo