CAIXA-POSTAL



Aos temas da semana (antes que o dia acabe…)

André escreve: Hoje me “surpreendi” com a notícia de o Michael Jordan entrar para o hall da fama do basquete. Eu acreditava que ele estava lá há muito tempo. Por que demorou tanto para ele entrar, já que é considerado o maior de todos os tempos? Como é feita essa inclusão?

Resposta: Para ser elegível para o Hall da Fama do Basquete, um jogador deve estar aposentado há, pelo menos, cinco anos. Os casos de jogadores que se aposentaram e depois “desistiram” da aposentadoria, como aconteceu com Jordan, são analisados individualmente. Jordan jogou pela última vez em 2001, pelo Washington Wizards. A cerimônia de sua entrada no Hall deve acontecer em setembro.

______

Márcio escreve: Gostaria de saber até quando vai a temporada regular da NBA, e quando começam os playoffs, e se a ESPN vai transmitir uma série inteira e quantas?

Resposta: Datas: 15/4 e 18/4. Neste ano, a ESPN transmitirá os playoffs do Oeste, e as finais.

______

João Luis escreve: Você diz que é contra os campeonatos estaduais, mas aposto que gostou que os times grandes vão se cruzar nas finais. Você não acha que este Paulistão é o melhor dos últimos anos?

Resposta: Não. Um campeonato em que times não são expostos às mesmas condições e dificuldades (porque a tabela é diferente para cada um) não pode ser considerado bom. E o fato do encontro dos clubes grandes ter “conferido emoção” às semifinais é um testemunho da falta de importância do campeonato. O que está em jogo, agora, é a rivalidade entre os grandes. Nada mais.

______

Fernando (entre muitos) escreve: André, não é possível que o Adriano esteja apenas triste e que não tenha mais vontade de jogar futebol. Para mim, tem muito mais coisa nessa história. O que você acha?

Resposta: Bom, primeiro acho que é possível que ele esteja “apenas” triste, sim. Isso se chama depressão, e é uma doença, não uma frescura. E se tem mais coisa, ou não tem, são questões pessoais, que dizem respeito ao próprio. E a mais ninguém. Acho (escrevi isso na minha coluna de hoje, no Lance!) que o Adriano está fazendo a coisa certa. Assumindo um problema e manifestando a intenção de resolvê-lo. Que ele consiga.

______

Obrigado pelas mensagens, e até o sábado que vem.

(e-mails para a CP do blog: akfouri@lancenet.com.br, ou clique no link abaixo da foto)

“Aquele que não tem comparsas, não pode ser traído.”

Kobayashi, em “Os Suspeitos”.



  • Leandro Thomé

    André,

    Vale lembrar que junto ao MJ vão para o Hall of Fame esse ano John Stockton e David Robinson… Só fera!!

    Abraço

  • ZECA

    André, último jogo de Michael Jordan nao foi em 2001, foi 16/04/2003, WASHINGTON 87X107 PHILADELPHIA, Michael Jordan fez 15 pontos,4 reb, 4 assist em 28minutos.

    AK: Eu quis dizer que ele voltou da aposentadoria em 2001, mas não ficou claro mesmo. Obrigado e um abraço.

  • AFC

    Quem está com depressão não tenta resolver um problema, desiste. Com a depressão ele não iria a farra, pois não teria graça. Acho que o Adriano estava angustiado com seu trabalho e está tentando uma solução. Hoje deve estar aliviado por não ter que trabalhar onde não sentia bem.

  • tavernard neves

    Andre, a rivalidade e consequente grandeza dos clubes brasileiros tiveram como origem as disputas dos regionais. Os estaduais são a “mater” que ainda tem propriedade de atrair as massas.

  • davi

    “O que está em jogo, agora, é a rivalidade entre os grandes” – Sim, mas é isso que importa! Quer dizer, não é a única coisa, vc não tem isso na Libertadores com o msm peso, por exemplo. O valor é outro. Mas msm nesses casos, com o tempo a tendência é consagrar algumas rivalidades tb. Afinal, a rivalidade é q dá sal ao futebol. Os estaduais mantém vivas rivalidades seculares. No brasileiro isso se dilui, o q acontece até mesmo naqueles rio-sp, copa do nordeste, etc, q se tentou. Mas é fato q é importantissímo mante-las. Desde que, é claro, se adeque a realidade atual. Pra isso tem que ser mais enxuto. Mas não deve ser desprezado. Fazer isso é cair no erro de um pensamento facil, pseudo-moderno.

  • Oi, André,

    Tudo bem?

    Tendo dito que um campeonato em que times não são expostos às mesmas condições e dificuldades não pode ser considerado bom, posso presumir que a Copa do Mundo, a Libertadores e a Copa dos Campeões da UEFA são campeonatos que não podem ser considerados bons?

    Gosto muito do blog, embora não comente quase nunca.

    Grande abraço!

    André

    AK: Não. O problema do Paulista é que ele tem uma fase de classificação em pontos corridos, na qual os times não encontram as mesmas dificuldades, porque têm tabelas diferentes. Os torneios que você mencionou têm fases de grupos e mata-mata. São competições diferentes. Um abraço.

  • Dennis

    Oi André. Com o fim do time do Osasco, me lembrei daquela discussão que você havia iniciado um tempo atrás, sobre a nomenclatura dos Estádios. Será que se a mídia chamasse o time pelo nome do patrocinador, o Bradesco teria retirado o patrocínio? Penso que a mídia esportiva em geral, a pretexto de não fazer propaganda “de graça”, acaba dando um tiro no próprio pé quando se recusa a falar o nome de um patrocinador, ou não mostra o logotipo, etc. Ora, se é do esporte que se retira a notícia, mais times fortes em mais modalidades significam mais interesse do público, certo? De qualquer maneira, acho que esse é um tema bom para um comentário. Abraço.

MaisRecentes

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo