PERGUNTE AOS CARTOLAS



Quando o assunto é invasão de vestiários, CT’s ou coisa que o valha, está para surgir o clube brasileiro que seja exceção.

Com maior ou menor nível de violência, maior ou menor nível de responsabilidade, todos têm suas histórias.

Já tive o “privilégio” de acompanhar algumas, de perto.

Eu estava no Parque São Jorge, em 2000, quando “torcedores” organizados entraram no departamento de futebol para cobrar os “culpados” pela eliminação na Copa Libertadores.

No estacionamento dos jogadores, diante de várias patrulhas da Polícia Militar, Edílson caminhava para seu carro quando levou um tapa na cabeça. Foi embora de vez.

Eu também estava na Academia de Futebol do Palmeiras, em 2002, quando um dirigente encomendou, aos vândalos profissionais, uma “pressãozinha na imprensa”.

Pedras foram atiradas nos carros de jornais, rádios e TVs. A polícia foi chamada, e chegou com doze viaturas. Mas foi impedida de entrar.

E eu também estava no CT do São Paulo, em 2003, quando desocupados jogaram sacos de pipoca nos jogadores que chegavam para treinar.

Em outros lugares, cenas idênticas, ou parecidas.

A gravidade das agressões varia, mas todas têm uma coisa em comum: a cumplicidade dos dirigentes.

Se os clubes não quiserem, invasões de qualquer tipo não acontecem. É simples assim. Portanto, além de apurar as ocorrências, é preciso também apurar as responsabilidades.

A barbaridade de ontem à noite no Canindé foi o caso mais acintoso, mais escancarado, da longa história de “pressões” que jogadores e comissões técnicas da Portuguesa já sofreram.

São tantos episódios, que acabaram fazendo parte da vida do time de futebol do clube.

Onde vamos parar? Fácil responder: onde os dirigentes quiserem.

São eles que se relacionam, promiscuamente, com esses caras.

ATUALIZAÇÃO, 19h54 – O presidente da Portuguesa, Manuel Da Lupa, já começou a correr da responsabilidade que tem como mandatário do clube.

Hoje à tarde, Da Lupa teve a “coragem” de dizer o seguinte:

“Esse negócio de arma o pessoal colocou mais para fazer um folclore. Ninguém viu arma. A gente deduz que os seguranças estavam armados porque são militares, mas ver, ninguém viu”.

Hmmmmm… estranho.

Abaixo, a declaração de René Simões:

“Nunca vi em nenhum lugar do mundo o que aconteceu dentro daquele vestiário. Nem em jogos de gueto aconteceu algo desta proporção. Entrar gente armada no vestiário, isso é gravíssimo! Que mundo é esse?”

E a do atacante Edno:

“Assim que acabou o jogo, fizemos nossa oração já no vestiário. Claro que estava todo mundo chateado e de cabeça quente pela derrota, ainda mais em casa. Acho que cinco ou seis homens invadiram o vestiário e mostraram as armas na cintura. O pessoal ficou apavorado. Meu irmão estava lá e entrou na frente de um deles para impedir qualquer reação. O Cristian também tentou acalmá-los, mas não adiantou. Não sei como eles conseguiram entrar. Um deles eu reconheci, mas nunca tinha visto o restante. Não sei se eram torcedores, se eram do clube. Só sei que estavam ali dentro e nos ameaçando. Depois, os seguranças foram chamados e todo mundo foi colocado para fora.”

Parece claro que alguém está mentindo.

Quem será?



  • Hum… Agora “coube mostrar todos como um só”, né… Inteligente e construtiva abordagem dessa vez, se bem que pipoca é bem menos agressivo que amendoins jogados atualmente no parque antartica, certo?! Depois deste post, o do Richarlyson ficou meio torto como eu havia dito, viu…!

  • Anna

    O que aconteceu na Lusa foi lamentável! Concordo com tudo que disse. Assino embaixo. Grande abraço, Anna

  • Agora, faltou concluir que “qualquer campanha por punição a Lusa” via CBF ou STJD será injusta… Já que a tradicional ameaça de apaixonados corinthianos jamais foi punida e a facção principal com seus cantos de “a violência voltou” parecem mesmo intocáveis (pela polícia e pela imprensa), pegar a Lusinha e seus capangas armados é um baita golpe baixo não acha? Pq já foi pedido a extinção da Mancha e da Independente, e da Gaviões, com os shows de horrores de brigas, invasões e confusões, ninguém ousa punir?! Realmente estranho…

  • AK, talvez vc não saiba mas a diretoria não tem ligação nenhuma com a Independente, tá? Houve uma conversa neste começo de ano, que foi apenas conversa, sem arma na cintura, sem dedo em riste… A diretoria Tricolor há tempos não financia a facção, não paga nem ônibus pra transporte, muito menos paga ingressos para adentrarem ao estádio… Pode checar depois.

  • Luciano de Moraes Coelho

    Não aceito essa idéia de ameaças com revólveres e outras coisas contra jogadores. Mas “jornalistas profissionais”, como alguns de vocês se intitulam, são perigosos e nada confiáveis quanto à neutralidade. Eu por exemplo, não leio o Lance, fico com seus colunistas e blogueiros ( voce e Marcelo Damato).

  • Vinicius

    Realmente o que aconteceu é um escândalo, e que só poderá ser resolvido pelo dirigentes se é que eles realmente se importam p/ isto! Agora o que me deixou mais estarrecido foi o fato de não ter sido uma “torcida organizada” a responsável pela ação, pois dessas instituições já esperamos este tipo de comportamento/atitude, mas para minha surpresa o que se noticia é que foram CONSELHEIROS da portuguesa que protagonizaram o episódio…Com isto eu fico me perguntando, se pessoas na posção de conselheiros que são representantes oficias do clube, se responsabilizam pelas decisões estratégicas do clube e ao menos em tese deveriam ser os maiores preocupados em garantir um ambiente e condições de trabalho descentes aos jogadores agem como marginais que querendo resolver tudo na truculência e violência, com figuras assim onde a portuguesa vai parar?

    Ps: Estou aqui pensando que muitos outros times já devem ter passado por coisa semelhante e nós é que não sabemos……

  • Luciano de Moraes Coelho

    Continuando… mas admito que se visse o tal jornalista que faz cobertura do meu time com certeza o xingaria. Radicalismo puro. Não acredito que consigamos as coisas pela força da democracia e da conversa, não no Brasil.

    AK: Hmmmm… na sua opinião, como as coisas devem ser conseguidas? Você realmente acha que se ofender alguém, conseguirá algo?

  • eduardo pieroni

    esta parecendo até o campo do GRANDIOSO ESPADA DE OURO da vila dos remedios,bairro do presidente do sccp andrés sanches,é só no supapo que se resolve,mas aqui é legal porque é varzea!!!

  • Jovaneli

    André, achei sensacional você ter citado situações envolvendo todos os grandes clubes da capital. Até para que não achem que só ocorre com a Portuguesa.
    Acho uma tremenda hipocrisia quando alguns colegas falam que a Portuguesa merece ser rebaixada à Série C, sendo que não adotaram a mesma postura quando ocorreram situações como essas citadas por você envolvendo times grandes.
    É preciso ter um mínimo de coerência. Defender punição para um time menos badalado é mole. Quero ver pedir que puna clube de massa. Aí o buraco é mais embaixo.

  • Vinicius
  • Anna

    Se eles entraram, alguém deu esse acesso a eles… Não entendo porque o cartolas tentam abafar algo de extrema gravidade… Parece até conivência. O q

  • Anna

    O que mais me incomoda é que alguns cartolas fornecem ingressos às torcidas organizadas que se acham no direito de fazer acinte, cobrar, jogar bomba e coisas do gênero. Tenha uma boa noite! Grande abraço, Anna

  • Neilor

    Depois dessa, torço fervorosamente pra que a Portuguesa caia pra Série C e depois pra D e depois suma do mapa.

  • Rejane

    Essa semana…infelizmente…a violência pipocou nos Estádios ao redor do mundo: primeiro foi a voadora do zagueiro Sergio Jáuregui no uruguaio Leonardo Medina, depois a invasão e o tumulto no jogo entre o West Ham e o Millwal na Inglaterra e por fim esse acontecimento lamentável no vestiário da Portuguesa no Canidé!
    Aonde o Futebol vai párar???? É lamentável…só espero que as autoridades tomem alguma providência…Isso é muito triste!

    Hey, André Kfouri…você não apresentou o Sportscenter Meio dia desta terça-feira…cadê você?
    Parabéns pelo post!

  • Atualização: Mentem todos. Cartolas, jogadores, capangas e a imprensa. Todos nós fazemos parte de uma mentira.

    AK: Mas alguns também fazem parte de uma piada. Um abraço.

  • Se acontecesse no corinthians, a notícia vazaria para a imprensa, e a imprensa teria interesse em pedir providência…. Interrogação!

  • Ricardo Pires

    Impressionante André. Qual sera o proximo passo? Alguém levar chumbo por ter perdido um pênalti, como o Escobar na Colômbia em 94? Nao duvido…

    Acho muito importante os orgaos de imprensa ficarem em cima e investigarem, afinal de contas sao o link entre o mundo dos cartolas e jogadores com os torcedores. Mas duvido que vah dar em alguma coisa. Tem muita sujeira envolvida e no fringir dos ovos ninguém quer arriscar a vida pra desmascarar mafiosos que muito provavelmente jamais sera punidos de verdade.

    E o Brasil caminha a passos largos para se tornar o novo Velho Oeste Sul Americano.

  • Fernando

    Andre, discordo quando voce diz que todas as torcidas tem episodios assim. Nunca a torcida do Atletico Paranaense fez qualquer forma de protesto deste tipo, alias o maior protesto que fazemos e lotar a Baixada com um time quase caindo pra segunda divisao.

  • Bruno Pulci

    Cara, como vc aguenta esse ronan. sério. ele vem todo dia aqui tentar mostrar q a independente é f. que vc é um pessimo jornalista. e que o sao paulo está sempre certo e reclamar do richalysson. que cara chato meu.
    sou sao paulino. e vcs da independente são uma vergonha pra mim e pra qm gosta do tricolor!

    AK: Pelo número de comentários, já deu para perceber que se trata de um dos meus maiores fãs. Um abraço.

  • Sumaré

    Cara, fiquei preocupado agora. Você estava no Parque São Jorge em 2000, no Palestra em 2002 e no CT do São Paulo em 2003…aí eu pensei comigo. Rapaz, quem vê foto num diz mas esse André era perigoso mesmo. Sempre se metendo em confusão… Brincadeira só para aliviar o clima…

  • David

    Se a gente cruzar essas presenças com a informação revelada no outro post, sobre a sociedade secreta, fica óbvio que a imprensa está por trás da violência, já que os cartolas que a permitem e os donos da mídia são irmãos na seita.

    AK: Aí você já está falando sobre outra irmandade. Um abraço.

  • Paulo

    Lamentável, o evento ocorrido no vestiário da Associação Portuguesa de Desportos no último domingo. Nada, motivo nenhum justifica a violência ou o domínio de emoções negativas, de posições radicais, muitas vezes produzidas pelos fanáticos do futebol de todas as agremiações do Brasil. Só espero que não prejudiquem ainda mais a Lusa, no notíciário, transformando-a numa espécie de bode expiatório. Trata-se apenas de uma demonstração de que nossos cartolas indistintamente, não são pessoas tão evoluídas assim. Recentemente, um importante dirigente do Todo Poderoso Timão do Bando de Loucos do Presidente Lula também foi agredido dentro das dependências de um clube… E o episódio da fumaça no vestiário do Palmeiras? E a atitude do São Paulo de Todos os Lobbys, em denunciar numa delegacia de Polícia, um jogador argentino, por razões de racismo? Convidamos alguém para a nossa casa e depois pedimos que se retire? Por que tanta gente interessada em fechar a Portuguesa, que tantos craques revelou para que o futebol do Brasil adquirisse o prestígio que veio a conquistar em sua história? Hipocrisia e lobbys… Muita hipocrisia e lobbys… Aqui tudo vira caso de polícia… Porque culturamente, talvez não passemos todos de meros maloqueiros… Somos um caso de polícia ou de pena. Nação tupiniquim cheia de recalques… Infelizmente!

  • Piada também! Alguns de mau gosto, mas paciência. Informação: O Pulci aí não é são paulino, palmeirense. E nunca disse que o AK é mal jornalista. As vezes comete deslizes. Evitáveis, mas comete.

MaisRecentes

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo