CAIXA-POSTAL



Desculpe o horário avançado. Muita coisa para fazer na TV e no jornal.

Aos temas da semana:

Roberto Carlos escreve: Percebo que nas raras vezes que você aborda assuntos ligados a Formula 1, você não esconde um certo desprezo por esta categoria esportiva, que atrai muitos fãs brasileiros há décadas. Qual o motivo?

Resposta: Você só tem razão quando diz “raras vezes”, pois eu realmente não sou um aficionado. Mas não sei de onde tirou desprezo.

______

Marcelo escreve: Se Inter e Botafogo vencerem os estaduais domingo, quem serão os vices?

Resposta: Os times que somarem mais pontos, na classificação geral.

______

Sidney escreve: Na jogada que o André Dias foi expulso, no jogo SCCP x SPFC, o árbitro aplicou o segundo amarelo pela obstrução, já que a jogada não foi violenta, ou seja, ele queria simplesmente “matar” a jogada. Só que após a trombada, a bola continuou com o Corinthians, se não me engano com o Elias, que passou para o Ronaldo concluir e a bola foi defendida pelo Rogério. Portanto, se o André não conseguiu parar a jogada, o cartão amarelo não seria injusto? Na sua opinião, se o Ronaldo fizesse o gol o árbitro expulsaria o André Dias da mesma maneira?

Resposta: Correção: Elias levou a trombada, Douglas tocou para Ronaldo. André Dias fez falta em Elias, e o árbitro deu vantagem. Esperou a conclusão do lance, e deu o amarelo (e o vermelho). Sua última pergunta é interessante, conversamos sobre isso na redação. Não, não acho que André seria expulso se fosse gol. Não deveria fazer diferença na decisão do árbitro, mas faria.

______

Tiago escreve: Gostaria que você comentasse sobre o regulamento da Libertadores e o da Champions League: não acho justo que um time caia em um grupo fraco, consiga 6 vitórias e seja beneficiado por fazer a última partida em casa até o final da competição, enquanto um outro time cai em um grupo da morte (já sendo ‘penalizado’ para se classificar), e ainda vá decidir todas os confrontos fora de casa até uma eventual final. A CL, com os sorteios a partir das oitavas (quartas?) para definir tanto adversário como mando de campo me parece bem mais justa, não? Por quê não copiá-la?

Resposta: A UCL tem sorteio a partir das oitavas-de-final. Estou de acordo com você. A balança de forças nos grupos, na primeira fase, é subjetiva. Levar essa subjetividade adiante, de forma às vezes decisiva, é pior.

______

Obrigado pelas mensagens. Até sábado que vem.

(e-mails para a CP do blog: akfouri@lancenet.com.br, ou clique no link abaixo da foto)

“Cara, precisamos conversar. É sério. Quem você pensa que é, Clint Eastwood?”

Axel Foley para Billy Rosewood, em “Um Tira da Pesada II”.



  • André, tb não acho que você despreza a formula 1,só não é aficcionado como disse(assim como eu não sou por beisebol, por exemplo). Faz comentarios bem pertinentes e interessantes. Podia botar mais links da categoria ou algo interessante que tenha ocorrido nas provas. Quanto às citações dos filmes, você vem se superando.Estão cada vez melhores. E além das sugestões dos blogueiros,você tem posto de filmes que tenha visto, o que fica mais legal! Esse Um tira na pesada marcou a galera que era adolescente nos anos 80. Bom fim de semana,Anna

  • Paula

    Sobre a sugestão do Tiago, cair no grupo da morte não é meio ao acaso tb? não seria “sorte”?

  • Marcel Souza

    André,

    Por falar em Clint Eastwood, já assistiu “Gran Torino”??? Se não ainda, assista!

    1 abraço!

MaisRecentes

Em frente 



Continue Lendo

Acordo



Continue Lendo

Futilidade



Continue Lendo