NOTINHAS PÓS-RODADAS (com um link catalão)



Pacotão dos campeões estaduais. Começando com o Pacaembu:

* O jogo era tão previsível quanto o futebol pode ser. Fora algo completamente anormal, um gol do Corinthians (1 x 1 com o Santos: Kléber Pereira e André Santos) colocaria gelo na decisão. O fato deste gol ter saído (como contra o São Paulo) logo depois do 1 x 0, é mais um dos méritos do campeão paulista invicto.

* Foi o quarto “jogo da volta” do Corinthians: contra o Ceará (garantiu o acesso), contra o Criciúma (garantiu a Série B), contra o Avaí (jogo da taça), e, agora, o jogo de um título conquistado contra os grandes de São Paulo. Mas o que interessa, mesmo, é como o Corinthians disputará o Campeonato Brasileiro.

* Pegando carona nas críticas de Ronaldo: um dos momentos mais legais de comemorações de títulos, em lugares onde o futebol é tratado com inteligência, é a festa dos jogadores em campo. Nós simplesmente não temos isso no Brasil, e não teremos, por causa da quantidade de pessoas (as que estão trabalhando, inclusive) no gramado. Ronaldo está absolutamente certo.

* E o blog não pode deixar de dar os parabéns a quem idealizou/executou a “cerimônia” do troféu do Campeonato Paulista. Gênios que descobriram, em nome da humanidade, que o encontro entre jatos incandescentes e papel produz fogo. Irresponsáveis. William escapou por muito pouco.

* Aqui, conteúdo exclusivo para corinthianos. E para quem não é um talebã do futebol.

* O quinto tricampeonato estadual do Flamengo (2 x 2 com o Botafogo, e 4 x 2 nos pênaltis) foi o primeiro título de Cuca como treinador. O dia que todo mundo sabia que chegaria pode ter demorado um pouco, mas chegou. Cuca merece.

* Bruno pegou três pênaltis (o de Victor Simões, no tempo normal, com uma defesaça) numa tarde em que o Flamengo foi campeão, no Maracanã lotado. O dia de um goleiro não fica muito melhor do que isso.

* Guardadas as devidas proporções, Kleberson, como Ronaldo, tem muito mais do que um título estadual a comemorar.

* A entrevista coletiva de Cuca foi impecável. Sincera (“morri de medo de perder”, “ficaria marcado, sim”), respeitosa (“não vou falar mal do Botafogo só porque ganhei”), e comovente (“amanhã vou acordar muito mais feliz”). Cuca sabe ganhar.

* Permita-me uma nota a mais: a camisa do Flamengo, sem nada além do distintivo, é muito mais bonita.

* No amistoso do Mineirão, o Cruzeiro (1 x 1 com o Atlético: Fabiano e Kléber) confirmou seu trigésimo-sexto título estadual, invicto, conquistado com uma semana de antecedência.

* O momento de maior emoção do jogo pode ter sido a entrada de Sorín, ídolo da torcida cruzeirense, aos 38′ do segundo tempo.

* BREAKING NEWS: Leão demitido do Atlético. Celso Roth se apresenta hoje à tarde.

* Uma semana depois de perder em casa para o Coritiba, o Atlético (2 x 0 no Cianorte: Wesley e Rafael Moura) não deixou o vigésimo-segundo título paranaense escapar. Campeão após quatro anos.

* Quase que Rafael Moura se deu mal no segundo gol, de pênalti. O goleiro Marcelo não caiu na primeira e nem na segunda paradinha. Mas Rafael bateu bem e marcou.

* Só gol bonito na(s) vitória(s) do Avaí sobre a Chapecoense, no tempo normal (3 x 1: Rômulo, Evando, Léo Gago e Marquinhos), e na prorrogação (3 x 0: Marquinhos, Lima e Ferdinando). O goleiro Eduardo Martini ainda perdeu um pênalti, no finalzinho.

* A bola de Marquinhos para Evando, no empate do Avaí, é coisa de quem conhece.

* Que golaço de Felipe, na vitória (2 x 0 no Atlético Goianiense: o outro foi de Iarley) que deu o vigésimo-segundo título estadual ao Goiás, após dois vices seguidos.

* O Goiás levou a taça e comemorou, mas o Atlético vai ao tapetão por causa de um jogador (Everton) que teria sido escalado irregularmente.

* No Barradão, o Vitória foi buscar o empate (2 x 2 com o Bahia: Reinaldo Alagoano, Ávine, Neto Baiano e Ramon), depois de estar perdendo por 2 x 0, e faturou o tri na Bahia.

* O jogo terminou em pancadaria entre jogadores, cenas vergonhosas. O fato de o placar do estádio ignorar o nome do Bahia (mostrava Vitória x Visitante, no começo do jogo, depois foi corrigido) pode não ter nada a ver, mas é coisa de gente amadora, que prefere dar risada a trabalhar sério.

* Parabéns aos demais campeões neste domingo:

Ceará – Fortaleza (terceiro título seguido)

Acre – Juventus (primeiro título desde 1996)

Paraíba – Sousa (campeão após 15 anos)

______

Para quem ainda não viu, os gols do massacre do Bernabéu.

No quinto, o pequeno grande Messi mostrou, mais uma vez, como fica desesperado diante do goleiro…



MaisRecentes

Cognição



Continue Lendo

Sete dias



Continue Lendo

Em voo



Continue Lendo