MAIS NOTINHAS PÓS-RODADA



O líder empatou em casa, e o Atlético pode encostar.

O maior salto para cima quem deu foi o Avaí: quatro andares.

Para baixo: Corinthians e Vitória, três.

Fechando a décima-sétima rodada (mas há times com 16 jogos, e um – o Inter – com 15):

* Ótimo primeiro tempo do Palmeiras (1 x 1 com o Grêmio: Cleiton Xavier e Maxi López – 25.440 pagantes no Palestra Itália), e primeira demonstração de força – como visitante – do Grêmio no campeonato.

* Não sei se é assim com você, mas cenas como a de Réver (choque na cabeça, perdeu a consciência duas vezes, mas está bem), para mim, são aterrorizantes.

* O Grêmio Barueri – com salários regularizados pela prefeitura do município – voltou a vencer (4 x 0 no Vitória: Luís-2, Otacílio Neto e Thiago Humberto – 2.180 pagantes na Arena Barueri) após quatro rodadas.

* Pedrão, Val Baiano, Luís… a posição de atacante do Barueri está encantada. Quem entra, marca.

* Onze jogos depois, o Fluminense (5 x 1 no Sport: Kieza-2, Roni, Vandinho, Carlos Eduardo e Maicon – 11.086 pagantes no Maracanã) ganhou.

* Quem viu o Sport na Libertadores-09, e vê o Sport no BR-09, não acredita que é o mesmo time.



  • José A. Matelli

    O Sport parece aquele cara honesto e pouco abastado que se apaixonou pela menina rica que, educadamente, lhe retribuiu um sorriso numa noite tropical de verão. Investiu nesta utópica relação mais do que era capaz de investir. Quando a menina rica lhe partiu o coração ao assumir o namoro com um rapaz de seu círculo social, a fatura do cartão de crédito veio célere e cruel. Hoje tem que trabalhar duro para pagar as contas, o pobre Sport, e seu nome é figurinha conhecida no serasa do G menos 4.

  • Walter Camargo

    Dizer que só o Inter tem um jogo a menos é uma impossibilidade lógica.

    AK: Ah é? Olhe a tabela.

  • Jovaneli

    Concordo, André. Esses choques de cabeça assustam barbaridade. Aliás, o Vladir tocou em um assunto interessante no BB1: falta um estudo no futebol (honestamente, não sei se já o fizeram) sobre a frequência com que ocorrem esses choques contra a cabeça dos atletas em campo.
    A impressão que eu tenho é que, mesmo aqui no Brasil, onde se dizia que o jogo é menos viril que em outros lugares, esses lances têm acontecido aos montes.
    Na europa, Peter Cech, goleiro do Chelsea, continua a usar um capacete (acho que é de rugby) para proteger a sua cabeça. No Brasil, Fábio, arqueiro do Cruzeiro, segue utilizando um protetor bucal.
    Será que um dia veremos jogadores do football mais famoso no mundo usando os capacetes dos atletas do football estadunidense?

  • Jovaneli

    André, no ótimo jogo entre Palmeiras e Grêmio (em termos de intensidade, o melhor do Brasileiro, comparado a partidas da Premier League), mais especificamente no drama gremista com a lesão do Réver, achei que o Palmeiras perdeu uma bela chance de ter uma atitude nobre: sabendo que o adversário perdeu um jogador (Réver) devido a uma disputa de bola pelo alto com seu atleta Diego Souza, e que ficaria com 10 homens por ter feito todas as alterações previstas no jogo, o Palmeiras poderia retirar um de seus jogadores de campo para ficar 10 a 10 com o Grêmio. Seria um gesto maravilhoso.
    Sei que parece engraçado ou bobo isso que proponho, mas, em tempos de carência de atitudes nobres no futebol, seria algo admirável. Talvez, valesse mais do que os tais três pontos em disputa no campo. Se o fizesse, o clube Palmeiras entraria para a história do futebol mundial com esse gesto.
    Não acha que perderam essa oportunidade? Será que algum dia veremos algo parecido no futebol? Abraço.

  • Anna

    É sim, chocante, o que aconteceu com Rever, até pra quem se acostumou a ver gente se machucar por ossos do ofício. Sempre me remete ao Serginho do Sao Caetano. ótima descrição da sequencia dos fatos! Grande abraço, Anna ps. estou sentindo falta da ZR ser sinonimo de calabouço. A analogia com elevador é muito boa.

  • Paulo Camara

    Aí Palmeirenses…é só o começo, Muricy nao sabe e normalmente nao mexe no time durante o jogo, só se encoraja se tiver um jogador a mais! E esse campeonato vai provar que não é o são paulo do MURICY que foi tricampeão, e sim o muricy do SÃO PAULO! Podem anotar meu nome, eu aposto com qualquer um se o Palmeiras será campeão! O mais engraçado é ver o PVC todo alegre, dando o título como certo…O PVC seria talvez o melhor comentarista, se não fosse tão parcial e torcedor pro Palmeiras…Por isso que prefiro mil vezes o Mauro César! Ai André o Sportcenter 1° edição tá show, com todo respeito, infinitamente melhor do que a edição noturna! Parabens a vc e ao Arnaldo!

  • BASILIO77

    Domingo o Coringão ressuscita o Pet.
    Tá cheio de Jason por aí…
    Abraço.

  • Tarik

    E ai André , tudo na boa ?

    De fato estou esperando o seu livro e do Data – Pvc
    Hehehe .
    O cara é uma enciclopedia de fato
    Gosto muito do Sc , com voce e Arnaldo
    Abraço

  • Edmilson Antonio Fidelis

    Boa noite,

    Desculpe falar de um assunto que não tem nada a ver com o post. Dias atrás vi, na ESPN, a reportagem referente ao doping dos atletas brasileiros. Tudo bem feito e abrangente. A entrevista com o técnico, com o dirigente. Muito bom.
    Apenas uma coisa me deixou digamos, intrigado.
    Voce afirmou taxativamente que todo atleta deve saber o que come, o que bebe, a medicação que usa.
    Não concordo com isto.
    Antes quero deixar claro que concordo com as punições aplicadas. Deve ser assim.
    Só queria saber como um atleta pode sempre ir contra seu fisiologista, seu técnico, seu médico.
    Para ser mais claro não estou defendendo os atletas envolvidos neste episódio mais recente. Ok?
    Mas, não acho justo condenar, a priori, todo atleta envolvido em dopings.
    Um atleta deveria confiar em seu técnico e fisiologista ou a cada refeição, a cada receita ele deve levar o material para análise em um laboratório renomado?
    Será que não há meios de haver confiança, tão necessário para um excelente rendimento?
    Será que o atleta deve ser seu próprio técnico, fisiologista, médico?
    Só comer a comidinha da mamãe? Só beber água da bica?
    Pareceu-me que voce quis dizer que, neste meio, todo profissional não é digno de confiança.
    Os próprios técnicos, Jaime Netto e Inaldo Sena, e o fisiologista Balikian até uma semana atrás eram dignos da maior confiança e com bom nome na área.
    Sei não! Desta forma fica impossível pensar em uma carreira no atletismo.
    Assim como está fica impossivel se empolgar com qualquer quebra de recorde.
    Tudo e todos são suspeitos!
    Será que Bolt é realmente e honestamente o homem mais rápido do mundo?

    AK: Obrigado pelo comentário. Faço minhas, todas as suas perguntas. Um abraço.

  • Roberto

    Eu não assisti muitos jogos do Barueri, mas vendo só os melhores momentos, acho que o Fernandinho tem uma boa parcela de mérito desses gols. Chega na linha de fundo com muita facilidade.

  • Edinho Felício

    André,

    esse Luis que está no Barueri é aquele garoto ex-Palmeiras??

    Um abraço!

    AK: É ele. Um abraço.

  • Paula

    Ah se fosse o Flamengo ou qualquer outro time tendo seus salários atrasados pagos pela prefeitura! Isso é o cúmulo!

MaisRecentes

São Paulo joga, Corinthians soma



Continue Lendo

Sqn



Continue Lendo

Gato



Continue Lendo