NOTINHAS PÓS-RODADAS



Das copas:

* A melhor campanha da Libertadores está na semifinal. O Grêmio (0 x 0 com o Caracas – 36.725 pagantes no Olímpico), pelo volume e chances, merecia ter vencido os venezuelanos. Mas não precisava.

* Mas aposto que se for feita uma pesquisa entre gremistas, todos dirão que o Grêmio “ganhou” ontem. Não preciso explicar por quê.

* Maxi López (que deve ter dado uns 50 chutes a gol) sofreu um pênalti no primeiro tempo, não marcado.

* Assim como no jogo contra o Colo-Colo, o Palmeiras (0 x 0 com o Nacional – público ND no Centenário) teve tudo para vencer fora de casa e seguir em frente.

* Obina teve uma (sim, uma, a de cabeça) chance daquelas que não se pode perder num jogo como esse. E o milagre de Cleiton Xavier não se repetiu.

* O problema, lógico, foi o 1 x 1 no Palestra. Para o presidente Luiz Gonzaga Belluzzo, o Palmeiras perdeu para “um time ruim, que lutaria para não cair no Campeonato Paulista”.

* Contra um Internacional desfalcado, o Corinthians (2 x 0: Jorge Henrique e Ronaldo – 36.614 pagantes no Pacaembu) precisava de um resultado que encaminhasse a decisão no Beira-Rio. Conseguiu.

* Claro que não acabou. Mas este blog acha que, se o Inter for campeão da Copa do Brasil, será nos pênaltis.

* Se eu tivesse uma empresa, contrataria Heber Roberto Lopes para administrá-la. Sobre o lance do segundo gol: o presidente da Comissão de Arbitragem, Sérgio Corrêa, disse que o árbitro não marcou falta na jogada. Mas a ESPN Brasil tem um vídeo, em que se pode ouvir o apito do juiz.

* A bola ainda não estava parada, Elias foi esperto, Heber errou. Nenhum jogador do Inter reclamou, ou foi na bola.

* Elias jogou demais. Guinãzú (é melhor ainda quando podemos vê-lo jogar, in loco) também. Felipe (pode ter feito a defesa do título, no chute de Taison cara a cara) também.



  • BASILIO77

    O Inter teve boas chances de marcar, mesmo desfalcado.
    A defesa do SCCP não esteve bem, o que é raro, especialmente o miolo dela. Ainda bem que Felipe tá pegando muito.
    A partida foi melhor do que eu esperava, até que foi bem movimentada e com chances de ambos os lados.
    Ronaldo gordo sai atrás e chega na frente.
    Só acompanhando de perto um jogador desse nível, mesmo com todo historico de lesões e acima do peso, é que vejo o que estamos perdendo HÁ ANOS com a saída dos melhores jogadores para a Europa.
    Nunca fui fã do Ronaldo, não curto futebol europeu, mas vendo o cara com mais frequencia, fica claro porque tem esse apelido.
    O título está aberto. 2 x 0 é um resultado perfeitamente possível lá no sul.
    Abraço.

  • leonardo atleticano

    André, ontem achei o jogo com cara de título para o Corinthians, se terminasse 02 x 02 não seria nenhum absurdo, ou 03 x 02 para o corinthians por seu um pouco maior volume, as coisas acontereram da melhor maneira possível, deu tudo como tinha que dar, acho que ontem foi sorte e competência de campeão, quando as duas coisas se juntam, é dificil derrubar. Taison jogou muito, correu demais e infernizou, mas estrela mesmo tem o Ronaldo, o Taison poderia ter roubado a cena, mas mostrou que é um baita jogador, mas que Ronaldo ainda é o cara. Não entendo como uma seleção que está apanhando e levando gols como a Argentina abre mão de um baita pit-bul a frente de sua zaga, e um pit-bul que sabe jogar bola, baita jogador o Guinhãzú.

  • Ricardo Inocencio

    Mais de 36.000 pagantes…mas não tinha isso tudo lá dentro hein…nem os pouco mais de 37 mil presentes conforme foi dito (acho que por você mesmo) na transmissão. Na parte verde do Pacaembu tinham vários espaços e ali na amarela (onde normalmente fica a Camisa 12) também.

    Outro árbitro teria com certeza tirado Chicão e Elias da partida de volta, mas também não teria tirado o Souza, preciosismo puro, e como disse o Palomino só amarelou pra não dizer que poupou todos os pendurados.

    O Felipe salvou não só a jogada do Taison, como aquele voô (não gostei da nova ortografia, rsrsrs) na cobrança de falta do Andrezinho (jogou bem tb.) foi providencialíssimo.

    E se o “parmera” perdeu a vaga para um time que brigaria pra não cair no Paulistinha, é porque as coisas lá em Perdizes estão mal então hein…que vergonha (pra mim que sou corinthiano, uma alegria).

  • Edouard Dardenne

    O jogo de ontem ensina ou ratifica algumas coisas.
    O Corinthians, historicamente, ganha sem dar espetáculo, e geralmente deixa o adversário com a sensação de que dava pra ser diferente. Foi assim em 90, pra ir mais longe, foi assim no Mundial contra o Real Madrid (2 penais…) e contra o Vasco (ganhamos nos penais), e foi assim no Paulistão desse ano, porque Santos e São Paulo (esse, mais no 1º jogo) sairam de campo com a sensação de que o Corinthians nao “jogou melhor”, apenas foi mais “eficiente”. Pra mim, em mata-mata, o melhor time é o que vence o confronto. E ponto final.
    Mostrou também que o Taison é craque, acima da média, diferenciado mesmo. Mas genial é o gordo, que fez um gol com a sua cara, “mordendo a boca” (é mais ou menos isso q ele faz mesmo, esse tique nervoso…) na corrida, e decidiu mais uma vez. Acho que os 11 gols dele com a camisa do time foram decisivos.
    No mais, off topic, jornalista precisa de diploma pra ser jornalista? Acho que o STF acertou.
    Um abraço.

  • Luiz Felipe

    O Elias não devia ter levado cartão amarelo????

    Deu no meio do guiñazu e ainda fez faltas em sequencia…

  • Caro, André!

    Como jornalista formado que eu sei que você é, gostaria de saber qual sua opinião sobre o fim do diploma para o exercício de jornalista ?
    A minha está no meu blog. Um abraço.
    Dê um toque no seu pai para que ele se manifeste Também. Um abraço.

    Hoje, quebro o protocolo deste para Blog para sair do assunto futebol mineiro e protestar diante da decisão estapafúrdia, revoltante e retrógrada do Superior Tribunal de Justiça.

    O fim da exigência do diploma de jornalismo para o exercício da profissão é um golpe naquele já foi considerado o quarto poder do país.

    Há quarenta anos, o reconhecimento da profissão veio para nos dar o direito, a possibilidade e a obrigatoriedade de um conhecimento e capacitação melhores.

    Quando escrevo obrigatoriedade, quero dizer no sentido positivo. No sentido de que a profissão exige uma especialização maior do que simplesmente “usar de sua liberdade de expressão”.

    Posso dizer isto em termos práticos: durante 9 anos fui apenas radialista sem formação acadêmica. Os motivos que me levaram a essa prática foram desde acomodação profissional até uma ligeira arrogância de achar que, a vida era apenas prática no dia-a-dia da função.

    Graças a Deus e por exigência do mercado minha linha de raciocínio besta mudou. Fiz a faculdade de jornalismo.

    Foram 4 anos de luta, estudos e sacrifício financeiro para concluir minha formação. Valeu!

    Com os conhecimentos de história, filosofia, antropologia, semiótica e de outras disciplinas aprendi que jornalismo, não é só fato. Não é só notícia ou liberdade de expressão como insistem em argumentar os “membros” do STJ.

    É muito mais: é o compromisso de uma profissão que luta a favor de uma sociedade melhor. Mais atenta e cidadã. Uma sociedade que tem direito à informação de qualidade e com responsabilidade.

    Muitos daqueles que exerceram a profissão antes de 1969, não eram irresponsáveis. Muito antes pelo contrário. Eram intelectuais como Rubem Braga, Manoel bandeira, Carlos Heitor Cony e tantos outros.

    Eu antes de me formar nunca fui. Não sei se os próximos jornalistas o serão. Sei é que estarão menos qualificados, se não cursarem a faculdade que agora não é obrigatória.

    É bom lembrar que a vida, a sociedade, a COMUNICAÇÃO, o JORNALISMO mudaram ao longo dos tempos. A qualidade do ensino no país é cada vez pior. Coisa que na época dos ícones citados acima, não era.

    O engraçado é que, em tempos de maior exigência e capacitação dos profissionais em qualquer área, patrões e os MEMBROS do STJ cometem uma sandice como esta.

    Não vou me limitar aos MEMBROS, porque a Associação nacional de Jornais e a Associação Brasileira de emissoras de Rádio e TV, aliadas ao Ministério Público foram os responsáveis pela ação na justiça.

    Acredito que os detentores do poder, querem ver uma classe mais burra e despreparada. Querem pagar salários sempre mais baixos.

    Querem ver uma categoria cada vez mais subserviente e escrava.

    Se não, por que entraram com a ação? É muito contraditório dizer que, só vão continuar a contratar profissionais qualificados, diante desta atitude digna de um podre poder.

    E não me venha com o argumento de que na França, Estados Unidos e Alemanha, o diploma não é exigido. Nem sempre o que é bom para eles é o melhor para nós.

    A Europa e os americanos têm culturas diferentes. São mais justos na formação do cidadão e acesso às oportunidades no mercado de trabalho para citar alguns superficiais argumentos.

    Pena que a minha classe é desunida. Pena que chegamos a esse ponto por culpa nossa.

    Nunca conseguimos fazer uma greve geral e paralisar todas a redações de TV, RÁDIO, JORNAL, REVISTAS, PORTAIS DE INTERNET, para uma simples reivindicação salarial.

    Não seria o caso agora. Já que podemos ser substituídos porque qualquer um que passar na Delegacia Regional do Trabalho e tirar o registro.

    Aliás, muitos donos ou acionistas dos grandes órgãos de comunicação não são jornalistas de formação. São grandes empresários que visam só os lucros e as oportunidades comerciais.

    Basta ver o compromisso deles com governos estaduais e federais no recebimento de verbas publicitárias. E ainda: elegê-los.

    Quero ainda deixar o meu protesto contra o Ministério Público.

    Ao invés de combater esse tipo de parceria enganosa, a corrupção no país, a violência física, moral e intelectual, fica aí, fazendo do Brasil um país que continua pior.

  • Anna

    Ulisses, eu tb protesto. Faço minhas suas palavras. Foi um retrocesso o que houve ontem. Infelizmente chegou a esse ponto porque não se tem um Conselho Regional de Jornalismo como outras profissões têm. Não podemos aceitar passivamente essa decisão por mais que tenha sido eum última instância jurídica. Tb queria saber a opinião do André. Grande abraço, Anna

  • Thiago Forte Sepúlveda

    Saudações André!

    Bom, minha visão, de lá do Pacaembu, onde acompanhei um belíssimo jogo:
    Ótimo jogo, porém com superioridade do Corinthians. Acho que o jogo de ontem deixa a impressão que os dois times são equivalentes, pois o Inter completo será mais forte. Se ontem tivesse sido um jogo de igual pr aigual, ficaria, como corinthiano, preocupado com o jogo da volta, mas acho que o corinthians da conta e o jogo no Beira-Rio termina 2×2.
    Sobre o gol do Ronaldo, me desculpe, mas a bola estava parando. 2 segundos que o Elias esperasse e a bola estaria parada. Porém o inter não teria se recomposto, não teria se reposicionado. Falha do lado esquerdo do Inter em minha opinião. E mérito de Ronaldo claro.
    Quanto aos cartões, extremamente político o árbitro. Ele não amarelou ninguem do Corinthians que estava pendurado, porém nenhum fez falta dura, talvez o Elias. Mas também não expulsou o Sandro.

    Aposto na melhor final de todos os tempos no Beira-Rio, e um jogo equilibrado que terminará empatado. E Corinthians campeão.

    Sds,

  • Jovaneli

    André, eu entrevistei o Felipe (goleiro do Corinthians) no ano passado e sei o que ele está sentindo. Ele está engasgado com aquela final perdida para o Sport. Por isso está fazendo tantas partidas de “Júlio César.
    Ele está mordido, mais do que qualquer outro jogador ou técnico, porque ouviu muita gente falar (acho até que com razão) da falha dele no segundo gol. Eu acho que ele falhou, sim.
    Naquela oportunidade, durante a entrevista, toquei no assunto. Perguntei sobre o lance. E ele não admitiu a falha, pois, segundo ele, havia muita gente à frente dele, o que dificultou a defesa (o lance foi uma falta cobrada em cima dele, que se atrapalhou e o jogador do Sport pegou o rebote dele, Felipe, e fez o gol).
    Após fazer aquela pergunta, dava para ver nos olhos dele uma certa re..volta, m..ágoa até, poque muita gente colocou na conta dele a perda do título. Eu não fiz isso. Mas teve gente que o c..ulpou. Que o crucificou.
    Tenha certeza, André e colegas blogonautas: o Felipe é aquele que mais quer esse título. Vai se m..atar em campo para não levar os gols e assim conquistar a Copa do Brasil.
    Guardadas às devidas proporções (muitas!), ele se sente mais ou mesmo como o Dunga na véspera da final da Copa de 1994 com todo o peso da eliminação na Copa de 1990.
    Ninguém usou esse termo, mas posso assegurar que Felipe sente como se tivessem rotulado como “Era Felipe” a perda daquela Copa do Brasil. Quer mudar isso custe o que custar.

  • Cruvinel

    É uma pena o Inter nao ter feito nenhum golzinho…! Merecia!!
    Esses desfalques pesaram no time!
    Concordo com vc André, acho muito difícil o Inter tirar essa diferença … a nao ser que o jogo vá para os pênaltis! Aí fica mais possível a título!
    Espero que dê Inter !

  • BASILIO77

    Arbitragem política sim.
    Elias tinha que ter recebido amarelo sim. Alvaro idem.
    Chicão nem tanto.
    O cartão que faltou ao Elias ontem, foi o que sobrou ao proprio Elias, injustamente, contra o Fluminense.
    E quantas faltas foram marcadas na entrada da área colorada?
    Nenhuma.
    A banca paga e a banca recebe.
    Sem chororô, o Inter tem time pra reverter no sul.
    Abraço.

  • ADSON CARVALHO

    Quanto ao erro primário do Árbitro parcial Heber no lance do segundo gol, cantei a pedra anteriormente sobre o “APITO AMIGO” no Blog anterior ao jogo!!! O pior é que são os mesmos de sempre, ou seja, Heber Lopes, Simon, Paulo César de Oliveira etc.etc.etc. Será coincidência ou erro intencional??? Sobre as críticas que recebi, espero dos críticos que lavem a boca com sabão e reconheçam que vcs não entendem nada de futebol.
    André, depois que o STF decidiu que repórteres não precisam mais de diploma para exercerem o cargo, acho que vc. poderia me dar uma força para ser comentarista esportivo, sou imbatível em previsões. Corinthians e Comissão Brasileira de Arbitragens campeões da Copa do Brasil/2009!!!
    att.
    Adson

  • Gustavo Henrique

    Caro andré,

    Sei que o comentário deveria ser relacionado ao assunto, mas, vai lá: Sobre a discussão dos recursos eletrônicos no futebol, você sugeriu para alguns leitores do seu blog o envio via e-mail das suas ideias neste respeito. Sou defensor desse tipo de recurso. Assim como na NBA e NFL, daria mais credibilidade ao esporte. Muitos dizem que o futebol vai perder a graça. Mas , eu pergunto: Perder a graça? Se a minha seleção perde uma copa do mundo por que um juiz anulou um gol incorretamente, não ficaria eu chateado? Então, acho que vale a pena sim. Imaginemos que o jogo contra o egito fosse contra a itália, na final da copa do mundo. Esse lance acontecendo aos 45 minutos do segundo tempo e o juiz não apitando. Dai a seleção brasileira perder-se nos penaltis. E ai ? será que haveria um brasileiro que iria discordar da marcação via recurso eletrônico? Acho pouco provável. Bom andré, gostaria que vc pudesse me enviar via e-mail tais pensamentos. Gosto de analisar novas alternativas, diferente da FIFA.

    Abraços,
    Gustavo.

  • Gustavo Henrique

    Correção:

    “Perder-se” não !
    Perdesse.

  • Ramos

    Meu caro André, eu estava na arquibanda em frente ao lance e o juiz não apitou a falta eu não o vi sinalizar com os braços apontando a falta como fazem todos os juízes e não ouvi apito nenhum e eu estava muito, muito próximo ( terceira fila) .
    Se a ESPN tem um som de apito gravado deveria mostrar, ontem a noite no Sportcenter falaram disso mas na hora de mostrar não tinha apito nenhum.
    Veja bem que o barulho no estádio era infernal e tinha apitos e sinalizadores sendo espoucados a todo momento, será que o apito da ESPN era do árbitro ou ruído da torcida?
    Porque ninguem foi entrevistar o árbitro?
    Ninguem ouviu o Elias dizer que foi falta e que o árbitro apitou, o que ele disse foi que se fosse jogador do Inter também reclamaria, uma clara gozação.
    Ramos

    AK: Você percebeu, no post, que a palavra “vídeo” está em outra cor? Muito bem, trata-se de um link. Se você clicar nele, uma outra janela se abrirá, exatamente com o player de vídeo da ESPN. Localize o volume, aumente, e veja. Se não ouvir o apito, desligue o computador e procure um otorrino. Um abraço.

  • Ramos

    Só para embarcar na conversa do diploma universitário para ser jornalista, acho uma bobagem.
    Se a pessoa tem talento e quer ser jornalista, deve se preparar para tanto senão passará vergonha e desemprego.
    Caberia isto sim algo parecido com o Exame da Ordem dos Advogados, que faria a avaliação do candidato a jornalista (com qualquer formação superior), os sindicatos de jornalistas poderia bancar o exame e quem fosse aprovado seria habilitado a exercer o jornalismo.
    Ramos

  • TRICOLOR

    André!!! Vamos ajudar o Fenômeno!!! A FUNAI quer processá-lo porque ele quebrou umas quatro ou cinco costelas do ÍNDIO!

    Vamos ajudar RONALDO!!!! HUHHUAHUHAUHAUHAHAUAHHAUHA

    CHORAM C!!!!!!

  • Marcelo

    No primeiro jogo do campeonato brasileiro, o Corinthians entrou com a equipe reserva e perdeu para o Inter. Ninguém da imprensa fala que o Inter venceu os reservas do Corinthians. Mas, na hora de comentar a vitória do Corinthians sobre o Inter, toda a imprensa esportiva destaca que o Inter estava desfalcado. Por quê os dois pesos e duas medidas? Que a imprensa esportiva odeia o Corinthians, é fato. A mesma imprensa elegeu o Inter como o melhor time do Brasil no começo do campeonato. Dá para ser o melhor antes do campeonato acabar? Duvido. Agora a imprensa está babando de raiva e tentando achar erros de arbitragem para desmerecer a vitória do Corinthians sobre o mais novo queridinho dos jornalistas. Ora, sejam profissionais.

    AK: Meu caro, a “imprensa” é algo que não existe. Você está falando de quem? Nos veículos em que trabalho, e naqueles que acompanho, sempre ficou muito claro que o Corinthians perdeu para o Inter com o time reserva. A atuação do time até foi elogiada por isso. Nesses lugares, o Internacional nunca foi chamado de “melhor time do Brasil”, e sim considerado, teoricamente (porque é impossível considerar na prática, antes de vermos a prática) um dos favoritos ao título. O jornalismo esportivo que você consome é escolha, e responsabilidade, sua. Fora isso, corintiano com complexo de perseguição é coisa rara. Um abraço.

  • Amantes do futebol e do humor sarcástico…. apresento a vocês o fenômeno da internet brasileira:

    http://www.ligadonabola.com.br

    Sou jornalista e em menos de 2 semanas o site já é muito visitado e comentado!

    Um abraço a todos!

  • Joao Henrique Levada

    Dezinho, eu diria que você teve uma habilidade “mortal” de usar os parênteses.

    Muito bom.

    Fiquei com dúvidas. Quer dizer que o Héber é bom em administrar? Sendo assim, me parece que ajudou ao Corinthians, que tinha (quase) todo o time pendurado.

    (Ainda bem, o Sport ganhou uma colhe de chá da arbitragem ano passado, visto que o juiz do segundo jogo era pouco tolerante ao contato físico entre os jogadores, com isso, prejudicou o estilo de jogo do Herrera)

  • Maxi López “sofreu” um pênalti foi pouco. Ele levou no queixo um soco do adversário com as 2 mãos juntas. O cara tinha que ser preso!

  • HAROLDO GEOFFROY

    BOM DIA! EU GOSTARIA DE VER O QUE A IMPRENSA AGORA VAI FALAR SOBRE O SAO PAULO. TA CERTO QUE GANHOU OS ULTIMOS TRES BRASILEIROS E NAO SE PODE FALAR MAU DE UM TIME DESSES. MAS, DA MESMA FORMA QUE O PALMEIRAS (EU SOU PALMEIRENSE) CONTRATOU JOGADORES QUE TÊM SALARIOS ALTOS E O TIME NAO DA LIGA. O MURICY NAO CONSEGUE DAR UM PADRAO DE JOGO AO TIME (HÁ NAO SER QUE EU ESTEJA SENDO FANATICO DEMAIS). E AGORA, SEMPRE A IMPRENSA CAI DE PAU É NO LUXEMBURGO. QUE O TIME É ISTO, QUE O TIME É AQUILO QUE A CULPA DE CICLANO OU BELTRANO. EU SEI QUE O CUSTO BENEFICIO DO LUXEMBURGO É DESPROPORCIONAL, MAS ISTO SERIA PARA QUALQUER TIME QUE O TIVESSE. FAÇAM UMA REFLEXAO TODOS VOCES DA IMPRENSA, QUE, POR DIVERSAS VEZES FAZEM COMENTARIOS PERTINENTES. MAS CRITIQUEM TAMBEM O MURICY. O LUXEMBURGO TIROU O PALMEIRAS DE UMA FILA. REMONTOU O TIME. AO FINAL DO ANO, FALEM MAL OU NAO.
    SE VOCES PUDEREM ME RESPONDER ESTE EMAIL FICARIA GRATO.

    SAUDAÇOES !

  • Fábio Matos

    André, passo aqui para dar os parabéns atrasados pelo novo Sportscenter, parada obrigatória na hora do almoço.

    E o Muricy, hein? Quarta Libertadores perdida em quatro anos, a quarta para times brasileiros.

    Desde 2006, Muricy disputou 15 campeonatos pelo São Paulo. Ganhou 3 Brasileiros, ok. Mas perdeu:

    – 4 Libertadores
    – 4 Paulistinhas
    – 3 Copas Sul-Americanas
    – 1 Recopa

    Disputou 15 competições, ganhou três. Aproveitamento de 20%.
    Disputou 12 mata-matas. Perdeu todos. Aproveitamento de 0%.

    Não dá mais para suportar. Acabou. Esgotou. É hora de respirar novos ares, para o bem do clube e dele próprio.

    Pergunte ao Arnaldo, que acho que pensa igual a mim. E aproveite para mandar um abração a ele!

    AK: Obrigado pela mensagem! Um abraço.

  • Além de justa e merecida, a classificação da Raposa é a vitória do futebol bem tratado sobre o futebol bitolado.

    carlospizzatto.blogspot.com

  • Paulo

    Redenção… Esta é a palavra… Para o Chivas Guadalajara (vítima de um esquema de lobby internacional, envolvendo até parecer do Ministério da Saúde do Governo Lula, que mesmo assim se mostra incapaz de combater a entrada da gripe suína em solo brasileiro), para o jogador Kleber (perseguido desde os tempos de Palmeiras e até hoje, em solo brasileiro, por arbitragens tendênciosas), para o Cruzeiro (também vitimado e prejudicado no campeonato brasileiro, pelos esquemas que fizeram do Tricolor de Todos os Lobbys, Hexacampeão de Malandragem), para o Palmeiras (eliminado um dia antes, representando o país no Uruguai e em jogo sem a atenção da TV) e para o Grêmio (vítima de esquema na rodada final do Brasileirão 2008, e que joga o melhor futebol do Brasil na atualidade)… Por tudo isso, é muito legal ver os chorarem por causa de arbitragem! Doce ironia de hipocrisia e cinismo…

  • Joao Henrique Levada

    Agora parece que o São Paulo está com um elenco “viciado”. Mas não vou atirar uma pedra sequer, pois ainda há muita água pra rolar no Campeonato Brasileiro.

  • César

    O apito pode ser ouvido mas quem pode confirmar que foi o juiz. Se foi ele que apitou foi com o poder da mente! Nunca vi juiz apitar sem colocar o apito na boca. Veja o vídeo! Veja se, em algum momento, ele leva a boca a mão com o apito. Ele começa a levar a mão a boca mas para ao perceber que a bola foi para o Elias.

    Além disso, o jogo não foi 1×0. Foi 2×0. E tudo que o juiz fez foi dar vantagem numa falta a favor do Corinthians. Não foi um pênalti mal marcado ou um gol irregular. O Corinthians não é o SPFC. A principal razão do gol foi a falha na marcação do Ronaldo e isso é mérito TOTAL da zaga do Inter.

    AK: Amigo, em nenhum momento escrevi que o Corinthians ganhou por causa desse gol. A falha da zaga do Inter está relatada no post. Mas não brigue com os fatos. O apito já estava na boca do árbitro. Ele só precisa assoprar. Um abraço.

  • Andres

    Vejam no YouTube imagem do 2o gol onde a bola está parada.
    http://www.youtube.com/watch?v=2LvU0jxircA
    A imagem é melhor que a da TV porque mostra o movimento da bola lateralmente, e não de frente como na transmissão. Observem que a
    bola para e os jogadores estão em movimento o tempo todo.

  • Ramos

    Meu caro André, aceito o seu conselho de procurar um otorrino, sempre é bom, mas que ao vivo no campo e de perto não se ouviu o apito, ah isso não se ouviu mesmo. Quanto a não ter ouvido o apito no vídeo da ESPN eu me referia ao que foi ao ar no Sportcenter a noite e que até deixoiu o amigão meio sem jeito.
    Tudo bem, vou ao otorrino afinal pago uma grana de seguro saúde e tem que servir para alguma coisa, mas que pode ter sido outro apito qu não do do árbitro pode…. quem sabe?
    De qualquer forma obrigado por sua atenção e fico te devendo pelo conselho.
    Abraços
    Ramos

    AK: Espero que você tenha entendido que a parte do otorrino foi uma brincadeira (assim como o tom passo-a-passo da resposta). Não posso garantir, 100%, que o apito que se ouve no vídeo é o do juiz. Mas se eu tivesse de apostar, diria que é. Eu que agradeço pela companhia e pela mensagem. E tem um otorrino amigo meu… Um abraço.

  • João Alveverde

    O Luxa deu mostras mais uma vez da sua incompetência na disputa da taça libertadores. Nunca chegou às finais por todos os times que dirigiu. Será que o Beltrão, vice-presidente do Sport, tem razão? O Vandeco está ultrapassado? Parece que sim.

  • Rodrigo

    Pensei a mesma coisa que o Ramos, mas assistindo ao video, percebe-se um gesto do Heber, como quem dizendo ao jogador do Intel algo como “uai, você fez a falta, o que posso fazer??”. Parece que foi ele mesmo, ambora durante todo o jogo eu ouvia apitos e achava que era o juiz (isso vendo pela TV).

  • Ramos

    André, tudo numa boa. Manda o nome do otorrino para o meu e-mail, pois eu não tenho um de referência.
    Abraços.
    Ramos

MaisRecentes

Gato



Continue Lendo

A vida anda rápido



Continue Lendo

Renovado



Continue Lendo