NOTINHAS PÓS-RODADA



Jogos avulsos do BR-09:

* Flavinho fez um gol-relâmpago (20s), Elias fez um golaço, e Barueri e Corinthians ficaram num empate (2 x 2: além deles, Marcinho e Val Baiano – 9.665 pagantes na Arena Barueri) ruim para ambos.

* O Corinthians sente (muita) falta de seus zagueiros titulares, e segue sofrendo pelo alto quando William não está em campo.

* Na noite de Alecsandro na Vila, ninguém pode reclamar de um jogo (3 x 3: Mádson, Kléber Pereira-2 e Alecsandro-3: 7.876 pagantes) monótono entre Santos e Internacional.

* O jogo valeu pela décima-sexta rodada. Com um ponto no primeiro jogo (falta mais um) atrasado, o Inter voltou ao G-4.



  • Luiz Fernando Paes

    nem comentou do pênalti inventado no Souza né ….

    AK: Quando eu entendo que não foi, eu escrevo que não foi. É só você ler as Notinhas das últimas rodadas. Um abraço.

  • ADSON CARVALHO

    É mais fácil fugir correndo do Usain Bolt que o árbitro deixar de marcar um penalti duvidoso a favor do Corinthians…

    Ps. Como sempre só a torcida do Corinthians e o juíz viram penalti no lance!!!

    att.
    AC

    AK: DC, seu comentário não merece resposta. Um abraço.

  • BASILIO77

    O banguela tem raiva de quem mastiga.
    Abraço.

  • MARIO WAGNER DIAS

    O impedimento no terceiro gol do Barueri, se fosse gol do Corinthians, jamais teria sido marcado. Parece que querem dar a tal da tríplice coroa ao Corinthians de qualquer jeito. Nem vopu falar no penalti no tal de Souza, porque se esse foi penalti, o contra o Corinthians domingo foi muito mais e não foi marcado. Tentaram segurar o favorecimento até pouco tempo atras, e com viram que só na bola não dá, começaram descaradamente a ajuda. O que será que a diretoria do “Timão” tem escondido na manga?????? Com a palavra a CBF, STJD, CONAF e tudo o mais.

    AK: Já que você tem tantas informações para afirmar, categoricamente, que “o impedimento no terceiro… jamais teria sido marcado”, bem que poderia ajudar na “investigação. Só uma lembrança: os dois gols de Alecsandro, no empate de 2 x 2 com o São Paulo, aconteceram em lances muito parecidos com o de ontem. Nos dois, Alecsandro estava impedido, e os gols foram validados. Não me lembro de você ter aparecido aqui para falar sobre favorecimento ao Inter, ou planos diabólicos para prejudicar o São Paulo. Um abraço.

  • Jovaneli

    Em uma semana, vi duas vezes esse time do Internacional em ação. Contra o Palmeiras, pude presenciar ao vivo, na arquibancada do Pq.Antártica. E ontem, assisti pela tevê.
    A minha impressão é a melhor possível desse time. Troca de passes inteligentes, técnica apurada de Andrezinho (muito melhor contra o Palmeiras do que contra o Santos) e altíssima velocidade e habilidade do menino Taison.
    Estou convicto que esse time ainda pode crescer muito, sobretudo se melhorar a marcação no meio e se chutar mais e melhor a gol. Taison lembra Robinho no início de carreira, sobretudo pela dificuldade e até certa falta de confiança para arrematar mais a gol. O Andrezinho, que é talentosíssimo, precisa vibrar um pouco mais no jogo. É frio demais.
    Esse crescimento ao qual me refiro passa pela entrada do volante Magrão no time. Sandro está sobrecarregado, já que Guiñazu, apesar de marcar forte, tem tido dificuldade para fazer cobertura do lateral. Falta mais movimentação para o bom volante argentino.
    Pode parecer incoerente, mas a solução para esse time que joga bonito se torne um time (candidato a ser)campeão passa pela obrigatória entrada de um terceiro volante.
    Taticamente, penso que Tite devesse armar o time num losango, com Sandro mais atrás; Guiñazú e Magrão marcando e saindo para o jogo pelos lados; Andrezinho com liberdade para criar; Taison caindo pelos lados e Alecsandro fixo na área.
    Infelizmente, teria de sacar o bom Giuliano. É o jeito para esse time conseguir melhor equilíbrio e, consequentemente, melhores resultados.

    AK: Como se imaginava antes de o BR-09 começar, e apesar dos altos e baixos, o Inter deve brigar na parte de cima da tabela. Um abraço.

  • Tárcio

    Também acho um absurdo a imprensa de um modo geral não comentar um pênalti tão inventado quanto este.

    AK: É porque “a imprensa” vai trabalhar, todos os dias, determinada a ajudar alguns times, e prejudicar outros. É como uma seita. Eu mesmo faço parte de uma sociedade secreta, com conexões internacionais. Nosso principal objetivo, nesta temporada, é dar mais um título da Liga dos Campeões ao Real Madrid. Noss organização tem muito poder. Se não fosse por nossa influência, o RM jamais teria conquistado as outras nove Ligas… um abraço.

  • Pra mim, o pênalti do Corínthians foi igual ao do Coritiba: burrice do zagueiro em pôr a mão/pé no atacante.

    E sobre a Sulamericana, nada? Apesar que nem eu considero ela importante… (mas se um dia meu time ganhar, eu vou zoar, hehehe)

    Abraço!

    AK: Uau!!! Caro amigo, como você consegue ter uma visão tããããão boa, que conseguiu identificar que o zagueiro do Barueri tocou no Souza. Seria algum poder superior? Você também é capaz de voar? Obrigado pelo esclarecimento. Um abraço.

  • Tárcio

    Não queria dizer com meu comentário, que foi culpa da imprensa o pênalti, nem sou dos que acha que a arbitragem favorece o Corinthians, São Paulo, etc…, ou que sempre prejudica o meu botafogo.
    Acho que tudo não passa de acidentes, mas que no brasil acontecem mais que na Europa, porque no nível da arbitragem brasileira é péssimo.
    Mas podemos concordar que se o pênalti (se aconteceu ou não) fosse a favor do pequenino Barueri, e contra um grande, seja ele o Corinthians, São Paulo, Botafogo, Fluminense ou qualquer outro, seria bem mais comentado, mostrado e repetido pelos veículos de comunicação. Concorda?

    Abraço

    AK: Não. O pênalti (que não aconteceu) em Jorge Henrique, no jogo do Corinthians x Botafogo, foi exaustivamente mostrado. Por sua ótica, a “imprensa” deveria escondê-lo. Um abraço.

  • André,
    vai ter post sobre o sorteio da liga? Tem uns assuntos bons pra discutir lá.

    Ah, quanto aos objetivos da ‘imprensa’, eu sempre desconfiei. Mas ainda não consegui ouvir o que diz a ‘imprensa’ de modo geral. Sabe como é, muita gente falando ao mesmo tempo.

    Abraço

  • Tárcio

    Não André, por minha ótica, o pênalti no Jorge Henrique foi exaustivamente mostrado porque foi contra o botafogo que é grande e também tem espaço na mídia. Acho que o pênalti de ontem, seria bem mais exibido e comentado se fosse corinthians novamente contra o botafogo, ou inter, palmeiras, qualquer time grande. Estou aqui “advogando” em pró do pequeno Grêmio do interior paulista.

    e também queria ver um post sobre a liga,
    e outro sobre a seleção de basquete masculino, que é um tema que você conhece como poucos no Brasil.

    abraço

    AK: Teremos tudo isso por aqui. Um abraço.

  • Massara

    André,

    Eu sabia que esta seita existia!

    Hahaha…

    Tem que rir pra não chorar…

    Abs.

  • Putz, ainda não consegui voar não… Mas o pessoal tá pegando no seu pé hoje por causa desse lancezinho, hein…

    O que eu quis dizer foi que o juiz só deu o pênalti porque o burro do defensor do Barueri deixou o pé depois do Souza “passar” por ele… pra mim, é o mesmo caso do pênalti do Coritiba, onde o Marcão “apenas colocou a mão” no atacante, e da falta do Miranda no Baier (que eu comentei na segunda). Se o idiota não tivesse deixado o pé, eu gostaria de ver se o juiz ia marcar mesmo, porque o Souza se aproveitou da situação e “deixou o corpo bater no adversário”.

    Mas fica em paz, não estou criticando não, pelo contrário… eu daria também.

    Abraço!

    PS: se conseguir aprender a voar, me avisa! 😛

    AK: Eu entendi sua intenção. E fiquei entusiasmado por encontrar alguém que viu o que eu vi. Só não acho que foi como o pênalti do Marcão. Um abraço.

  • Luiz Felipe

    Jovaneli,

    Esse era o sistema utilizado no começo da temporada, mas o losango fracassou justamente porque o magrão não estava conseguindo fazer o “vai-e-vem” que essa formação exige dos volantes. Soma-se a isso o fato de o time ficava muito previsível, pois, uma vez marcado o D’le, marcava-se o time todo.

    Se tivessem acertado com o Cléber Santana, aí sim o losango seria uma boa. E que losango hein!!! Mas, com os atuais jogadores, acredito que ficaria melhor um quadrado mesmo, com dois volantes e dois armadores (giuliano e d’ale).

    Um abraço

  • Marcos Vinícius

    Pois é…

    O Vasco venceu o Brasiliense por 1×0,naquele péssimo gramado,o Aloísio quase morreu em campo,e vc…nada,nem uma letra sequer sobre o assunto!

    O que vai dizer agora?O horário do comentário foi antes do jogo?
    Mais uma vez…

    Dá licença!

    AK: Não contente em reclamar – sem entender – do que está escrito, agora você também reclama do que não está. Amigo, eu te dou toda licença do mundo. Duro é você aceitar. Um abraço.

  • “É como uma seita. Eu mesmo faço parte de uma sociedade secreta, com conexões internacionais…” hauheuheaeheuahua, boa!

    Santa ingenuidade, Batman!

    André é um rapaz illuminati p/ ouvir essas pérolas e ainda ter bom humor para respondê-las…

  • Marcos Vinícius

    Cara,vc não comenta sobre um fato(muito)relevante,que foi um acidente gravíssimo,quase fatal,com um jogador,e vc acha que eu não tenho o direito de reclamar?Afinal,o que pode ser postado aqui?

    AK: Quem sou eu para cassar seu direito de reclamar? O que seria de você sem ele? Um abraço.

  • Marcos Vinícius

    Caso vc não tenha reparado,UM MONTE de gente reclama de UM MONTE de coisas.Mas a minha é diferente,talvez pela sua incidência.Acho que é isso!

    Também faço parte de uma seita…uma seita que passa seus iluminados dias reclamando de jornalistas,dirigentes,árbitros…

    Chegamos a conclusão,recentemente,que não adianta reclamar,principalmente dos comentários dos jornalistas,pois,aparentemente,eles não gostam de ser contrariados.

    Mas o intuito,a finalidade da nossa irmandade,é reclamar!Então continuamos!
    P.S:Recentemente,estivemos,em grupo reduzido,no extremo norte do Brasil,reclamando em prol dos índios Botucudos.

    AK: Boa sorte. Um abraço.

  • Jovaneli

    Luiz Felipe, para continuar jogando com dois armadores, precisa ter dois caras atrás com mobilidade e poder de marcação. Guiñazu não está fazendo bem a função mais atrás. O Sandro está sobrecarregado.
    Outra coisa: Giuliano eu até aceito, mas D’Alessandro é dose. Prefiro Andrezinho.

  • Ah, tá.

    Valeu André!

    Abraço!

MaisRecentes

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo