NOTINHAS PÓS-RODADA



(Numa das salas-vip do Aeroporto Santos Dumont. Granola, iogurte, expresso e água com gás. Se eu não estivesse morrendo de vontade de voltar para casa, ficaria aqui mais um pouco…)

Quartas-de-final da Copa do Brasil.

Começando pelo Maracanã:

* O Fluminense iniciou o jogo (2 x 2: Chicão, Jorge Henrique, Alan e Thiago Neves) com uma escalação que não criava como devia, e convidava o Corinthians para seu campo, onde não marcava como precisava. Em pouco mais de 15 minutos, já estava 2 x 0, estrago feito.

* E a pergunta que (pelo menos em “on”) não será respondida é se a escalação com dois meias foi fruto da pegadinha que Mano Menezes jogou na direção de Parreira, no domingo.

* Um golaço de falta, nos últimos suspiros do jogo no Beira-Rio, classificou o Internacional (2 x 1 com o Flamengo: Taison, Emerson e Andrezinho) para as semifinais.

* Claro que é coincidência, mas Juan, que criou confusão na segunda-feira por causa de um treino, armou o primeiro gol do Inter.

* No Barradão, ganhar do Vasco era questão de honra para o Vitória, que nem isso (1 x 1: Neto Baiano e Elton) conseguiu.

* A relação custo/benefício do time do Vasco é uma das melhores do Brasil.

* Na terça-feira, a Ponte Preta apertou, apertou, e perdeu (1 x 0: Ariel) para o Coritiba no final.

* Mas Marcelinho Paraíba está fora do primeiro jogo das semifinais, o que é um problemaço para René Simões.

* O sorteio dos mandos da próxima fase será feito hoje, na CBF.



  • davi

    acho q vc está valorizando mt essa história de pegadinha.

    AK: Eu não acho.

  • leonardo atleticano

    André, belo jogo no gigante da Beira Rio, o Inter teve competência e sorte, o Flamengo está muito bem armado, mas falta um definidor. Ataque rápido e rasteiro do Inter, muito bom mesmo, agora, aquele Guinhasu é um monstro, não perde uma , pura raça e ainda sabe jogar com a bola nos pés. Hj se eu fosse escolher um jogador para meu time e tivesse como opção Nilmar ou Guinhasu, eu pegava o gringo, é o famoso pit-bul na entrada da área. O Corinthians passou com um jogador a menos no Rio, nosso amigo Ronaldo andou em campo, a magia estaria se desfazendo?

  • É André, acabou seu periodo aí no RJ, mas agora vai pra Roma né?! Que complicado, hehehe. Enfim, o Coringão tomou um susto mas soube administrar até o fim, e o Ronaldo hein?! Foi o pior em campo ontem (ao lado do Fred) e alegou estar sentindo uma fisgada, sei não viu, me parece o bom e velho “migué”. E no RS, acho que o Juan tá precisando treinar pela manhã, a tarde e tambem a noite pra ver se aprende alguns fundamentos basicos como o PASSE, e não entregar mais lances pifios como o de ontem, e o time do Flamengo foi meio amador ne, 44 do segundo tempo a bola não devia nem estar ali, muito menos fazer uma falta naquele lugar, deviam segurar a bola no campo de ataque, rifar pra onde desse, mas nunca aquilo. Valeu, Abraço!

  • Jovaneli

    Fred não é sombra daquilo que dele se esperava. Sinceramente, acho um fazedor de gols. Nada a mais. Fracassou no Lyon. Por isso vou voltou. Nada a ver com a conversa de outras propostas da europa.
    Por ora, é um fracasso com a camisa do Fluminense. Mas ainda dá tempo de reagir no Brasileiro. Será ele capaz disso? Não sei.
    Já o Corinthians foi feliz demais ao achar aquele gol de falta. Foi competente ao aproveitar a guarda baixa do adversário para fazer o segundo. Foi preguiço no segundo tempo. Não, não foi. O time está cansado. Excesso de jogos. Agora, é a hora de escolher. Situação que viveram vários clubes neste primeiro semestre. Não precisa jogar com o infantil, mas é hora de poupar. Para lucrar no futuro.
    Não só Ronaldo está mal. O ótimo Elias caiu muito. Esses dois especificamente precisam descansar. E treinar adequadamente.
    O Vasco não é time de Segunda Divisão. Está na Segundona. Como o Corinthians esteve. Todo cuidado é pouco. A final é logo ali. Com o Internacional. Pode ser a nossa final genérica dos sonhos na Copa do Brasil, como será Barcelona e Manchester United. Veremos.

  • Jovaneli

    No Gigante da Beira-Rio, aconteceu o melhor confronto da Copa do Brasil. Disparado. O Flamengo foi grande demais. Por pouco não levou a vaga. Parar o (bom futebol do) Internacional duas vezes não é pouca coisa.
    Tecnicamente, o Colorado é melhor, mas no campo não conseguiu ser tão melhor assim que o rubro-negro nos dois jogos.
    Faltou aos jovens do Flamengo experiência. Faltou experiência ao experiente Ibson ao fazer falta boba. Em lugar onde não se deve fazer falta. Ainda mais no finzinho da partida. O ex-rubro-negro Andrezinho fez o gol. Fez justiça? Talvez.
    E definitivamente fica provado que empatar por 0 a 0 fora é um resultado bem ordinário. O Internacional jogou em sua casa com o risco de tomar o gol exageradamente valorizado (não gosto desse critério!). Fez 1 a 0. E daí? Bastaria tomar unzinho para viver uma noite de Chelsea. Pois levou o gol exageradamente valorizado. Mas Andrezinho foi Iniesta demais para dar a vaga ao Colorado.
    Agora, dois clubes centanários, Coritiba e Internacional, brigam pelo direito de chegar a final para salvar o(s) (100)ano(s), ainda no primeiro semestre.

  • Diovan

    Desculpe André, mas o lance do Juan não é coincidência não…
    Primeiro aquela estupidez de apontar o dedo para o Maicosuel e ficar falando que ele estava “querendo humilhar”, depois essa de se achar um Romário que não precisa treinar e coisa tal. Ele é bom jogador, mas esse erro foi bem feito pra ele, quem sabe ele acorda de vez.

  • Massara

    André, a falta cobrada por Andrezinho era, na minha opinião, defensável.

    São duas discussões diferentes: (i) era defensável?; (ii) o goleiro falhou?

    Defensável, creio que sim. Outras defesas em faltas até mais curvadas do que aquela nos provam isto.

    Mas falha do Bruno, acho que não. Apesar de ele nem ter pulado na bola (que passou a centímetros do seu lado), o mérito é do cobrador.

    Mas acho que mostra a diferença enorme que existe entre o Bruno (bom goleiro) e o Fábio, Vitor e Felipe (ótimos goleiros). Vejamos o que faz Dunga hoje.

    Abs.

  • BASILIO77

    Bom. Como é bom ver a sorte de novo ao lado do meu time.
    2 gols de vantagem no placar, não é e nunca poderá ser considerado “matar o jogo”. 3 gols a mais, sim. Isso sim é matar o adversário.
    Ontem o SCCP deixou passar em branco um monte de contra-ataques que poderiam acabar com o jogo e as esperanças tricolores, não executou e correu riscos desnecessários.
    Tudo bem, podem dizer que no placar agregado estava 3 x 0…mas a caixinha de surpresas poderia se abrir a qualquer momento.
    Agora é Vasco x SCCP…os dois times só perderam dois jogos na temporada.
    Abraço.

  • Rodrigo

    André, tive que assistir o jogo na “Grobo” porque o pessoal de casa exigiu, mas o pré-jogo e intervalo foram todos na ESPN Brasil. Ah se a ESPN transmitisse o Brasileirão e o Paulista… não ia ter pra ninguém. Parabéns à você e toda a equipe da ESPN. Qual você acha que será a final? []s

  • Filipe

    não sei vc André mas eu achava q quem ia bater aqla falta seria o D’Allessandro, e fiquei com a impressão q o Bruno tbm achava, qual a sua opinião? mais uma coisa, vc vai comentar algo sobre a final da Taça UEFA?

  • Jardel

    Caro André, confesso-lhe que há tempos não tinha uma noite futebolística tão boa: meu Vascão carimbou seu passaporte para as semi-finais; até preferia enfrentar o soberbo e arrogante Fluminense, mas admito minha felicidade ao ver a casa cair no Maraca logo no primeiro tempo. Que venha o Corinthians mesmo. Mas o melhor mesmo ainda estava por vir: o golaço do Andrezinho no finzinho do jogo me fez lembrar outro inesquecível fracasso do menguinho numa noite de quarta-feira, pelas mãos, digo, pelos pés do glorioso Cabañas. Como eu já adiantava para alguns colegas, o calendário rubro-negro só possui cinco meses: o ano acaba junto com o Carioca. Agora é só saborear o fracasso no Brasileirão.

  • bernard

    (Numa das salas-vip do Aeroporto Santos Dumont. Granola, iogurte, expresso e água com gás. Se eu não estivesse morrendo de vontade de voltar para casa, ficaria aqui mais um pouco…)

    Caramba, suas notas são realmente muito boas de serem lidas… mas você tem uma coisa muito parecida com seu pai.

    A vontade de aparecer !!!

    menos vai… menos

    AK: Obrigado pelo elogio. Quanto à crítica, talvez seja interessante lembrar que você não me conhece. E está enganado. Um abraço.

  • Felipe Alvim

    André,

    Vc manteve a sua média de um erro por fase e o Vascão tá na semifinal!

    Já sei quais vão ser os seus palpites… mas eu espero q vc mantenha a sua média e a final vai ser Inter x Vasco!!

    Abraço

  • Marcelo

    André,

    tenho q discordar do ultimo comentário. Realmente acho as suas resenhas mt boas!
    Agora, vc n acha q é demais a cobrança da torcida do Flamengo em cima do Juan? Sou flamenguista doente, fiquei mt irritado também com o passe errado dele que originou a roubada de bola do Nilmar, mas acho q todos tem o direito de errar. E me parece q só o Juan não tem. Até acho realmente q ele deva ser arrogante e irritado, mas dentro de campo não tem um jogador que jogue com mais vontade que ele, talvez só o Ibson e o Angelim, além dele ser talvez a nossa maior arma em campo. Ou alguem ainda acha q o Léo Moura joga o futebol q o levou à seleção? Ele ta jogando com o nome há mt tempo, não sei como o Evérton Silva não é titular.
    Mas enfim, o Juan é um dos melhores jogadores do Flamengo nos últimos 3 anos, e a torcida não para de pegar no pé dele. Depois o cara se irrita, força a saída dele, e a torcida reclama que ele é mercenário.

    AK: Não tenho a noção exata da cobrança que ele sofre da torcida, e não discuto que ele é um bom jogador. O comportamento é que precisa melhorar. Um abraço.

  • Fabrício Olivieri

    André, você, como um crítico sensato e atento aos objetos do seu trabalho, pode responder a este torcedor angustiado do tricolor do Rio algumas perguntas?

    – Por que diabos o Parreira insiste em ser covarde em TODOS os times por onde passa?
    – Tá certo que o Flu não tem um elenco brilhante, mas dava para fazer duas partidas memoráveis contra o apenas esforçado (e empolgado pelo título, pelo Ronaldo badalado, sei lá…) e bem organizado Corinthians. Por que diabos o Parreira teima em esperar o outro time escolher o jogo que lhe serve para depois (sempre tarde demais) correr atrás do prejuízo?
    – Quem disse para o Parreira que o Flu tem que jogar como time pequeno, medroso?
    – Quem disse para o Parreira que ele é técnico?
    – Fácil eleger culpados e bodes espiatórios, mas quem vai me convencer que o Parreira não é o único responsável pelo fiasco deste ano na Copa (vou deixar, para o bem da minha úlcera, o Carioquinha fora deste comentário)?

    Não dá para ter esperanças para o BR09, dá André? O Flu podia pegar o Marcelo, do Grêmio… o Parreira fora do meu Flu, hoje, seria uma ausência festejada. Alguém jovem, disposto a não inventar e estudar as características do elenco do flu iria tirar o melhor do time. Time esforçado, unido e jogando com vibração pode não ganhar campeonato, mas ganha a torcida.

    Abraço
    Fabrício Olivieri

    AK: Difícil responder a maioria, né? Mas sobre o jogo de ontem, ficou claro o erro de escalação no primeiro tempo. A prova é que a correção foi feita no segundo, quando a coisa já estava praticamente decidida. Um abraço.

  • Jardel

    Caro André: há duas ou três semanas tenho frequentado seu blog e já notei algumas cacetadas que você tomou (como essa do Bernard, p. ex.). Não concordo com determinadas críticas pois tenho simpatia pelo seu trabalho na ESPN Brasil e também estou tendo aqui no blog. Como o referido rapaz mencionou o seu pai – velho José Carlos -, relembro que eu também não gostava muito dele, porque falava sempre mal do Vasco no programa Cartão Verde. Só que, desde que assinei a ESPN Brasil e passei a acompanhar melhor o trabalho dele – sobretudo no Linha de Passe – pude perceber que estava enganado, porque além de um grande profissional, demonstra ser um cara de bem. Acredito que você tenha ‘puxado’ seu pai em ambos os aspectos.
    Parabéns pelo trabalho, lá na ESPN Brasil e aqui no blog. Quando discordar do conteúdo do seu post, esteja certo que escreverei, mas saberei utilizar expressões condizentes, sem atacar a sua pessoa.

    P.S.: Mas não sei se o seu Corinthians passará pelo meu Vasco não….ehehehe

    AK: Seja sempre bem-vindo. Um abraço.

  • Edouard Dardenne

    Não imaginava que o Flu fosse entrar em campo com Conca e TNeves. O Mano, a propósito, reafirmou depois do jogo que foi surpreendido. Imagino que tenha um monte de torcedor culpando o Parreira pela desclassificação. Mas tenho duas observações: 1 – se o Flu tivesse entrado em campo mais preocupado com os espaços pelas laterais, isto é, sem a “dupla dinâmica”, com alguém que pudesse dar mais combate aos laterais do Corinthians, para sair do 1º tempo com um 0 x 0, e depois perdesse a vaga mesmo assim, o que se estaria falando do “covarde” técnico hoje? 2 – O time montado pelo Parreira em 2002 era bem semelhante ao que o Mano usa atualmente. Naquele time, que jogava muita bola para o material humano que tinha, eram 3 atacantes quando a bola era nossa, e apenas 1 quando marcávamos. O trio era formado por Leandro ou Guilherme, Gil e Deivid. As laterais eram de Kléber e Rogério. E os volantes eram Vampeta (na boa fase…) e Renato. O resultado foi o título do Rio-são Paulo e da Copa do Brasil, além do vice-campeonato brasileiro. Um abraço.

  • Francisco Chagas

    Vocês paulistas são de uma ingenuidade…
    Achar que o simples fato do treinero Mano dizer isso ou aquilo iria influenciar Parreira na escalação do time dele?
    Por favor, senhores paulistas.
    Por mais que desgostem do Parreira ele é campeão do MUNDO!
    Santa ingenuidade Batman!

    AK: ?

  • Marlon Santos

    Sou colorado fanático,e sofri muito na quarta feira ,mas enfim estamos na semi final e acho que somos favoritos para a vaga na final,mas futebol é futebol,o Corinthians provavelmente vai ser nosso adversário pois o Vasco não tem time pra vencer o timão,vai ser uma final de arrepiar!!!

  • Alexandre Reis

    André e Marcelo,

    irei responder pra vcs o que nós que sempre estamos no Marcanã vemos em relação ao Juan.

    Ninguem discute a qualidade dele, o que nós vemos a falta de vontade e a incrivel soberba que esse jogador passa pra torcida.

    Uma pergunta: A quanto tempo não vemos uma ultrapassagem do Juan com o Angelin? Muito tempo.
    E sabem por que?
    Por que o Sr. Juan não faz mais ultrapassagens, ele fica parado na intermediaria e todos tem que dar bola nele.

    Sinceramente, o Juan precisa ser vendido pra não estragar a sua historia no Mengão.

    Bem essa é a opinião de quem ve o jogo no estadio e dos que estão lá ao seu lado.

    Abs

    Alexandre Reis

    AK: Obrigado pelas informações. Era essa a impressão que eu tinha. Soberba. Inacreditável. Um abraço.

  • Gildo

    Olá André, gostaria de solicitar a você juntamente com seus companheiros jornalistas, a providências junto à presidencia do S.C.Corinthians Paulista, a construção de um estádio, explicarei o por quê, com o aumento de carteiras de sócio-torcedor ficará inviável a compra de ingressos para o Pacaembu, e mais não adianta alugar o estádio do Morumbi, pois não traz benefício nenhum para o Timão portanto não há ganho, há empresas que desejam construir esse sonho para os torcedores do Timão, muito porém o presidente do Timão inventa muitas desculpas e o torcedor está cansado de ser humilhado e somente por meio de imprensa escrita e falada será possível que o presidente ouça essa torcida que ama de paixão o Timão.

    Fica aí meu protesto e indignação de torcedor, um abraço.

MaisRecentes

Abraçados



Continue Lendo

A diferença aumentou



Continue Lendo

Sabotagem



Continue Lendo