ETO’O MANDOU BEM



Eis o camaronês Samuel Eto’o com sua nova camisa.

Na apresentação oficial do atacante da Internazionale, hoje na Itália, os fotógrafos quiseram registrar a famosa imagem do beijo no distintivo.

Eto’o se recusou. Disse que tem de “conquistar a confiança dos torcedores dentro do campo”.

Passo a gostar mais dele.

O beijo na camisa é um gesto tão batido, que ficou falso. Tem o efeito contrário, e não engana ninguém.

Sério: você fica (ou conhece alguém que fica) orgulhoso quando um jogador recém-contratado beija a camisa do seu time?

E quantas vezes já viu a cena e pensou: quanta bobagem…?

Vestir o novo uniforme e sorrir para as câmeras já é mais do que suficiente. Negar-se a protagonizar um gesto vazio não deveria ser a exceção.

São raros os jogadores que podem beijar um escudo, com sinceridade.

Mais raros ainda, os que têm a coragem de se recusar.



  • Rafael Foltram

    Concordo inteiramente.

  • Jovaneli

    Aproveitando o assunto “Eto’o”, gostaria de perguntar a você, André: esquecendo-se o aspecto financeiro da negociação e eventuais desgastes de relacionamento do Barça com o camaronês, o clube catalão não se equivoca ao trocar seu bom atacante (autor de gols em finais de Champions League) por um ponta de lança, talentoso é verdade, mas apenas coadjuvante na principal competição de clubes da europa?
    Messi e Henry não são atacantes de área, função que Eto’o fazia muito bem. Aliás, só ele a executava. Das duas uma, ou Ibra irá se reinventar atuando em uma posição que não costuma jogar, ou irá bater cabeça com os dois atacantes pelos lados do campo, Messi e Henry. Essa é minha impressão.
    Complicado, não? Como resolver esse “problema tático”?

    AK: A impressão que eu tenho é de que Ibrahimovic jogará mais adiantado no Barcelona. É a única forma de encaixá-lo sem mexer com o que já está ótimo. Se der certo, teremos de tirar o chapéu para ele. Um abraço.

  • Jovaneli

    Pois é, André, parece a solução mais simples. Acho que ele encaixaria melhor na vaga de Ronaldo no Manchester United. Joga na mesma faixa de campo.
    Curiosamente, estou com a impressão que Messi, Ibra e Henry “imitarão” a forma de jogar do ataque campeão da Liga dos Campeões 2007/2008, que, à época, contava com Ronaldo, Rooney e Tevez.

  • Lippi

    André, o problema é que gostar menos do Eto’o é quase impossível.

    Aquela história de “jogador que faz biquinho” parece ter sido inspirada nele. Desde aquelas reclamações dizendo que se ele se chamasse Etozinho, já teria sido escolhido o melhor jogador do mundo até agora. Pelo que eu li, o ato de não beijar a camisa foi mais uma forma de cutucar o Barça e o Ibrahimovic do que algo de um cara diferenciado.

  • Massara

    “São raros os jogadores que podem beijar um escudo, com sinceridade.”

    Verdade.

    Um desses raros jogadores se despediu hoje do futebol e do clube com quem mais teve identidade ao longo da sua vitoriosa carreira.

    Refiro-me a Juan Pablo Sorin (“Juampi”), um dos maiores ídolos da história do Cruzeiro Esporte Clube e o jogador que vi vestir o manto celeste com mais raça em toda a minha vida.

    Este Argentino mereceu beijar as 5 estrelas e vestir a camisa azul do Cruzeiro. Tudo o que fez pelo Cruzeiro foi de coração. Tudo o que disse foi sincero. A China Azul não te esquecerá!

    Obrigado, Sorín!

    Abs.

  • Lula_dodói

    A maioria não devia nem cantar hino nacional.

  • neto

    Na linha do pensamento do Jovaneli, acredito que com a posse de bola, uma movimentacao intensa pode “resolver” o problema e dificultar muito para a marcacao adversaria. mas nao sei se serao tres atacantes de fato, Messi gosta de buscar mais o jogo, ate na selecao da Argentina, ele ocupou o espaco deixado por Riquelme, acredito q dependendo o adversario ele fara essa funcao.

  • neto

    Andre, saindo do assunto, gostaria de saber sua opinao com relacao a natacao. Voce acha que os uniformes sao dopping tecnologico? Que voce achou das declaracoes do Michael Felps?

    AK: Acho que a coisa deve ser regulamentada. Não necessariamente proibida. O Phelps só não usa o “traje do momento” porque tem contato com outra marca. Um abraço.

  • lucas scussel

    beijar o escudo, BATER NO BRAÇINHO ..

  • Alexandre Reis

    André, esse ano eu vi o Emerson beijar o escudo do Mengão e chorar, dizendo que estava realizando o grande sonho de sua vida e que estava trocando muita coisa pra estar aqui.

    Confesso que duvidei na hora, mas a entrega desse jogador em campo conquistou a torcida do Mengão.

    Parabéns ao E´to e parabens ao Emerson por mostrar dentro de campo o que disse na apresentação.

    Abs

    Alexandre Reis

  • Fernando

    E o que dizer de Muricy Ramalho, que já beijou a camisa do Palmeiras, bateu no braço, no coração? São todos farinha do mesmo saco.

    AK: Posso ter perdido alguma coisa, mas não vi o MR beijando nada. Um abraço.

  • Rodrigo

    Na minha opinião Mourinho está pulando de felicidade pela contratação do Eto’o, vai mudar a forma de jogar da Inter. e ano que vem acaba o contrato do Drogba, e o Inter pode ser o destino dele. formaria um ataque muito forte. Eto’o – Drogba – Balotelli

  • Rafael Wuthrich

    Fica clara a personalidade quando um jogador briga com um clube, durante a maior competição que ele disputa, para jogar uma Copa Continental e amistosos pela sua seleção de origem.

  • lucas santos

    André Kfouri,

    você está metido igual seu pai e tenta copiar o “Amigão” e o “Antero”. Estragou nosso horário ao meio dia com sua pose de sabe tudo, sua falta de humildade, carisma e personalidade.

    Não quero te diminuir, apenas te falar o que outra pessoa não teve coragem de te falar. Seu lugar é atrás das câmeras, você escreve bem e deve parar por aí, reconheça suas limitações.

    Ultimo conselho, não tente criar um personagem, seja você mesmo.

    obrigado pela atenção e se te ofendi de alguma forma foi pensando no seu bem, espero que acate minhas críticas de forma construtiva.

    Lucas

    AK: Não gostar do meu trabalho é direito seu. Mas está claro que seu problema comigo, inexplicavelmente, é mais grave. O que é um problema seu, não meu. Talvez você não saiba que eu estou na frente das câmeras há (apenas) 15 anos. Espero que você consiga chegar bem ao final do dia. Um abraço.

  • Luiz Felipe

    Acho o AK um cara bem gente fina.

    Seus comentários são sempre ponderados, lógicos e com uma boa dose de ironia. Também vejo bastante isenção e, principalmente, sensibilidade quando trata dos assuntos extra eixo rio-sp.

    Na verdade, ele somente se perde no ufanismo quando fala do seu time do coração. O que não dá para criticar muito, aliás, sobretudo após um ano de martírio na segundona… hehehe

    Sobre o tema, também achei fantástica a atitude do camaronês. Muitos pontos para ele.

    Só vi o Nilmar beijar a camisa do Inter duas vezes: quando fez o gol do título da sulamericana, já na prorrogação, e quando fez um golaço da virada de um grenal.

    Evidentemente, essas duas vezes me bastaram.

  • leonardo atleticano

    André, essa coisa de falsidade é geral, não só no futebol, hj a garotada sai pela rua e beija 50 em uma noite, beijo hj não é sinal de casamento como antigamente. Se o cara beijar hj uma camisa e amanha já esta beijando outra, é apenas o sinal dos tempos modernos, em que ninguém se apega a nada. Vc não vê os nossos políticos, um dias estão se matando, no outro estão se beijando, a zona é geral. Para mim o camarada nem ganha nem perde, beijando ou não beijando, o que conta é a entrega dentro do campo.

  • André, decidi começar a acompanhar o seu blog.
    Tudo que tem sobrenome Kfouri e envolve esporte é algo merecedor de ser lido.

    Concordo em número, gênero e grau no que diz sobre o ato de beijar os distintivos.
    É curioso notar que vários jogadores preferem ultimamente morder o simbolo das camisas, como se fosse um meio caminho andado para beijá-los. Já vi diversas vezes….

    Parabéns pelo blog e você vai ter que me aguentar.

    Sds alvi-verdes imponentes !!

    AK: Seja bem-vindo. Um abraço.

  • Fred Ferreira

    André, Também concordo totalmente com você ! Com os jogadores cada vez mais sendo tratados e, se comportando, como mercadorias, acho muito difícil que os clubes consigam criar verdadeiros ídolos para suas torcidas, como acontecia no passado…. Hoje em dia, quando você começa a gostar e se identificar com um jogador, ele vai embora….

  • André, mais um ótimo texto! Quanto ao posicionamento do Ibra no time do Barcelona, acho que não haverá problema, até porque Eto’o também não ficava tão paradão no ataque. Abraço!

  • Lucas

    André, sou Lucas também, mas totalmente contra a opinião do outro lucas ai de cima.
    Acho que você tem carisma, sabe falar de vários esportes diferentes e o melhor de tudo, sabe que tem muito para melhorar (como todos nós temos).
    Tenho certeza que no futuro será melhor que seu pai (um grande elogio, menos pro WL)
    Abraços

  • Fernando

    Ok, talvez eu tenha me empolgado, hehe. Ele não beijou camisa. Mas é uma questão de tempo, verás. Abraços.

MaisRecentes

Em frente 



Continue Lendo

Acordo



Continue Lendo

Futilidade



Continue Lendo