NOTINHAS PÓS-RODADAS



Copa Libertadores e do Brasil.

Começando com os brasileiros que fecharam a primeira fase como líderes de seus grupos:

* O Cruzeiro fez 2 x 0 no Deportivo Quito (Léo Fortunato e Wagner), e poderia ter feiro mais uns três gols.

* A arbitragem não viu um soco de Edwin Tenorio na cara de Kléber Rooney, dentro da área.

* Com 13 pontos, o Cruzeiro ainda pode ser ultrapassado por 5 times (Boca Juniors, Sport, Nacional, Grêmio e Libertad) na classificação geral, que decide mando do segundo jogo no mata-mata.

* Pela terceira vez seguida, o São Paulo (2 x 1 no América de Cali: Parra e Dagoberto-2) saiu perdendo em casa. Só que ontem foi para os reservas – e sem técnico – do América.

* Dagoberto empatou (num esforço de Jean) e virou com um gol sem querer, no qual foi premiado por acreditar na grossura do goleiro Mesa.

* Na tabela, a situação do São Paulo é igual a do Cruzeiro.

* O Sport (2 x 1 no Colo Colo: Millar, Moacir e Vandinho) comemora, com todo o merecimento do mundo, sua primeira classificação para as oitavas-de-final da Libertadores.

* Vandinho empurrou Jara no lance do gol da vitória, mas o chileno nem reclamou.

* O Sport (no momento, tem a sétima melhor campanha) pode melhorar sua situação, se vencer a LDU (eliminada) na última rodada.

* Passeio do Internacional (5 x 0 no Guarani: Índio, Alecsandro-2, Taison e Bolívar) no Beira-Rio, para chegar às oitavas-de-final da Copa do Brasil. D’Alessandro comandou o show.

* Próximo: vencedor de Náutico x Criciúma, que jogam hoje (ida, em Criciúma: 2 x 2).

* Com gols no segundo tempo, em noite de Maicon no Maracanã, o Fluminense (3 x 0 no Águia: Maicon-2 e Eduardo Ratinho) segue em frente.

* Próximo: Goiás.

* Inexplicável a eliminação do Santos (1 x 0 para o CSA: Júnior Amorim), em plena Vila Belmiro, e com a maioria dos titulares em campo. Reflexo na decisão estadual?

* O CSA enfrentará o Coritiba nas oitavas-de-final.

* Outros resultados de ontem (classificados em negrito):

Atlético Paranaense 3 x 1 ABC (pegará o Corinthians)

Parana Clube 1 x 1 Fortaleza (pegará o Flamengo)

Ponte Preta 0 x 0 Figueirense (pegará o Americano)

Confiança 1 x 2 Icasa (pegará o Vasco)

***ATUALIZAÇÃO, 13h31*** – Apenas pensando alto, sobre a eliminação do Santos: é compreensível (não estou dizendo que está certo) que, a dias de uma final estadual contra o time que é considerado o maior rival, os jogadores do Santos estivessem “desfocados” no jogo contra o CSA.

Vágner Mancini, para quem prestou atenção, até preparou o torcedor na véspera, dizendo que seria “muito difícil o Santos jogar no mesmo nível das semifinais do Paulista”.

O treinador, e a consciência dos atletas, brigam com o inconsciente que já está em modo de final, e o adversário em questão não recebe o tratamento necessário. Os jogadores que vão para o campo olham de lado, vêem alguns titulares poupados, e o que é importante desce para o segundo plano.

Ok, não foi a primeira vez que isso aconteceu.

Mas se você vai deixar Kléber Pereira e Paulo Henrique no banco, “para o caso de uma emergência”, por que não começar o jogo com eles, e tirá-los no intervalo?

É uma questão de pensar positivo. Dizer para os caras: “vocês só vão jogar 45 minutos. Quero o máximo de vocês no primeiro tempo. Vamos fazer esse resultado e descansar.”

É arriscado? É. Mas pelo menos não os coloca em situação de desespero, de ter de resolver o jogo em meia hora, na afobação.

Entendo o discurso de que, nesta semana, por proximidade de objetivos, o Campeonato Paulista seja mais importante do que a Copa do Brasil.

Mas, pensando na temporada, não é.

Copa do Brasil, agora, só no ano que vem.



MaisRecentes

Pendurado



Continue Lendo

Porte



Continue Lendo

Segunda vez



Continue Lendo