NOVAS RELÍQUIAS (post longo e pesado)



((EXCLUSIVO))

Se você gosta da onda das camisas retrô, este post é para você.

Perdoe a (falta de) qualidade das fotos. Foram feitas pelo meu celular, porque eu não quis perder a oportunidade.

Abaixo, um verdadeiro fotoblog (clique para aumentar):

A Associação dos Campeões Mundiais de Futebol do Brasil lançará, em maio, réplicas das camisas usadas pela Seleção Brasileira nas copas de 1958, 62 e 70.

1958

1962

1970

As camisas foram encomendadas ao mesmo fabricante de material esportivo que fez os uniformes da Seleção nas três copas. Cores, material, bordados e detalhes são praticamente originais.

A camisa do bicampeonato é a única em manga longa, por causa do clima do Chile. Não foram produzidas camisas da Seleção Brasileira em manga curta para aquele mundial.

Tem até o botão sob a gola, para fechá-la em dias mais frios.

______

Cada camisa será vendida com um certificado de originalidade e um autógrafo do jogador correspondente. Será possível escolher o número do seu craque preferido. Qualquer número que tenha sido usado na escalação oficial.

O lançamento será feito num evento com a presença dos campeões, no Museu do Futebol, em São Paulo. A data ainda não foi definida.

Cada real acumulado com a venda irá diretamente para os jogadores que ganharam as três primeiras copas com a Seleção Brasileira.

Ainda não há acordo para a fabricação das réplicas das camisas dos títulos de 1994 e 2002.

ATUALIZAÇÃO, 17h55 – Muita gente perguntando sobre a Associação dos Campeões Mundiais. A entidade foi criada pelo empresário Marcelo Neves, filho do bicampeão mundial Gylmar dos Santos Neves, com o objetivo de defender os direitos desses jogadores.

Marcelo é o idealizador do lançamento das réplicas.



MaisRecentes

Porte



Continue Lendo

Segunda vez



Continue Lendo

Paralelos



Continue Lendo