KAKÁ MUDOU DE CELULAR



Se tem jeito de negócio fechado, cheiro de negócio fechado, então deve ser um negócio fechado.

O diário esportivo espanhol Marca (que não acerta sempre, mas cantou essa bola em 15/5) publica que Kaká é do Real Madrid e será apresentado na semana que vem.

Cinco anos de contrato, 65 milhões de euros.

Segundo o jornal, o martelo foi batido hoje em Madri, numa reunião entre o presidente do gigante espanhol, Florentino Pérez, o vice-presidente do Milan, Adriano Galiani, e o pai e agente de Kaká, Bosco Leite.

Galiani tentou despistar um repórter italiano ao dizer, por telefone, que estava na praia, e não em Madri. Não colou.

No início do ano, o Milan topou vender seu principal jogador aos árabes do Manchester City, mas Kaká não quis jogar num time (por enquanto) de segunda linha na Inglaterra.

Com o Real Madrid, que tem uma aura de “clube obrigatório” para jogadores top-de-linha como Kaká, a conversa é outra.

No mesmo dia em que o novo técnico merengue, o chileno Manuel Pellegrini (aquele que não gostava de Riquelme) declarou que o “Real Madrid tem que ganhar dando espetáculo”, o clube acertou a chegada de um dos raros fazedores de diferença do futebol mundial.

É impossível que Kaká não faça sucesso no futebol espanhol.



MaisRecentes

Poupe



Continue Lendo

Pertencimento



Continue Lendo

Vitória com bônus



Continue Lendo