NOTINHAS PÓS-RODADAS (com um link mexicano)



Começando pelo Pacaembu, e (para variar) a arbitragem:

* Ronaldo deveria ter sido expulso. Se fosse outro, seria.

* Miranda estava impedido, e fez falta em Chicão, no gol do São Paulo.

* Não sei se André Dias conseguiria ter saído da frente de Elias, mas o segundo amarelo não me pareceu exagerado. Obstrução, em lances perto da área, normalmente é punida com cartão.

* Ganhou o time (Corinthians 2 x 1 São Paulo: Miranda, Elias e Cristian) que precisava mais do resultado, teve mais posse de bola e criou mais chances.

* Só mais uma coisa: compreende-se que um gol nos últimos segundos, num clássico decisivo, gere uma emoção difícil para um jogador segurar. Mas há coisas melhores para fazer (principalmente num estádio lotado de torcedores a favor) do que gestos obscenos para a torcida adversária. Registre-se o pedido de desculpas de Cristian.

* É duro ser goleiro.

* É mais duro ainda ser um goleiro que precisa se provar a cada jogo, como Fernando Henrique, do Fluminense.

* Se um goleiro consagrado tivesse tomado o gol de Juan (Flamengo 1 x 0 Fluminense), muitos comentários optariam por uma “infelicidade no quique da bola”. Seria uma falha da mesma forma.

* Ganhou o time que jogou melhor, cuja preparação psicológica teve uma grande colaboração do brilhantismo do presidente tricolor Roberto Horcades.

* Fábio Costa está certo. A entrega do time do Santos (2 x 1 no Palmeiras: Keirrison, Kléber Pereira e Neymar) saltou aos olhos e foi determinante, pois há uma clara diferença técnica entre os dois times.

* É duro ser um jogador jovem, já profissional aos 17 anos. Mais duro ainda ser um jovem badalado e promissor, como Neymar.

* O menino fez o gol da vitória do segundo clássico de sua vida. E tem gente dizendo que ele “só” fez o gol.

* Lição de casa feita pelo Santos, mas o que haveria de anormal numa vitória do Palmeiras em seu estádio?

* O Botafogo goleou (4 x 0: Maicosuel-2, Thiaguinho e Gabriel) o Vasco no contra-ataque, com uma atuação de gente grande de Maicosuel.

* Que maneira de devolver a goleada sofrida na Taça Rio…

* Por onde andou Jéferson, que vinha jogando tão bem?

* O Botafogo, que parecia “relaxado” pelo título da Taça Guanabara, pode ser campeão no domingo.

* Belo gol de calcanhar de Alecsandro, na goleada que levou o Internacional (4 x 0 na Ulbra: Nilmar, Alecsandro, D’Alessandro e Rosinei) à decisão da Taça Fábio Koff.

* Campanha do Inter (no Campeonato Gaúcho) no ano do centenário: 20J, 17V e 3E.

* E Diego Tardelli deixou mais um, na décima vitória seguida do Atlético Mineiro (2 x 0 no Rio Branco: o outro foi de Éder Luís).

* Numa sequência chocante de eventos, o título em Minas Gerais deve ser disputado por Atlético e Cruzeiro.

______

* Veja o escorpião de Luis Landín, em Monarcas x Cruz Azul.



MaisRecentes

Plano B?



Continue Lendo

Pendurado



Continue Lendo

Porte



Continue Lendo