CAIXA-POSTAL



Aos assuntos da semana:

Jorge Luíz escreve: Por que os times da NBA (e acredito, das outras ligas esportivas norte-americanas
também) não exibem marcas de material esportivo em seus uniformes? É proibido? Até a faixa na cabeça dos jogadores só exibe a marca NBA. A única coisa “livre” que vejo são os tênis dos jogadores. Você acredita que uma abertura é possível? Seria uma receita interessante…

Resposta: As quatro principais ligas esportivas americanas (futebol americano, basquete, beisebol e hóquei) são rigorosas no que diz respeito aos uniformes. Publicidade na camisa é proibida. Os times podem faturar quanto quiserem em suas arenas. Sobre os tênis, por exemplo, é preciso respeitar uma regra: os jogadores podem usar as cores que bem entenderem, mas essa cor deve ser predominante nos tênis de todos do time. Concordo que seria uma receita interessante, mas teria impacto óbvio na estética dos uniformes. Não acho que veremos isso acontecer tão cedo.

______

Rafael escreve: 1 – Você acha que o Corinthians tem banco para ganhar um campeonato brasileiro? (já
que olhando só os titulares só Inter e Cruzeiro estão no mesmo nível)
2 – Você acha que apenas um lateral-direito (a la Cicinho ou Ilsinho) ou um meia criativo seriam suficientes para acertar o setor ofensivo do São Paulo?
3 – O que esperar do time do Palmeiras para a Libertadores, tendo em vista este gás extra gerado por Cleiton Xavier?

Resposta: Aproveitando o meu bom humor, responderei as três numa só Caixa-Postal.

1 – Se pensarmos que “ter banco” é ter opções razoáveis para ausências eventuais dos principais jogadores, a resposta é não. Mas acredito que a resposta seja a mesma para todos os times. Idealmente, o Corinthians precisa de um lateral-direito, um zagueiro e um meia.

2 – O problema na lateral-direta é tão grave que a melhor opção é Zé Luis, que é volante. A falta de um meia é conversa antiga, mas quem seria esse jogador? Não sei se duas contratações resolveriam todos os dramas, mas ajudariam.

3 – Há vitórias que transformam times de futebol. Talvez o gol de Cleiton Xavier no Chile tenha produzido uma dessas vitórias. O jogo contra o Sport não responde essa questão, já que se não fosse Marcos… mas o Palmeiras passa pelo Nacional sem muitos problemas.

______

Vinicius escreve: 1 – (modo brincadeira ativado) Acha que o Hernanes está realmente se empenhando em
ser convocado pelo Dunga? Levando em consideração que o Dunga só leva volantes que estão jogando mal…

2 – Ontem na entrevista do Ronaldo (para a Folha de S. Paulo), a imprensa brasileira amou o que ele disse em todos os sentidos. Eu vi como muita hipocrisia dele em reclamar agora da CBF, falar que reclamou pro Parreira de Weggis e ademais, falar do Ricardo Teixeira, acho que foi meio jogar pra torcida. Quando ele fala do duplo caráter do Ricardo Teixeira, será que não há também esse outro lado? Querer sair como bonzinho sendo que nesse jogo todos eram e são cientes demais para serem inocentes? O que acha desse ufanismo da imprensa?

Resposta: Só duas? Vamos lá.

1 – Não acho que ele está jogando tão mal. Mas, de repente, pode ajudar…

2 – Não vejo assim. O Ronaldo recebeu elogios por ser um jogador de futebol com algo a dizer. É coisa rara. Sobre a declaração a respeito do presidente da CBF, Ronaldo foi até corajoso. Ele sabe que, se continuar fazendo gols, não haverá como impedir sua volta à Seleção Brasileira. Mas até por isso poderia não comprar essa briga. Você realmente tem razão sobre Weggis. Ronaldo tinha força suficiente para se posicionar durante a preparação para a Copa. Só me pergunto se isso teria mudado alguma coisa.

______

Roberto Carlos escreve: Pode até ser injusto comparar pois a África é um continente e o Brasil um país, porém, na reta final das duas últimas Ligas dos Campeões, os africanos se destacaram mais em número e qualidade dos jogadores nos principais times europeus. Temos um grande número de jogadores pulverizados em times médios na Europa. Estamos com uma escassez de craques?

Resposta: Faz tempo. Kaká foi o último. Mas não acho que os africanos, mesmo nessa comparação injusta, tenham jogadores melhores.

______

Obrigado pelas mensagens. Não haverá Caixa-Postal na semana quem vem.

” – Meu pai não é diferente de nenhum outro homem poderoso, como um presidente ou um senador.

– Você percebe como é ingênuo? Presidentes e senadores não mandam matar pessoas.

– Ah, quem é que está sendo ingênuo, Kay?”

Conversa entre Michael Corleone e Kay Adams, em “O Poderoso Chefão”.

(sugestão do blogonauta Edouard Dardenne)



MaisRecentes

Vencedores



Continue Lendo

Etiquetas



Continue Lendo

Chefia



Continue Lendo