OS LINKS DA LIGA – II



Uau… que jogos.

No Camp Nou, o Barcelona destroçou o Bayern de Munique: 4 x 0, no primeiro tempo.

Messi, Henry e Eto’o fizeram o diabo.

E sabe o que me impressiona no argentino? (modo ironia ligado) O nervosismo dele diante do goleiro, evidente no lance do primeiro gol.

A goleada sofrida diante do Wolfsburg, pelo Campeonato Alemão, mostrou que há algo muito errado acontecendo com o Bayern. E a declaração de Jürgen Klinsmann de que não há mais esperanças na UCL, comprovou o péssimo momento.

Em Anfield, o Liverpool saiu na frente, mas levou a virada do Chelsea: 3 x 1.

Ducha de gelo na boa fase do time de Rafa Benítez.

Chelsea quase classificado? Estamos falando de um clássico inglês, mas acho que sim. Os azuis, que se defendem bem, saberão jogar inteligentemente em casa.



  • Do outro lado não estava o Getafe, o Bilbao ou o Alavés, mas sim o Bayern de Munique, maior clube da Alemanha, país tri-campeão mundial de futebol, e que conta com jogadores do calibre de Zé Roberto, Franck Ribery e Luca Toni. Entretanto, o Barcelona do técnico Pepe Guardiola fez o glorioso clube bávaro parecer uma equipe de várzea.

    Está certo que Klinsmann (que talvez esteja com os dias contados como técnico do Bayern ) colaborou, cometendo o mesmo erro que Cloude Puel, comandante do Lyon cometera nas oitavas-de-final contra o time catalão, armando sua equipe na retranca (escalou Luca Toni isolado no ataque e deixou Philipe Lahm, lateral-esquerdo altamente ofensivo, no banco de reservas), mas diante do show de bola que o Barça proporcionou, não dá para imaginar um outro resultado para a partida, a não ser uma goleada.

    Só vi o segundo tempo do jogo e não tive o prazer de ver os 4 gols (Messi-2, Henry e Eto’o), mas tive o privilégio de assistir a uma equipe envolvente, que mesmo goleando, buscava incessantemente ampliar sua vantagem.

    A fórmula do Barça? Marcação no campo do adversário, um volante que sabe jogar (Yaiyá Touré), dois meias habilidosos (Xavi e Iniesta), somados a dois atacantes mortais (Henry e Eto’o) e um cracaço (Lionel Messi), ainda com o acréscimo de um técnico ousado (o jovem Guardiola).

    É lógico que é difícil comparar o elenco dos clubes brasileiros ao elenco do Barcelona, porém, seria muito agradável que nossos professores copiassem pelo menos a maneira de jogar do esquadrão espanhol. Não seria legal ver o Fluminense, o São Paulo, o Flamengo e os demais grandes times brasileiros jogarem de uma maneira mais solta?

    Por isso faço um apelo: Parreira, Muricy, Luxemburgo, técnicos brasileiros em geral, assistam ao Barcelona jogar! Um abraço!

    AK: Para ver os gols, é só clicar no placar. Um abraço.

  • No Bayern o Lahm joga na direita…

  • Jovaneli

    Por isso que não gosto dessa regra do gol fora valorizado. Acaba com a emoção.
    André, não acha injusto um time perder por diferença de dois gols no jogo de ida – como ocorreu hoje com o Liverpool diante do Chelsea – e ter de fazer diferença de três na volta para não perder a vaga?
    Sei que a regra ajuda a diminuir a chance de decisão por penalidades, o que para muitos não é a melhor maneira, mas será que para isso precisa distorcer tanto assim.
    Do jeito que é essa regra, jogar em casa é uma tremenda fria. Talvez não para confrontos entre times de nível técnico distintos (Barça e Bayern, por exemplo), mas em confrontos equilibrados essa regrinha pode aniquilar as chances de uma das equipes. Na boa, não acredito que o Chelsea tome de 3 a 0 em pleno Stamford Bridge. O Liverpool já era. Acabou a graça desse confronto gigante. Não acabaria se apenas o saldo de gols contasse. 2 a 0 é difícil, mas é possível. Uma pena. Acabou a graça.

  • Leandro Thome

    O Bayern, se nao estou enganado, estava bem desfalcado (o que nao tira o merito do Barca, mas dificulta o trabalho do Klinsmam)

  • Rogério Canada

    A maioria chama o Liverpool de time grande, pode até ter sido algum dia, mas na minha opinião, não passa de uma portuguesa em terras da rainha.

  • O Barcelona não abre mão de sua forma de jogar. A equipe evolui em troca de passes rápidas, poucos chutões e uma notável volúpia ofensiva. É assim desde que comecei a acompanhar futebol. Cria do Barça, Pep Guardiola soube preservar e tornar ainda mais veloz e dinâmica essa “filosofia de jogo” (com o perdão do luxemburguês).

    Um abraço!

  • Edyr Faciola

    Torço para o Chelsea, e jamais esperava uma vitória por 3×1, ja tava feliz com um empate.
    Se confirmar Chelsea x Barcelona vai ser um jogaço(ou melhor dois)

  • Daniel Burnier

    Os jogadores do Bayern estao fazendo corpo mole para derrubar o Klinsmann. A proposito… Imagina uma semifinal PORTO x VILLAREAL, por essa ninguem esperaria.

  • Marcos A F SANTOS

    De 2009 não passa. O Chelsea eliminará o Barça na semi-final e fará a final com o Arsenal, que eliminará o Porto…Primeiro clube de Londres a levantar a taça, a primeira de várias. Uma final de virgens.

  • Leonardo atleticano

    André, time que joga com três atacantes proporciona um belo jogo para se ver, melhor ainda, quando esse time prensa seu adversário em seu campo e mostra toda supremacia do jogo objetivo e jogado para frente. É uma lição a ser seguida por esse grande números de técnicos medíocres que acham o empate um baita resultado, e não levar gol como objetivo maior, se fizer um é lucro, meus sinceros agradecimentos ao Barcelona, por mostrar que a arte e o resultado são totalmente compatíveis.

  • Roberto Junior

    Leandro, o Bayern tinha apenas o desfalque do Lúcio (uma perda de impacto), que foi substituído pelo ex-são-paulino Breno. Interessante é que o outro zagueiro era o argentino Demichelis, que atuou na derrota da argentina para a Bolívia e ontem tomou mais um vareio de bola rsrsrsrsrs tá com azar o garoto.

  • Massara

    O Barça está “fedendo” a campeão.

    Abs.

  • Shao

    Só sei de uma coisa: Se ao invés de UCL fosse Libertadores, com confronto de Brasileiros, e um time tomasse DOIS gols de um jogador de defesa, subindo sozinho numa cobrança de escanteio…. no outro dia a “organizada” que “não faz mal pra ninguém” estaria pedindo a cabeça de todo mundo e mais um pouco….

  • João

    Muito interessante a forma do Henry. Comparando com os atacantes brasileiros da Copa de 2006, que eram mais badalados e são mais jovens, o francês está dando um baile em todos ! Assim como naquele jogo Brasil x França.

    Abraços,

  • Leonardo Delgado

    E quem falou que jogador não derruba técnico?!?!?! Que diga o Felipão!

  • MATEUS

    OI ANDRÉ,
    ESSE ROGÉRIO CANADA QUE FALOU DO LIVERPOOL (DELE SER TIME PEQUENO) NÃO DEVE ENTENDER NADA DE FUTEBOL… ELE DEVE SER DO CANADÁ MESMO…
    SABER UM POUCO DA HISTÓRIA SERIA BOM, PARA QUE ALGUNS INTERNAUTAS NÃO COMETAM ESSES COMENTÁRIOS.
    E O LIVERPOOL TEM PASSADO E TBÉM HISTÓRIA RECENTE (PERGUNTE AOS TORCEDORES DO MILAN…).
    1 ABÇO ANDRÉ.

  • Dan

    Caro amigo Rogério Canada, o Liverpool é gigante, e compará-lo ao que a Portuguesa representa no Brasil, me desculpe, é ridiculo. O Liverpool é o time com mais titulos ingleses, na champions league, tem menos titulos apenas que o Real Madrid, ja a portuguesa nunca ganhou um campeonato brasileiro, e muito menos uma libertadores. O Liverpool é o time de maior tradiçao na Inglaterra, e posso afirmar isso porque ja morei lá.
    Sobre a Champions, sou um torcedor fanatico do Chelsea (tanto que joguei por 6 meses nas categorias de base deles, e só nao continuei pq voltei pro Brasil pra completar o ensino medio), entao axo que na final o Chelsea ira derrotar o Arsenal.

MaisRecentes

Dilema



Continue Lendo

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo