CAIXA-POSTAL



Aos temas da semana:

Marcelo escreve: André, você é a favor dos times brasileiros da Libertadores disputarem a Copa do Brasil?

Resposta: Totalmente. A CB é a segunda competição de futebol mais importante do país, disputada num formato diferente do Campeonato Brasileiro, e que não deveria estar fechada aos clubes que se classificaram para a Libertadores. Com eles, a Copa seria ainda melhor. A ausência desses clubes a desvaloriza. A questão do calendário teria de ser administrada, mas não vejo nenhum motivo para proibi-los de jogar.

______

Virgílio escreve: Muito bonita a festa realizada em Madri. Toda a imprensa só fala nisso. Porém, a imprensa blinda o Kaká de seu comportamento errôneo neste caso. Na época, tão alardeada, do passe livre (onde o jogador está livre de dirigentes e tem o direito de ir e vir etc e tal), o Kaká curvou-se à época amadorística. Esperou a eleição do Parlamento europeu para anunciar sua saída, a fim de não prejudicar o douto Sílvio Berlusconi. Misturou política e a liberdade do jogador em trabalhar onde quer e de forma livre (cadê a Lei Bosman?). Péssimo comportamento do Kaká com um belo retrocesso para os companheiros de trabalho. Pena que a imprensa blinda o fato.

Resposta: Sua análise da transferência do Kaká está errada. A ida para o Real Madrid era o desejo dele e do Milan, por questões financeiras. Se o dono do Milan quis que o negócio fosse anunciado apenas depois das eleições na Itália (será possível acreditar que uma coisa tem a ver com outra?), Kaká não se curvou a nada. Foi o Milan que o negociou, e divulgou a transação no momento que achou apropriado. Esse caso nada tem a ver com Lei Bosman, muito menos com os companheiros de trabalho de Kaká.

______

Guilherme escreve: O que você pensa sobre a “ditadura da Libertadores”? O Corinthians acaba de ganhar a Copa do Brasil e ao invés de falarem sobre o título, escuto dirigentes, jogadores, repórteres e comentaristas falando somente sobre a volta à Libertadores, o projeto Libertadores. Será que a única importância da Copa do Brasil é a vaga para a competição sul-americana?

Resposta: Não é a única, mas a principal. E no caso do Corinthians, a referência à Libertadores tem óbvios motivos. A Libertadores é a competição que reúne os melhores times do continente, é natural que se queira disputá-la, por questões esportivas, financeiras e de marketing. Dá status, dinheiro e satisfaz o torcedor. Na Europa é igual, com relação à UCL.

______

Marco Aurélio escreve: Cara, uma coisa que não estou notando na mídia, mas estou vendo bem pelas
transmissões, é alguém falando sobre os gramados dos estádios brasileiros. O caso é grave! São poucos os campos onde a bola rola suave e bonito. O que está acontecendo? Não existe lei da Fifa ou CBF para dar um jeito nisso? Tem muito jogador perdendo gols feitos por causa do gramado e aí começa a culpar só os técnicos pelas derrotas. Este mal tem remédio na sua opinião?

Resposta: Tem, e simples: organização. Eu penso como você, e me assusto com alguns campos da Série A. Verdade que a época do ano não é das melhores, porque o frio prejudica a grama, mas tem alguns estádios que realmente deveriam estar fechados para reforma do gramado. Não há lei para isso, claro. Mas a entidade que organiza as competições tem poder para obrigar os clubes a oferecer campos decentes. É incrível que a CBF não faça isso, porque o reflexo é direto no produto. Mas acima de tudo, deveria ser interesse dos clubes. E tem clube que parece se orgulhar de ter um pasto.

______

Obrigado pelas mensagens. A CP volta no sábado que vem.

(e-mails para a Caixa-Postal do blog: akfouri@lancenet.com.br, ou clique no link abaixo da foto)

” – Você está indo ou vindo?

– Eu não sei. Os dois.”

Diálogo entre Amelia e Viktor Navorski, em “O Terminal”.



MaisRecentes

Fechamento



Continue Lendo

Voltando a Berlim



Continue Lendo

Passo adiante



Continue Lendo