TWITTER OU NÃO TER?



Sugestão de Serginho Gandolphi, repórter do Lance!, em conversa ontem à noite no Morumbi: André, você precisa fazer algo no Twitter, é importante…

Já pensei sobre o assunto.

Passo longe (e põe longe nisso…) da intenção de usar essa espertíssima ferramenta de micro-blog da forma mais comum, ou seja, como fazem celebridades, atletas e políticos pelo mundo.

Não discuto que é um jeito rápido e eficiente de manter contato com muita gente interessada em você, no que você faz, por onde anda, o que comeu, etc.

O alcance pode ser realmente absurdo.

Mas, é óbvio, não é o meu caso.

Por outro lado, pensei que poderia ser um aliado do blog. Uma forma de avisar os raros leitores deste espaço a cada vez que publicasse um post.

Mas para isso existe o RSS.

Poderia também ser um jeito de dar uma informação importante, fazer um comentário rápido sobre qualquer assunto.

Mas para isso existem os “telefones inteligentes” (o post de anteontem sobre o interessante nome do vencedor da Maratona de Boston foi feito usando um).

Então, respondi ao Serginho: não sei.

Admiro o mecanismo, mas não vejo como usá-lo profissionalmente.

Estou errado?



MaisRecentes

Plano B?



Continue Lendo

Pendurado



Continue Lendo

Porte



Continue Lendo