NOTINHAS PÓS-RODADAS



Começando com o domingo de Fred no Maracanã:

* O novo camisa 9 do Fluminense (3 x 1 no Macaé: Wallacer, Fred-2 e Thiago Neves) é o tipo de cara que já nasceu artilheiro. Se ele contar os gols na rua, na escola, no corredor… Fred já dever ter feito uns 10 mil.

* Fred também tem algo que faz a bola procurá-lo na área, mesmo quando ele não está (ou parece não estar) no lugar certo. Romário tinha isso. (ALERTA: NÃO estou comparando os jogadores, apenas uma característica).

* O Vasco foi econômico contra o Boavista (1 x 0: Fernando), mas segue com campanha perfeita na Taça Rio.

* Pelo menos duas defesas de Tiago foram tão importantes para o resultado, quanto o gol.

* Os dois últimos gols da vitória do Botafogo (4 x 0 na Cabofriense: Victor Simões-2, Maicosuel e Renato) saíram após longas trocas de passes. O adversário parecia hipnotizado.

* Victor “Pantera” Simões fez mais dois (8) e se aproximou da artilharia do campeonato.

* No sábado, o Flamengo bobeou (1 x 1 com o Tigres do Brasil: Leandro Chaves e Josiel) e, pela segunda vez (Resende, Taça Guanabara), deixou de vencer um dos pequenos do Rio de Janeiro.

* Não acho que a grosseria com Andrade deva ser lembrada eternamente, mas, ao ver a falha de Bruno no lance do gol, fica difícil não relacionar os episódios.

* Que bola de Borges para Washington, na jogada do segundo gol do São Paulo (2 x1 no Marília: Hernanes, Washington e João Vitor).

* E que gol de Hernanes.

* Neymar não só foi titular, como fez o primeiro gol pelo time profissional do Santos (3 x 0 no Mogi Mirim: Paulo Henrique, Roni e Neymar), comemorando com o soco no ar de Pelé.

* Incrível o lance do gol de Paulo Henrique: a bola bateu três vezes na zaga, mantendo o ataque vivo, até entrar.

* O Corinthians não deixou de vencer o Santo André (0 x 0) porque Ronaldo não jogou. Quem leva a vida com bom humor entenderá que mais gente “não jogou”.

* Sobre o lance em que a bola bate na mão de Dentinho, antes da conclusão para o gol: o toque, claramente, não foi intencional. Mas, se fosse no braço de um zagueiro, dentro da área, o árbitro seria destruído se não marcasse o pênalti. Difícil.

* O artilheiro do Campeonato Paulista teve seis chances de gol, antes de mandar a bola para a rede do Barueri (Palmeiras 3 x 0: Keirrison, Diego Souza e Pierre), mas continua sem ficar mais de dois jogos em jejum.

* A caneta de Lenny em Diego, na jogada do segundo gol, foi uma maldade.

* Falando em artilheiros, o goleador da temporada (15) no Brasil deixou mais um no Campeonato Mineiro (Atlético 1 x 0 Guarani: Diego Tardelli).

* O Atlético só venceu (5 jogos) depois da derrota no clássico contra o Cruzeiro.

* Segundo 0 x 0 (com o América) seguido do Cruzeiro, que provavelmente estava com a cabeça no jogo de quarta-feira (Universitario de Sucre) pela Libertadores.

* Sorín saiu do jogo no início do segundo tempo, pois deve ser titular contra os bolivianos.

* Sexta vitória (1 x 0 no Inter de Santa Maria: Taison) seguida do Internacional, que faz campanha 100% no segundo turno do Campeonato Gaúcho, a chamada Taça Fábio Koff.

* Taison tem 10 gols.

* O Grêmio venceu (2 x 0 no Sapucaiense: Léo e Makelele) a primeira no returno, com time alternativo.

* Belo gol de Makelele, em alta velocidade.

______

A outra história do restaurante parisiense estará aqui ainda hoje.

Obrigado pelo interesse, espero não decepcioná-los.

Até mais tarde.



  • Leonardo atleticano

    André, o Tardelli está se movimentando demais, não só tendo oportunidades como criando várias para seus companheiros, esse jogo de sábado foi um festival incrível de gols perdidos. Mas três peças no time e o Galo mineiro fará um grande papel no Brasileirão. Outra André, o Tardelli tem apenas 23 anos, vj a mídia do eixo trata-lo quase como ex jogador. Quanto ao Bruno, ele falha demais, faz defesas grandiosas e depois chuta o balde em erros tolos, não é criticado com mais veemência pois no Rio o elegeram Ídolo sem merecer e agora ficam bancando a besteira, além de ter uma conduta bem duvidosa fora dos gramados.

  • Jovaneli

    Ainda sobre a primeira história parisiense, talvez tenha razão quando disse que exagerei. Mas quem não exagera de vez em quando? E fiz isso com enorme prazer. Grande abraço e muuuito sucesso na sua carreira!!!

  • Bruno

    André, você acredita na vinda do Zidane para o corinthians?

    AK: Eu não duvido de nada no futebol. Mas acho que estão fazendo confusão. O ZZ viria para a assinatura do contrato de patrocínio entre o Carrefour e o Corinthians, se ele acontecer.

  • Gustavo

    Lembrando que o Diego Tardelli é artilheiro da temporada mas 3 dos 15 gols que ele marcou foram em jogos não oficiais. Portanto, o artilheiro do ano ainda é Keirrison com 14 gols. Tardelli tem 12

  • Paulo Torres

    Sobre o clássico mineiro, faltou citar o mais importante: a volta de Euller, oito meses após uma cirurgia no joelho, no dia de seu 38o aniversário. Entrou faltando 15 minutos e não fez muita coisa, mas é o jogador com personalidade e muita raça que o Coelhão estava precisando.

  • Rodrigo

    André, no caso do lance do Dentinho, tenho a mesma opinião que você. Mas repare numa coisa: quando atacante coloca a mão na bola e leva vantagem (mesmo sem intenção) o juíz sempre pára o jogo (esse “pára” não tem mais acento, né?). Quando é defesa, a maioria das vezes eles interpretam como “bola na mão” e segue o jogo. Você não acha que seria melhor acabar com esse negócio de “lance interpretativo” e dar falta toda vez que o cara colocar a mão na bola, intencionalmente ou não?

  • Marcel Souza

    Interessante o caso do Tardelli. O que o Leão tem (ou faz) que faz o cara jogar e marcar gols? Foi assim no São Paulo também. Como foi dito, ele é novo ainda, tomara que se acerte de vez.

  • Danilo Henrique

    André, só uma correção: o Flamengo perdeu pontos também para o Boavista, no empate em 2 a 2 na sexta rodada. Já estava classificado, é verdade, mas perdeu pontos…

  • Marcelo

    Não seria Josiel o autor do gol do Fla? Abraço.

    AK: Seria. Obrigado, abraço.

  • Willian Ifanger

    Eu só torço pra que os times (e a crise) mantenham a maioria desses artilheiros para o Brasileirão.

    Pelo menos a briga pela artilharia seria espetacular.

  • Leonardo

    O futebol brasileiro precisa manter esses artilheiros, fazia tempo que os campeonatos não eram tão emocionantes e cheios de gols.
    Esse Brasileiro 2009 promete hein, Ronaldo e K9 tem o dom de fazer gol, eles tratam a redonda com carinho, pode botar mais uns 20 minutos em cada programa de futebol na TV brasileira pra passar os gols deles!

MaisRecentes

Abraçados



Continue Lendo

A diferença aumentou



Continue Lendo

Sabotagem



Continue Lendo