PÁREO DURO



Parece que a IUPST tem uma associação rival…

Ótima coluna de Xico Sá, hoje na Folha de S. Paulo:

O leitor que não lê

AMIGO TORCEDOR , amigo secador, um dos mais interessantes e contraditórios fenômenos do momento é o leitor que não lê. Sim, ele existe e está solto na rua, como o leão da música do Erasmo e do Roberto.

A nova criatura é uma típica anomalia da era da virtualidade e se multiplica como uma praga de Gremlins. Ataca qualquer tipo de cronista, mas sobretudo o esportivo. Foi gerado do cruzamento da paixão ludopédica com a internet.

O LQNL (leitor que não lê) atira sempre a primeira pedra e está pronto para o ataque. Como o arrogante consumidor de código em riste, ele tem sempre razão, não interessa o assunto. Ele espalha um texto de jornal, por exemplo, como esta crônica de sexta, entre torcedores do seu time e adverte: “Veja o que esse cara está falando do São Paulo, vamos mandar e-mails para o f.d.p. e provar que somos homens”.

Calma, amigo tricolor, é só uma pequena mostra entre centenas que recolho. O efeito, porém, é maluco.

Você recebe meia hora depois milhares de xingamentos e ameaças por uma coisa que nunca escreveu.
O leitor que não lê nem sequer passa o olho no texto, simplesmente segue a boiada virtual liderada por um leitor que caiu de paraquedas e não entendeu o espírito da prosa.

No momento, o leitor que não lê alveja este cronista em desagravo ao “povo goiano”. Eu teria escrito contra Goiás. O LQNL deve estar confundindo, creio, uma crítica feita ao comportamento do técnico Hélio dos Anjos, que dirige o time homônimo do Estado, no episódio em que atacou os torcedores do Flamengo que comparecem ao Serra Dourada.

Não falo do leitor que me xinga com razão, nem do sagrado “juris esperniandi”, nem do rapaz atento que me corrige. Trato do LQNL que promete me pegar na esquina e mostra que sabe onde moro. Para com isso, amigo palmeirense, uma coisa é o corvo Edgar, el secador fracassado, outra é a pessoa física, afino, mirando covardemente os bíceps de campeão de palitinhos no espelho.

Embora seja um tipo raríssimo, o LQNL patriota também enche o saco. Desconfiava de Dunga da mesma forma que o cronista; agora já se sente hexacampeão do mundo.

O pior do leitor que não lê é que não tem humor nunca. Ao contrário do leitor “sussa”, de sossegado, que promete só denunciar a criação ilegal do corvo ao Ibama ou fazê-lo churrasco, entre outros gracejos.

“La buena onda”, como me diz aqui El Domador de Yacarés, feliz com o triunfo do seu Paraguai sobre “os curepas boludos” da Argentina.

Para os LQNLs violentos, a gente aplica a lição do Drummond: “Se o meu verso não deu certo foi o seu ouvido que entortou”. Na gozação, óbvio, pois não temos cancha para amarrar as chuteiras do poeta, mineiro de Itabira e torcedor do Vasco.

Leitor que não lê, você é a mais linda lição na dialética da internet. Os gutenberguianos, viciados em um jornal de papel, agradecem.



  • Cruvinel

    ÓTIMO texto do Xico!!
    LQNL, IUPST… hahahahahahha

    (jornalista sofre!)

  • Ricardo Pradas

    Belo texto, mas para criar a discussão: não existem jornalistas tendenciosos? Todos são completamente isentos? Só uma questão para não ficar no terreno de que jornalista-torcedor e mula-sem-cabeça não existem….
    Tá não é o seu caso e do Xico Sá, porém que existem existem… ou não?

    AK: Claro que existem. Assim como engenheiros que fazem prédios de areia, advogados a serviço de quadrilhas, falsos médicos e policiais corruptos. Um abraço.

  • Gustavo

    já que ele gosta que o corrijam, é “jus esperniandi” 🙂 (antes que o autor tenha um troço: é brincadeira)…

  • ADSON CARVALHO

    Só para variar, não concordo com a semelhança e consequente rivalidade entre IUPST e LQNL ???
    Aqui somos obrigados a ler para questionar as conspirações da IUPST!!! Pelo que entendi, o LQNL é um “Maria vai com as outras”, exatamente ao contrário dos seguidores deste Blog… Infelizmente AK desmereceu seus leitores…
    Mas está perdoado, OK!!!

    Ps. AK, além da IUPST e LQNL existe também a IBOU (Imprensa baba ovo unida), a politicamente correta, não se esqueça Ok!!!!
    att.
    AC

  • Luiz Felipe

    E a NFL!?!?!?

  • Ricardo

    O nível da imprensa esportiva em geral no Brasil é fraco.

    Tirando um Mauro Beting daqui, um André Kfouri dali, um PVC acolá, sobra pouca coisa pra ser levada a sério por um adulto.

    Tem muito palpiteiro/torcedor com formação escolar deficiente falando pra milhoes.

    Isso sem falar nos lobbies e jogos de interesse de cada meio de comunicação.

    Salta aos olhos de alguém que os mantenha abertos e que use os 2 neuronios.

    Some-se a isso essa Bi-polaridade que é a paixão do futebol……

  • Joao Luis Amaral

    Na boa, esse tipo de reação, para mim, não pode ser confundida com paixão pelo time. Isso, lá na minha terra, tem outro nome: é DOENÇA mesmo…
    Abs.

  • Pedro Valadres

    Acabei de ler o texto do Xico Sá na Folha e lembrei na hora do seu texto! Cara, sinceramente, o Adson Carvalho não pegou o espírito da brincadeira. Ou então ele contra tudo, só por ser mesmo. Adson, você tem que se desarmar, cara. Avaliar sem tantos pré conceitos.

    Abs!

  • Anna

    Muito bom! Jornalista sofre (2)! Adorei a citação do Xico de Drummond. Não sabia que ele torcia para o Vasco! Aproveito para desejar feliz aniversário ao seu companheiro de bancada, Arnaldo Ribeiro!

  • ADSON CARVALHO

    Pedro, não só peguei o espírito da brincadeira como também brinquei com o tema…
    Leia novamente o que escreví, talvez vc pegue o meu “Espírito da Brincadeira”, Ok!!!
    Quanto ao meu “desarmamento”, acho que quem está sendo preconceituoso é vc.!!! Está me julgando sem ao menos entender o que comentei (sic)…
    De qualquer forma obrigado pelo feed-back…
    Bom fim de semana,
    att.
    AC

  • Ricardo Medeiros

    Por favor André, dê sua opinião sobre a seguinte questão:

    1) “Piloto deliberadamente bate o carro para beneficiar companheiro.”

    2) “Piloto deliberadamente bate o carro para se beneficiar.”

    O primeiro caso se aplica ao acontecimento com Nelsinho. O segundo caso se aplica a Shumacher (2 vezes), Prost e nosso ídolo maior Ayrton Senna. Para mim, não há diferença entre as condutas. Nos dois casos, além da trapaça, houve o risco a integridade física dos pilotos.

    É uma atitude reprovável e punível? Sim.
    Nelsinho deve ser excomungado? Claro que não.

    Shumacher, Prost e Senna não foram excomungados. Não foram sequer punidos. Então por que estão querendo jogar Nelsinho na fogueira?! Só porque ele não tem o mesmo tamanho que os outros três?!

    Pra completar, Rubens Barrichello “de Calcutá” veio dizer que Nelsinho não merecia pilotar um fórmula 1. Rubinho deve ter esquecido da trapaça que ele participou na Ferrari. E nesse caso a única diferença é que Rubinho não colocou em risco a integridade física de ninguém. Porém os dois casos são de trapaça! E Rubinho continua ai, sem largar o osso.

    Bem, esse comentário é só pra questionar se vc não acha que estão exagerando no julgamento a Nelsinho.

    É isso ai, aguardo sua opinião.

    AK: Em relação aos casos 1 e 2, estou de acordo com você. Também não acho que Nelsinho deva ser excomungado, mas deveria ser punido. O que não deve acontecer, pois a FIA (como declarou Max Mosley, hoje) lhe garantiu imunidade para contar a verdade. A diferença entre os casos 1 e 2 é que, no episódio do Nelsinho, a coisa está provada, com detalhes. Os outros, apesar de evidentes… um abraço.

  • Edouard Dardenne

    O Internacional de Porto Alegre conseguiu, junto à CBF, a dispensa de seu volante Sandro, para não prejudicar o time no Brasileirão.
    O Corinthians acaba de perder o Bruno Bertucci para a Seleção Sub-20.
    O que se dizia antes era que a convocação do Sandro e a não convocação do Dentinho era uma PROVA CABAL de perseguição ao time do Rio Grande, para prejudicá-lo e, ao mesmo tempo, beneficiar seus rivais em geral e o Corinthians em especial.
    Curiosamente, dessa vez você não verá ninguém vindo aqui se retratar.
    É, ainda, provável que seouça alguém dizendo que só se convocou o Bruno porque ele não é titular, e que a dispensa do Sandro foi contra a vontade da CBF, “só pra não dar na cara o esquema”.
    Um abraço.

    AK: Onde assino? Um abraço.

  • Edouard,
    Liberaram o Sandro e não o Giuliano pq o Inter encaixou com o Guiña, Magão (que voltou a jogar bem) e Giuliano no meio… AGora querem deixar o time com três volantes…

  • Marcos Nowosad

    Concordo com o texto, principalmente em relação à reação desproporcional dos leitores (e não leitores) à simples comentários sobre eventos esportivos.

    Mas, André, você não acha que os jornalistas em geral não sabem lidar com a crítica alheia?

    Acostumados a serem estilingue, muitos jornalistas andam perdendo totalmente a compostura quando se tornam vidraça, principalmente nesses tempos de Internet, onde o leitor tem muitos canais para criticá-lo.

    Vejo muitos jornalistas se comportando de maneira infantil, respondendo de maneira grosseira, ríspida e/ou arrogante, quando não usam a surrada defesa de dizer “você está tentando me censurar!”, quando colocados contra a parede e criticados.

    Ironicamente, esse é justamente o tipo de comportamento que eles não toleram em entrevistados!

    Acho que os jornalistas têm que se acostumar aos novos tempos da Internet, onde a mídia se tornou uma via de 2 mãos e esquecer o tempo onde exerciam apenas um monólogo para o público.

    Nota: sou diplomado em Jornalismo.

    AK: A coluna do Xico Sá (e demais textos escritos a respeito) nada tem a ver com críticas. Por crítica, entende-se uma opinião diferente, contrária, de alguém que se preocupou em compreender o que está escrito. O que se vê por aí, de uma minoria barulhenta, é simplesmente barulho. Este blog está repleto de opiniões diferentes das minhas, e também repleto do nonsense ao que o Xico se refere. São duas coisas completamente diferentes. Só quem se alimenta do nonsense não consegue perceber isso. Escreve um monte de alucinações, e decide que “o jornalista não aceita críticas”. É a turma que o Xico chama de LQNL, numa definição perfeita.

    Sobre respostas, não sei sobre quem você está falando. Posso dizer por mim, e aqui o que se faz é responder no mesmo tom dos comentários. É mais justo com quem faz o blog, e com quem frequenta. Um abraço.

  • Edouard Dardenne

    Rubens,
    A sua impressão é a de que foi feita uma análise tática do time do Inter antes de definir qual o jogador que seria ou não liberado? E, feito isto, optou-se pela solução que, embora de boa aparência, fosse a mais prejudicial?
    Um abraço.

  • Luiz Felipe

    Edouardo,

    O teu comentário está muito bem escrito; porém com meias verdades. Vamos esclarecer os fatos, então.

    O problema na convocação do Sandro é que ele fora requisitado para DUAS seleções: a sub-20 e a principal.

    Existe algum jogador que integre as duas seleções?

    Cobrou-se coerência da CBF. Até porque, se o desiderato do mundial sub-20 é realmente fomentar a formação dos atletas, como disse o AK aqui no blog, seria um contra-senso manter na seleção de base um atleta que, anteontem, disputou uma partida das eliminatórias da Copa de 2010.

    Na verdade, essa desconvocação da sub-20 mostra a intenção do Dunga, alimentada pela expulsão do Felipe Mello, em convocá-lo novamente para a seleção principal.

    Ademais, apesar de o Sandro ser um extra-classe, o maior volante surgido no Beira-Rio desde Falcão, a sua ausência foi muito bem suprida pelo Magrão.

    Quem não tem substituto no grupo colorado é o Giuliano. Se fosse para fazer média conosco, ou para facilitar a nossa vida, seria muito mais interessente a desconvocação deste, do qual, é consenso aqui, e equipe não prescinde.

    Anota aí: o Sandro será titular da seleção por uma década.

    Um abraço.

  • hahaha!! Como se imprensa fosse receptiva a criticas… Gosta de criticar, mas quando é rebatida, machuca o ego… Magoam-se.

  • Felipe

    Bom, André, gostei do texto, achei bem reflexivo e por aí vai…rs…lembrando q o LQNL não lerá!…rs
    Voltando ao comentário do amigo que perguntou sobre a imprensa “mal-intencionada”, podemos pensar nas manchetes dos jornais bancas afora.
    Hoje, pela manhã me deparo com o Lance informando a aquisição e tratando como certa a contratação do Edno pelo Corinthians. Não só manchete, mas a matéria completa com valores e duração do contrato.
    Se eu leio um jornal que me afirma que fulano já é do time, qual a credibilidade devo dar ao jornal que publica à tarde que a negociação deve melar? Já não estava concretizado?
    O bom e velho LQNL, que não entendeu as entrelinhas da matéria ou apenas viu a manchete, acaba tendo certeza que o negócio vingou~, não seria propaganda enganosa?
    Abraço!

  • Edmilson Fidelis

    LQNL é muito bom!

    Vou adotar e usar outros:

    Que tal:

    CQNV – Comentarista que não vê.

    CFQNV – Comentarista finge que não vê.

    CIO: Comentarista que impõe sua opinião.

    CMOMA: Comentarista multi-opiniões sobre o mesmo assunto.

    CQVQQ: Comentarista que só vê o que quer.

    CDV: Comentarista que distorce o que vê.

    CNAC: Comentarista que não aceita comentário.

    Pode usa o C de comentarista para cronista que também funciona apropriadamente.

    Só espero que você não seja um CMH, ou seja, cronista mal humorado! Pior se ainda for um CNAC!
    🙂

  • Marcos Vinícius

    Discordo do Sr.Ricardo Medeiros,que disse que o Rubinho participou de uma trapaça,quando deixou o Schummy ultrapassá-lo na reta final.Foi feio,foi sujeira para com o piloto,mas se tem uma frase que define perfeitamente aquele epsódio,esta frase é JOGO DE EQUIPE.

  • Edouard,
    Minha impressão é de que eu tentei ironizar uma possível resposta de companheiros colorados mais paranócios do que eu.
    Ainda acredito que, de vez em quando, o STJD é mais generoso com times do RJ e SP, mas não a ponto de acreditar em teorias de cons´piração.
    Só querioa descontrair, hehehehe
    Próxima vez eu temino um comentário com ao (acho q é assim em html, né? hehehehehe)
    Abraços

  • BASILIO77

    A internet é o veículo mais democrático existente.
    O “incômodo” gerado ao autor, com ou sem razão pelas mensagens que foram objeto do texto, certamente ajudarão Xico a refletir um tantinho a mais antes de colocar suas opiniões no “ar”.

    Ossos do ofício…

    Muitos cronistas, talvez todos, desconhecessem o “incômodo” que suas materias geravam à parte dos leitores. Com uma ferramenta rápida e acessível, agora existem respostas que manifestam esse sentimento.

    Algumas são dos “LQNL”? Certamente sim.
    Mas colocar todas opiniões contrárias nesse mesmo saco é uma maneira fácil de fugir à criticas.
    Os cronistas escorregam sim! E as reações virão.

    Muito tempo atrás mandei uma frase ao AK que serve para quem “transita” pelas nossas paixões.
    Serve para os sentimentos entre pessoas principalmente…mas também para o sentimento entre torcedor-clube.
    E é aí que a imprensa “transita”.

    “Cuidado por onde andas, que é sobre meus sonhos que caminhas.”
    Todo jornalista devia ter essa frase sobre a mesa.
    Abraço.

  • Jean Pereira

    Caro André,

    Não te conheço mas devemos ter a mesma idade, e em profissões diferentes, tentamos fazer o melhor.

    Bom te ver abordando este assunto, porque me assusta e me entristece esse mundo que melhora em muitos pontos, mas piora demais no que se refere às aslmas e mentes. Refiro-me à boa educação, à gentileza, à forma de convivermos enfim.

    A internet é espelho límpido da sociedade, sem quebras ou rachaduras. O mundo piorou, e isso vimos no vizinho do elevador, no “guardador de carros”, no internauta e por que não seria, no treinador da seleção da CBF.

    Leio todos os blogs de futebol e notícia (duas paixões) que posso, pois aprendo na língua, nas informações e nas opiniões, mesmo que diferentes.

    Sinto pena dessas “novas” gerações, que só sabem expressar seus pensamentos no insulto e na grosseria.

    Parabéns pelo trabalho no sportscenter, a nova dupla já deu certo.

    AK: De total acordo. Obrigado pelo comentário. Um abraço.

  • ANA CAROLINA PASSOS

    O que o Marcos Nowosad escreveu de forma polida,com luva de pelica,basta olhar neste blog em meus posts anteriores(alias foi um dia só não me arrisquei novamente,dada tamanha grosseria)para saber do que ele fala.Jornalista que não gosta de ser contrariado que vá ser pastor de igreja evengélica,lá ninguém retruca.

    AK: Cada um argumenta como pode. O espaço para comentários deste blog está cheio de opiniões diferentes das minhas. Um abraço.

MaisRecentes

Gracias



Continue Lendo

Abraçados



Continue Lendo

A diferença aumentou



Continue Lendo