NOTINHAS PÓS-RODADAS (com um diálogo parisiense)



O Inter continua 100%.

A rodada foi boa para o São Paulo, que saltou 7 posições.

E ruim para Corinthians e Grêmio, que caíram cinco.

As notas:

* Um minuto depois do primeiro gol do São Paulo (3 x 0 no Cruzeiro: Washington, Borges e Dagoberto – 51.800 pagantes no Morumbi), Gerson Magrão mandou uma bola na trave. Quatro minutos depois do segundo gol, Ramires tentou uma letra na cara de Dênis. O terceiro saiu no contra-ataque, quando o Cruzeiro ficava com a bola mas não sabia direito o que fazer.

* O São Paulo soube, e venceu a primeira no BR-09. Marlos estreou bem.

* O Santos venceu (3 x 1: Paulo Henrique-2, Renato e Madson – 10.666 pagantes na Vila Belmiro) os reservas do Corinthians e chegou ao G-4.

* No gol de Madson, o jogador que pediu impedimento foi justamente o que cruzou a linha de fundo e deu condição ao santista. Bastava ter permanecido fora do campo. (não bastava, não. Ver atualização abaixo)

* Gol de Adriano, que jogou o tempo todo, na vitória do Flamengo (2 x 1: Antonio Carlos-contra, Adriano e Rafael Moura – 68.217 pagantes no Maracanã) sobre o Atlético Paranaense.

* Se um gol no Maracanã lotado não lhe proporcionar genuína felicidade…

* Leandro Domingues fez, aos 48′ do segundo tempo, o belo gol que levou o Vitória (1 x 0 no Grêmio – 14.526 pagantes no Barradão) à vice-liderança.

* Mas a bola desviou num zagueiro gremista.

* Também nos acréscimos, com um gol de pênalti, o Náutico empatou com o Fluminense (1 x 1: Fred e Gilmar – 17.781 pagantes nos Aflitos).

* No lance do pênalti, Anderson Lessa contou com inestimável colaboração de Alan e Maicon.

* No empate entre Grêmio Barueri e Palmeiras (2 x 2: Obina, Keirrison e Pedrão-2 – público ND na Arena Barueri), Obina fez seu primeiro gol em 2009.

* Pedrão marcou um gol sentado para o Barueri, e é um dos três vice-artilheiros do campeonato.

* O líder do Campeonato Brasileiro jogou com apenas dois titulares e mesmo assim venceu (2 x 1: Talles Cunha, Alecsandro e Lima – 14.471 pagantes no Beira-Rio) o Avaí.

* O gol de Lima, de pênalti duvidosíssimo, foi o primeiro sofrido pelo Inter no BR-09.

* Boa vitória do Goiás (3 x 1 no Coritiba: Felipe-2, Iarley e Marcelinho Paraíba – 8.642 pagantes no Couto Pereira), fora de casa.

* Foi a terceira derrota do Coritba (a segunda em casa), lanterna do campeonato.

* Pouco a dizer sobre o 0 x 0 entre Atlético Mineiro e Santo André (23.673 pagantes no Mineirão), fora o fato de o Atlético ter jogado com um a mais – Marcelinho Carioca foi expulso – desde os 7′ do segundo tempo.

* Após o empate no Engenhão, Botafogo e Sport (2 x 2: Wilson, Weldon, Tony e Fahel – 8.555 pagantes) permaneceram no calabouço da tabela.

* Os dois times ainda não venceram.

______

* No sábado, o Vasco perdeu (3 x 1 para o Paraná Clube: Edgar, Alex Afonso, Marcelo Toscano e Dinélson – 8.289 pagantes na Vila Capanema) a primeira na Série B.

* O Vasco jogou sem vários titulares, por causa da Copa do Brasil.

______

Você provavelmente sabe que o sueco Robin Soderling impôs a primeira derrota – 3 sets a 1: 6/2, 6/7 (2/7), 6/4 e 7/6 (7/2) – de Rafael Nadal em Roland Garros, pelas oitavas-de-final.

Mas talvez não saiba como foi o diálogo entre Soderling e Magnus Norman, seu técnico, antes do jogo.

Norman percebeu que Soderling estava tenso (no último encontro com Nadal, em Roma no início de maio, o espanhol passeou: 6/1, 6/0), e tentou lhe dizer que achava que ele tinha todas as chances de vencer.

O jogador respondeu com uma pergunta: “mas e se eu não ganhar nenhum game?”.

______

ATUALIZAÇÃO, 13h45 – O consultor informal de arbitragem deste blog é o ex-árbitro Renato Marsiglia, comentarista da TV Globo.

Falei com Marsiglia hoje de manhã, por telefone, sobre o terceiro gol do Santos e a questão envolvendo um defensor dentro ou fora do campo.

O que escrevi nas notinhas está desatualizado, portanto, errado.

Uma alteração na regra para esse tipo de lance está em vigor desde a última Eurocopa. Para efeito de impedimento, um jogador que sai do campo sem a autorização do árbitro, é considerado sobre a linha de fundo, ou seja, dentro do campo.

No lance de Santos x Corinthians, mesmo se o jogador corintiano estivesse além da linha, ele daria condições a Madson.

Ocorre (e isso não tem nada a ver com o meu erro) que havia um problema de interpretação da regra, pois uma coisa é o jogador que intencionalmente sai do campo para deixar um adversário em impedimento, e outra é o jogador que sai do campo numa jogada normal, e não retorna.

Para esclarecer a questão, na última reunião do International Board, em 12 de maio, o texto foi reformulado.

Meu compromisso é com a informação correta.

Obrigado a todos que alertaram para o erro, e ao Marsiglia, pela gentileza da explicação.



  • Fernando Meirelles

    André vc está mal informado, mesmo que não tivesse voltado ao campo de jogo, o lateral corintiano teria dado condições ao Madson!

  • Roney Rodrigues

    Acho que o jogador, mesmo estando fora do campo, continuaria dando condições de jogo ao atacante (que também estava fora e voltou rapidinho). Isso só não ocorre quando o jogador é retirado de campo com conhecimento do árbitro, necessitando sua autorização para regressar. O jogador que está por casualidade fora do campo mas que pode entrar quando quiser é considerado, para todos os efeitos, como dentro de campo, e se não me equivoco, sobre a linha no ponto mais próximo de onde se encontra. Ainda bem, senão iria começar a haver linha burra com jogadores correndo pra fora do campo nos escanteios.

  • Guilherme Gios

    André,

    Para complementar o que você disse sobre o jogo do Nadal, o blog do Marcelo Melo (http://blogdagirafa.blog.uol.com.br/) conta a reação de ambos no vestiário, após o jogo. O Nadal triste e o Soderling chorando.

    Sensacional.

    Abraço

  • Ricardo Macedo

    André bom dia.
    realmente o Fernando está correto. A regra mudou e se um jogador sai de campo em decorrência de um lance de jogo (não por atendimento médico, por exemplo), mesmo fora da linha, ele é considerado como último homem do time e dácondições de jogo ao adversário.

    No mais concordo contigo e o resultado do jogo entre São Paulo e Cruzeiro realmente poderia ter sido diferente devido aos dois lances que você citou que foram praticamente na sequência dos gols tricolores.
    Abraço.

  • Xandinho

    Engraçado né! Ninguém comenta que no primeiro gol o Washington cometeu falta puxando a camisa do Henrique. Na hora que o Henrique iria cabecear o Washington o puxou, deixando o mesmo desequilibrado para cabecear a bola. Gol irregular. No terceiro gol, a TV mostrou ontem, Dagoberto um metro impedido, portanto gol irregular. O kleber sofreu 14 das 28 faltas sofridas pelo Cruzeiro. O Cruzeiro teve 60% de posse de bola contra 40% do São Paulo. O Cruzeiro finalizou o dobro de vezes do São Paulo. Portanto, o São Paulo venceu com dois gols irregulares e o Cruzeiro não foi essa baba toda que vocês estão dizendo não.

  • Teobaldo

    Prezado Fernando Meirelles, acho que o tal jogador só daria condição ao Madson se ele tivesse saído deliberadamente do campo o que, parece, não foi o caso, mas também fiquei na dúvida. Considerando que você esteja certo, em relção à regra, veio a seguinte reflexão: E se o jogador do Corinthians que caiu fora do campo tivesse quebrado a perna e ficasse sem condições de voltar? Também daria condição ao atacante do Santos?

  • André!

    O Fernando Meirelles já lhe alertou sobre seu equívoco. Realmente o jogador do corinthians saiu de campo para deixar o Madson em impedimento e isso não existe!!! (imagine como seria se todos os defensores decidissem fazer isso?)

    Quanto as informações do Brasileirão, acho que vc pouco comentou sobre a estréia do Imperador… Quando foi com o Ronaldo, houve uma vasta reportagem aqui e em outros meios sobre o Ronaldo! Creio que pelo fato de ser em São Pulo e não no Rio de Janeiro…

    Porém como sei que vc é um grande repórter e imparcial, esperarei por uma cobertura completo sobre o Imperador e sua estreia!!

    Abraços!

    http://binario10.wordpress.com
    http://binario10.wordpress.com

    AK: Sobre Ronaldo e Adriano. são situações que não podem ser comparadas. Fora isso, foi legal ver o gol que ele marcou. Um abraço.

  • Beto

    André, então o Soderling ganhou por um mero acaso?

    Ou será que a partir do primeiro game vencido, ele ganhou confiança?
    Até que ponto o aspecto psicológico influencia no resultado? Pois, se ele tivesse levado em conta seu sentimento antes do jogo, já entraria derrotado, não?

    Não acompanhei o jogo, e por isso eu pergunto.

    Abs!

  • Ricardo

    André, salvo engano, o jogador do Corinthians daria condição ao Madson mesmo que estivesse fora de campo!
    Abraço

  • Massara

    André, vale ressaltar que o Washington fez falta no lance do primeiro gol (puxou a camisa do Henrique).

    Mais uma vez Adílson Batista entra com quatro volantes. O time leva 1 a 0, continua com quatro volantes. O tima leva 2 a 0, continua com quatro volantes. O técnico vai substituir, troca um atacante por outro. Machuca o lateral esquerdo e o que ele faz? Coloca mais um volante! Leva o 3 a 0 e permanece com 5 (CINCO!) volantes em campo.

    Falta ousadia. Vontade de vencer. O Cruzeiro não ganhará nada com esta postura covarde. Ainda mais Campeonato Brasileiro por pontos corridos. Time que não vence jogos como visitante não tem chances de ganhar títulos.

    Abs.

  • guilherme

    q burrada hein, jornalista esportivo falar uma asneira dessa
    mesmo fora ele ‘e considerado como dentro do campo sobre a linha de fundo

  • tuffy joon

    queria saber pq a repercussão da estreia do ADRIANO, com maracanã litado com + de 72 mil pessoas, está sendo menor quase desapercebica, ple maioria da impressa paulista? A INVEJA É UMA MERDA.

    AK: Quem parece estar com inveja é você, que quer comparar o que não tem comparação. Um abraço.

  • Gabriel Nogueira

    “* No gol de Madson, o jogador que pediu impedimento foi justamente o que cruzou a linha de fundo e deu condição ao santista. Bastava ter permanecido fora do campo.”

    ==

    Negativo! Ainda que estivesse fora de campo, o gol seria legal. Para o Madson estar em impedimento, o tal jogador teria que estar fora de campo COM AUTORIZAÇÃO do juiz. Por exemplo: em caso de contusão. Resumindo: no caso descrito, em cima da linha ou fora do campo, tanto faz!

  • leonardo atleticano

    Estranho essa Massara, outro dia ela teve uma crise de TPM terrível pois critiquei o professor pardal delas, agora tem outra crise, dessa vez, ela criticando o professor pardal, vc está precisando de reposição hormonal Massara, essas crises constantes e sem motivo não são normais, hj o cara é gênio, no outro dia é um covarde? Já te falei, meu Galo é um time falido e fraco, vcs não ganham de ninguem além de nós há tempos, seu ultimo título além dos rurais já vão fazer sete anos, abaixa a sua bola menina. Faça como eu, reconheça que seu time é fraco, e seja feliz, de risadas do futebol, se ganhar bem, se não ganhar, amém. Essa prepotência de vcs não se justifica, são tão arrogantes porque goleiam o Galo? mas o Galo não é nada? Seja feliz Massara.

  • cleberassis

    Só vc viu que a bola bateu em um jogador do Grêmio no gol do Leandro Domingues, vê se para de menosprezar o sucesso dos times de fora do eixo(do mal) Rio-São Paulo.

    AK: Engano seu, fruto de aparente complexo de perseguição. Foi apenas para dizer que o chute, mesmo muito bonito, desviou. Nada mais, nada menos. Um abraço.

  • vilson

    por erros grotescos assim q não consigo ler o seu blog, por favor o mínimo de atenção antes de postar algo

    AK: Você gostaria de não conseguir ler, mas como seu comentário comprova, não resiste. Seja sempre bem-vindo. Um abraço.

  • Fernando

    André,

    Não sou santista nem corintiano (FIGUEIRENSE!!!!), mas mesmo com o jogador fora do campo, acho que o Madson estava impedido.
    Se você ver o lance novamente, no momento que o jogador do Santos chuta cruzado, o pé do Madson está mais próximo à linha de fundo que o do Goleiro do Corinthians. Portanto, como somente havia um jogador depois do Madson (aquele mesmo que está fora das 4 linhas), ele estaria impedido mesmo assim.

    Um abraço.

  • Alexandre da Costa

    No jogo do Inter não houve penalidade e o árbitro deveria pagar com uma bela punição, estava agindo deliberadamente ou era apenas mais um árbitro ruim que aparece no BR-09, já está ficando repetitivo criticar os mesmos, será que não temos apitadores um pouco mais qualificados, é por essas e outras que muitas vezes um clube perde um campeonato e o ano inteiro vai pro buraco, chega de escandâlos com arbitragem, 2005 de nova não, basta.

  • BASILIO77

    A fragilidade do estadual gaucho permitiu ao Inter estar em melhor estágio físico, tático e emocional. É uma pré-temporada de 3 meses.
    Sem menosprezar o ótimo elenco que tem, ser do RS nessa hora ajuda.
    Abraço.

  • Jovaneli

    Vale a lembrança: enquanto o time reserva do Corinthians perdeu do irregular e modesto Santos, os reservas do Internacional não só ganharam o jogo de ontem contra o Avaí como já havia feito a mesma coisa contra o Palmeiras. É, de longe, um dos melhores elencos do país esse Internacional. Só o São Paulo tem tanta opção. Mas mesmo assim, no geral, está abaixo, tecnicamente.
    Por outro lado, a exemplo de Palmeiras, Cruzeiro e Grêmio, outros três candidatos ao título brasileiro, esse Corinthians tem apenas os 11 titulares e mais nada. É pouco nos pontos corridos, onde ter elenco é fundamental. Pelo menos para quem pensa em brigar pelo título.

  • BASILIO77

    Que o Inter é candidato ao título, é fato.
    Mas em nenhuma das rodadas o Inter entrou com 100% de reservas.
    O time do SCCP que jogou na vila não é o reserva…é o reserva do reserva.
    Moradei, Jucilei, Renato, Jean, J.Cesar, Diogo e Saci acho que não jogaram nem 2 jogos nesse ano.
    Marcinho, estreante vindo de time do interior.
    B.Bertucci, estreante vindo da base.
    Jadson, chamado ao time “de cima” dias atrás, vindo da base.
    Mano terminou o jogo SEM volantes, jogando com um a menos contra o SFC, na vila.
    O desempenho até que foi razoável nessas condições, afinal o jogo só foi definido aos 44 do segundo tempo, até lá os torcedores santistas não estavam nem um pouco relaxados.
    Abraço.

  • Paul

    Xandinho, realmente o W9, como costume – se nao fazem falta nele antes ele a fará – puxou o henrique mas não o atrapalhou na cabeçada, o puxão foi antes, dá tempo suficiente para ele cabecear, mas ele calculou mal. Se W9 tivesse empurrado, aí blz, mas ele puxou, até ajudou o Henrique hehehe.

    Já o Dagoberto vou fingir que não escutei essa sandice.

  • Respeitosamente,

    O documento: “REGRAS DO JOGO DE FUTEBOL 2008/2009”, disponível no site da CBF (http://www.cbf.com.br/regras/livroderegras_2008_2009_v2.pdf) diz:
    “Se um defensor sair do campo de jogo pela sua própria linha de meta com o intuito de deixar um adversário em posição de impedimento, o árbitro deverá permitir que o jogo continue e, quando a bola estiver fora de jogo, advertirá o defensor por deixar deliberadamente o campo de jogo sem a permissão do árbitro.”

    A “condição de Marsiglia” não aparece no site da CBF, nem consta que houve publicidade da mudança (ele poderia indicar o site ou documento?)

    O Marsiglia sabe muito bem que o árbitro errou. As regras são definidas pela CBF, não por ele.

    AK: O texto da Fifa:

    Circular n. 1145 de 12 de maio de 2009

    “Qualquer defensor que sair do campo de jogo por qualquer motivo, sem a permissão do árbitro, deve ser considerado como se estivesse sobre sua própria linha de meta ou linha lateral para fins de impedimento, até a seguinte paralização do jogo. Se o jogador sair deliberadamente do campo de jogo, ele deve ser advertido assim que a bola estiver fora de jogo”.

    Um abraço

  • Bruno

    “Sobre Ronaldo e Adriano. são situações que não podem ser comparadas. ”

    Porque????

    Será pelo motivo de Adriano não atuar no Estado de São Paulo????

    AK: Se eu realmente tenho de explicar por que, a situação é mais grave do que eu pensava. Um abraço.

  • Rodrigo

    Jovanelli, não queira comparar Santos com Avaí. Claro que o Avaí é mais regular, se não me engano havia empatado as três partidas anteriores (!!!). O Inter é candidato ao título, assim como Grêmio, São Paulo, Corinthians, Palmeiras, Santos, Cruzeiro e mais alguns times também o são. Mas… comparar Santos com Avaí? []s

  • Legal, eles mudam a regra em 12/5/09 e só avisam ao Marsiglia?

    O ponto é que esse tipo de mudança de regra deveria receber a publicidade adequada: eu, que leio jornais, vejo tvs, leio blogues e ACESSEI o site da CBF, só recebi informações furadas.

    Inclusive, a explicação do Arnaldo ontem e a do Juca no UOL também estão erradas. A FIFA diferenciava a “intenção”, até que surgiu aquele gol da Holanda contra a Itália na EURO 08, em que o árbitro validou o gol, apesar do italiano que dava condições de jogo, estar estatelado no chão e fora de campo. Até poucos dias atrás (12/05/09) tais lances eram ilegais.

    Assim, para evitar qualquer dúvida, a FIFA modificou a regra. Obviamente, ninguém é bobo de acreditar que os jogadores do Campeonato Brasileiro e, principalmente, os juízes, estão informados quanto a isso (imagino agora os técnicos começando a entender a mudança).

    Isso significa que aquela tática que alguns goleiros utilizavam, de por um zagueiro em baixo das traves, não funciona mais, pois era praxe do zagueiro sair do campo antes da batida caso os atacantes tentassem se aproximar da pequena área. Isso provocava o impedimento imediato, pois esses atacantes “prejudicavam” a visão do goleiro.

    Não sou contra a regra, pelo contrário, só acho que as coisas deveriam ser mais claras. Afinal, o sucesso do futebol está no fato que as regras que valem para Ronaldo, Zidane, Kaka & Cia, valem também na pelada da minha rua!

    Sds!

  • Pedro Dockhorn

    Olá André, estou vendo todo mundo falando do Marlos, mas ninguém comenta o tanto que o São Paulo bateu e o quanto o kléber apanhou, com rodízio de faltas, não deixando os jogadores leves do cruzeiro jogar.

    Até o presidente da comissão de arbritagem puniu os árbritos. Kléber sofreu 14 faltas, apenas ele. Acha isso um bom jogo do São Paulo?

    Atc.,
    Pedro

MaisRecentes

Escolhas



Continue Lendo

Gracias



Continue Lendo

Abraçados



Continue Lendo