NOTINHAS PÓS-RODADAS (até no STJD)



Copas Libertadores e do Brasil:

* Nas alturas de Sucre, na Bolívia, o Cruzeiro (1 x 0 no Universitário: Thiago Ribeiro) deveria ter resolvido o jogo no primeiro tempo, tantos foram os gols perdidos.

* No segundo, como aconteceu em Quito, o líder do grupo 5 (7 pontos) foi presssionado, e Fábio teve de se virar nos lances de bola alta na área.

* O Cruzeiro não vencia um jogo fora do Brasil – por essa competição – desde (3 x 2 no Cerro Porteño) a Pré-Libertadores de 2008.

* Kléber Rooney quase fez um gol em jogada individual, deixou Ramires na cara do goleiro com um bonito passe, e foi expulso num lance totalmente desnecessário, na defesa. O Cruzeiro diz que ele será multado.

* O campeão da Libertadores entrou para a lista dos times que não resistiram ao poder da Bombonilha.

* O Sport (2 x 0 LDU: Daniel Paulista e Paulo Baier) tomou a ponta isolada do grupo mais difícil da Libertadores, passo importante para a classificação.

* Belo gol de Daniel Paulista, emendando de fora da área uma bola que espirrou.

* O Sport poderá saborear a vitória e a liderança por mais de um mês. A próxima rodada (Palmeiras, na Ilha) será no dia 08 de abril.

* O Internacional segue na Copa do Brasil, após suar mais do que esperava para bater (2 x 0: Índio de Alecsandro) o União-MT.

* Próximo adversário: Guarani, que já tinha eliminado o J. Malucelli no jogo de ida.

* O Corinthians (2 x 0 no Itumbiara: Chicão e André Santos) riscou um jogo do calendário e pegará o Misto (1 x 1 com o Campinense-PB, e 3 x 2 nos pênaltis) na próxima fase.

* Após mais de um ano, Ronaldo entrou em campo (por 27 minutos). Ele se mexeu, se apresentou para o jogo, e até ajudou a defesa. Ficou claro que precisa de ritmo, mas está de volta.

* Com mais facilidade, o Flamengo (5 x 0 no Ivinhema: Léo Moura, Zé Roberto-2, Kléberson e Maxi Biancucchi) também resolveu as coisas em um jogo só. Na verdade, o confronto acabou nos primeiros 45 minutos.

* Próximo: Remo (que venceu por 1 x 0, fora) ou Barras-PI.

* Também se classificaram sem a necessidade do jogo de volta:

Atlético Paranaense (3 x 0 no Tocantins: Marcinho, Rafael Moura e Júlio César)

Goiás (3 x 0 no Atlético-RR: Amaral-2, Ramalho e Robemar)

* Quem também se classificou ontem:

Icasa (1 x 1 com Portuguesa, e 4 x 3 nos pênaltis)

Guaratinguetá (1 x 2 Caxias)

Figueirense (2 x 1 no Sampaio Corrêa)

Coritiba (3 x 0 no Holanda-AM)

Criciúma (3 x 0 no Tupi)

______

A Terceira Comissão Disciplinar do STJD decidiu, ontem, suspender por 90 dias o presidente da FPF, Marco Polo Del Nero, por sua conduta no “caso Tardelli”.

Veja aqui a denúncia contra Del Nero.

Os cinco auditores votaram exatamente da mesma forma: suspensão para o dirigente, e multa de R$ 10 mil para a Federação Paulista.

Cabe recurso ao Pleno do tribunal.

O vice Reinaldo Carneiro Bastos assume a presidência da entidade.

Se é verdade que Del Nero fez o que fez para atingir Bastos, com quem não mantém boas relações, deu zebra.

______

(Atenção: conteúdo não-esportivo)

Não costumo tratar, aqui, de assuntos ligados a religiões e crenças. A fé de cada um deve ser respeitada, não discutida.

Mas não dá para ignorar o que aconteceu em Recife.

Uma menina de 9 anos é abusada pelo monstro que era seu próprio padrasto, engravida de gêmeos, e precisa fazer um aborto legal, por motivos mais do que evidentes.

No Brasil, o aborto é permitido em caso de estupro e risco de morte.

Eis que o arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, vem a público não para confortar quem precisa. E sim para excomungar os médicos que fizeram o procedimento, e os parentes da menina, que o autorizaram.

Simplesmente incompreensível.



  • A estréia do Ronaldo me lembrou uma antiga piada: “Almeida e Figueira eram muito amigos, trabalhavam juntos e se divertiam muito! Certa vez Almeida falou: ” – Figueirão, faz a minha aí que sairei mais cedo hoje!” … “Ok, sem problemas!”, e lá ficou Figueira a ver navios, pois a empresa estava meio parada. Eis que recebe um telefonema da central dispensando-o naquela tarde, por conta de uma detetização de última hora. Figueira vai embora sorrindo ” – Almeidão se deu mal, foi embora mais cedo (e eu também) e ficou devendo uma pra mim!”.
    Chegando em casa ouve barulhos estranhos e saca a arma, pois o bairro era perigoso… adentra em cada cômodo e, chegando ao quarto de casal vê, de relance, sua esposa com o Almeida, na cama!
    ” – FDP esse Almeida! Olha lá ele no bem bom, apertando os seios flácidos e caídos de minha esposa!”
    ” – Ordinário esse Almeida! Segurando minha esposa pelos Pneuzões que ela tem na cintura!”
    ” – Salafrário esse Almeida! Dando tapas naquela anca gorda e cheia de celulites daquela mocréia!

    ” – Putz, que vergonha do Almeida!”
    ……………………..
    Foi assim que me senti ontem, sendo corintiano, ao ver o fenômeno jogar… 🙁 …

  • Alexandre Reis

    Lamentavel, pois o caso da menina se encaixa nos dois motivos.

    Foi um estupro e seria um tremendo risco uma gravidez para uma criança de 09 anos.

    E Brasil………

    Abs

  • Leonardo atleticano

    André, citando o caso do aborto, comungo com a opinião, é um absurdo, e olha que a menina podia se valer dos dois casos específicos para aborto, vítima de estupro e ou risco de morte. Barbaridade sem fim. Igualmente cretina a defesa do não aborto para crianças acéfalas, se bem que, quem as defende é a prova viva e incontestavel que se pode crescer sem um.

  • Denis

    Alguns padres e/ou religiosos não tem mesmo o que fazer né?? Você acha que os médicos e familiares (e a comunidade em geral) estão ligando que foram excomungados?? Tem gente que não sabe o que é e nem pra que serve isso…

  • Caro André,

    Você é um bom menino e já desconfio que faz isso só para me contrariar. Para que eu fique aqui pegando no seu pé.

    O fato mais importante da rodada foi a vitória do Sport sobre o CAMPEÃO DA LIBERTADORES. E você me abre o comentário com o Cruzeiro que venceu o Sucre.

    Pelo jeito, você não anda conversando com seu pai. Veja o blog dele. Teimosia tem limite.

    Desconfio que ele vai lhe passar um pito.

    Um fraternal abraço desse leitor rubro-negro.

    AK: Estou saindo da cidade hoje, e só volto na segunda. Pito, só por e-mail. Obrigado pelo comentário e um abraço.

  • Bruno

    O bispo que deveria ser excomungado. Chega de hipocrisia.

  • Henrique Borges

    A ultima vez que o Cruzeiro venceu fora do Brasil,foi em Janeiro desse ano, 
    Cruzeiro 4 x 1 Nacional do Uruguay. Talvez quis dizer ultima vez em jogos
    pela Libertadores.

    Quanto ao Sport, me lembra o Paraná na Libertadores, vence, lidera, empolga
    e na hora do mata-mata vai embora ! Libertadores nao é para aventureiros e
    sim para os GIGANTES, a LDU só ganhou pois pegou um time pequeno na
    final, se fosse o Tricolor, Gremio, Cruzeiro, Boca ai eu queria ver, e o Sport 
    nunca vai ganhar a Libertadores, do mesmo jeito que o Corinthians, Atletico-MG
    tambem nao, é apenas para os grandes, com todo respeito.

    AK: Sim, pela Libertadores. Um abraço.

  • Paulo

    Bom dia André, o Bispo de Brasilia deveria se juntar ao bispo que estava na Argentina ( não me lembro do nome dele ) e que disse que o holocausto não existiu, e que as câmaras de gás na verdade exalavam chanel nº 5… logo logo a nave espacial leva os dois de volta para marte….

  • Léo

    Sinto muito, podem me chamar de burro e ignorante mas eu concordo com o arcebispo, se eu fosse o feto não gostaria de ser abortado, por mais horrenda que seja a história, o feto não tem culpa e não deve perder a vida por isso, é minha opinião.

  • Anna

    André e blogueiros, o que o Arcebispo de Recife fez é um absurdoooo. Eu sou contra o Aborto,sou católica praticante mas em casos de estupro e risco pra mãe ou feto,sou a favor(e nos casos de anencefalos também porque as células-tronco se a família permitir que sejam usadas podem ajudar muuuuuita gente). E os médicos estavam preservando a vida da menina pois com 9 anos e de gemeos,ha muitos riscos. O senhor que se diz arcebispo inglês chama-se Richard Williamson e o que ele falou é outro absurdoooo dizendo que nao houve holocausto e o Papa Bento XVI ia reintegrá-lo… Anna

  • BASILIO77

    O torcedor do Sport está com a razão…em parte.
    A vitoria do Sport na ilha(Bombonilha) foi o resultado mais expressivo da quarta feira.
    Mas a NOTÍCIA é que essa vitoria começou com um gol, e um belo gol, de Daniel PAULISTA!!!

    O futebol é uma benção.

    E no “momento baitôlo”…análise de silueta de marmanjo:
    Ronaldo tem que perder uns 5 kilos, no mínimo.

    Abraço.

  • André, é totalmente compreensível a postura da Igreja nesse caso, ela é coerente. Ela apenas mantém as mesmas opiniões retrógradas, na minha opinião, que as rege desde sempre.

    Totalmente compreensível e completamente reprovável.

    Forte abraço!

  • Henrique

    Sobre o comentário do “Alexandre Reis de 05.mar.2009 às 10:26”

    O que o Brasil tem a ver com a decisão do arcebispo? Ele foi legalista, mas ele baseou sa decisão de acordo com o Vaticano, que diz aborto é realmente proibidido.

    Tem gente que adora criticar o Brasil, e na maioria das vezes nem sabe o que se passa.

    E só pra encher o seu amigo “felipe” o primeiro assunto deveria ser a volta do Ronaldo…rs

    Abs.

  • Nelson Bigeschi Jr.

    E aí André

    Sou católico (não fervoroso) vou à missa todo Domingo.
    Quando vi essa notícia do Bispo comentei com minha esposa que tinha vontade de nunca mais pisar numa Igreja Católica, é simplesmente repugnante que esses caras (bispos, padres, papas, pastores) achem que seus pseudo-dogmas estão acima da vida das pessoas. Não vi em nenhum momento alguém da Igreja mostrar a mínima preocupação com a menina.
    É realmente lastimável.

  • saulo

    “Eis que o arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, vem a público não para confortar quem precisa. E sim para excomungar os médicos que fizeram o procedimento, e os parentes da menina, que o autorizaram.

    Simplesmente incompreensível.”

    Incompreenssível pra quem não tem um pingo de conhecimento sobre a doutrina da Igreja. O feto é só mais uma vítima do estupro, e esteja em que circunstância for, ele tem vida, é um ser humano (como você) e merece viver. Não se soluciona um crime cometendo outro, isso é ridículo. seria como punir uma vitima de assalto pq ela deixou a carteira fácil demais pro bandido. Pra não falar da questão religiosa, é um absurdo um médico que jura defender a vida em qualquer circunstância, matar uma vida. É completamente contra a ética profissional. Como é completamente contra a ética um jornalista dar um opinião sobre um assunto sem ter um pingo de conhecimento sobre ele…

    Se você soubesse que nasceu por conta de um estupro, você desejaria sua morte por isso. Preferiria que sua mãe não te tivesse concebido? A situação é dificil? com certeza, mas não é por isso que devemos tomar a decisão mais cômoda (pra sociedade, não pra coitada da criança, claro)

    AK: Não tente desqualificar uma opinião, apenas porque é diferente da sua. Esse é o expediente dos pobres em argumento. Não preciso conhecer a doutrina da Igreja para discordar da posição dela. Assim como não preciso, por óbvio, discutir ética com você. Quero apenas lembrá-lo (mais uma vez) de que, neste país, é LEGAL fazer um aborto em caso de estupro e/ou risco de morte da mãe. Um abraço.

  • Kao

    Bobagem tem limite, né.
    A LDU ganhou porque pegou time pequeno.
    E o que me diz de quem ganhou jogando contra Universidad do Chile, Newell’s Old Boys e Atletico-PR, grandes potencias mundias. Ou Crisciuma, San Jose de Oruro e outras magnitudes. Ah mas perdeu do Grande Velez Sarsfield.
    Alíás a LDU ganhou de time pequeno que havia eliminado um menor.
    Assim como o Grande Once Caldas foi campeão outro ano eliminando time pequeno.
    Quanta bobagem.

  • Sérgio Cintra

    A cúpula da igreja católica pode excomungar quem ela quiser, sem que fira qualquer lei de qualquer país. É um ato religioso em resposta a alguma atitude que não se coadune com os princípios determinados por aquela religião. Nem um problema.É um ato autoritário em acordo com os preceitos católicos. Se houver contestação deve ser feita pelos que são seguidores daquele culto.É ético por se pautar pelos princípios e normas dos católicos e é moral por se posicionar contra o aborto, que é condenado pela mesma igreja.

    AK: Meu ponto não é esse. Um abraço.

  • Lenilson dos Reis Araujo

    Sou católico, mas não dá pra aceitar o comportamento do arcebispo dom José Cardoso Sobrinho. Até entendo ele ser contra o aborto, mas porque ele não excomungou o estuprador, afinal ele também não desrespeitou as leis de Deus? Todo dia tem um monte de assassinatos e nunca vi esse ou qualquer outro religioso excomungar os assassinos ou aparecer em publico para manifestar indignação. Porque só nesses escândalos eles defendem as leis de Deus”? Na verdade ele está querendo mesmo é aparecer. Lamentável!

  • saulo

    Leonardo atleticano disse:

    Igualmente cretina a defesa do não aborto para crianças acéfalas, se bem que, quem as defende é a prova viva e incontestavel que se pode crescer sem um.

    Uma bebê anencéfala (sem o cérebro) completou nesta quarta-feira nove dias de vida, seu nome é Marcela de Jesus Galante Ferreira e ela responde a estímulos musculares, bebe leite materno normalmente, e o principal, sente a falta da mãe.
    Normalmente, crianças que nascem com anencefalia, morrem com poucas horas de vida, se a anomalia for descoberta durante a gravidez, é permitido a mãe fazer o aborto, mas sua mãe, Cacilda Galante Ferreira, se recusou ao aborto, e quis que sua filha ao menos, viesse a conheçer o mundo
    Essa notícia deu aos meus ouvidos no jornal de hoje a tarde, eu achei fantástico e comovente, o fato de uma criança nascer sem o cérebro e conceber atitudes como mamar e sentir, para mim, isso foi uma prova que o amor é bem mais que um simples estímulo elétrico

    Vc já ouviu falar de diagnostico errado? Como vc se sentiria se o medico diagnosticasse anencefalia no seu filho? Que ele puxou o pai? tudo bem, mas se por acaso o médico errou o diagnóstico e abortou o seu filho? Não tem como voltar atrás, né?

    AK: Não desvie a conversa, é feio. Estamos falando aqui de uma menina de 9 anos, que engravidou pois foi estuprada por um crápula. Não há erro de diagnóstico aqui. Um abraço.

  • guerra

    André, lanço aqui, para voce ajudar a torcida brasileira, nos não aguentamos mais, os juizes roubam de nossos clubes, os jogadores são suspensos, os dirigentes são suspensos, e os juizes, que arrumam o problema, prejudicam nossos clubes e ficam na boa, nada pagam, e continuam apitando normalmente, e prejudicando outros e ate o mesmo clube e apenas levam uma geladeira de 30 dias pra menos, caso do Simon, levou geladeira no brasileiro e foi apitar na sul americana, ahi não é abusar de nossa paciencia, abusar demais da torcida, que é a razão deles ganharem dinheiro e tambem de seus dirigente a torcida do Brasil já não aguenta mais, temos que fazer alguma coisa contra isto. abraços.

  • Jovaneli

    Duas coisas me impressionaram no Ronaldo de ontem: primeiro, o pésssimo estado físico dele, isso com o pessoal do Corinthians dando declarações otimistas e alguns companheiros embarcando na viajem. Fisicamente, parecia jogador de Seleção Brasileira de Master (ainda existe???). Segundo, mesmo completamente fora de forma, foi, de longe, o atacante corintiano mais perigoso ontem. Otacílio Neto entrou bem e até tem boa técnica, mas é muito burrrrro, futebolisticamente falando. Já o Dentinho 2009 ainda não estreou. Vem de lesão, então ainda não pode ser cobrado. Fora que está fora de forma, já que na seleção brasileira, seja ela profissional ou júnior, treina-se muito pouco. O Jorge Henrique, por sua vez, parece confundir futebol com teatro. Impressiona a quantidade de vezes que se joga. Ontem, a mão no seu ombro do defensor do Itumbiara não foi a responsável por aquela queda cinematográfica. Portanto, não foi pênalti. Na Inglaterra, seria considerado patética a cena. Aqui no Brasil, não contente em dar a penalidade, ainda punem com cartão amarelo o zagueiro. Ridículo!!!
    Por fim, Souza, um atacante que não agride, que não sabe dominar e passar a bola e que é lento. Nem ajudar na marcação ele ajuda. Na boa, gostaria muito de saber o que passa pela cabeça dele quando entra em campo. Qual é a expectativa dele, que jogada pensa em fazer, se imagina-se comemorando um gol etc. Acho que ele não pensa. Bate o cartão de ponto e entra em campo. Um cone no lugar dele seria mais útil.
    Diante disso, chego à conclusão que Ronaldo tem talvez o retorno mais duro de sua carreira e, ao mesmo tempo, o mais mole, dada à falta de concorrentes. Domingo, por mais insano que possa parecer, é Ronaldo e mais dez, o que, obviamente é uma derrota do Corinthians, carente de jogadores qualificados na posição.

  • Anna

    Saulo,anencefalo e incompativel com a vida. E ser medico e salvar vidas sim e esquecer de sua crença,religiao,do lado de fora do Hospital. Entendo perfeitamente o que quis dizer. É uma vida sim. Ao primeiro momento doeu nos meus ouvidos mas pensei da seguinte forma: e uma crianca sem nenhuma estrutura fisica e emocional gerando duas e outro ponto havia risco pra mae ou pros bebes. Ser medico e escolher sobre o que e certo ou o que e errado em fracao de segundos,daí a necessidade de um estofo espiritual e muita humildade. Pensei muito em ficar calada mas nao dava pra ficar.

  • Leonardo atleticano

    Saulo, o aborto para crianças sem cérebro não precisa ser obrigatório, se vc quiser ter um gestação de nove meses com todos os riscos que ela gera, e se der tudo muito certo a criança viver algumas horas, ou em um milagre alguns dias, tudo bem. Eu critico é que a verdade de alguns tenha que ser absoluta, se vc acha que o aborto é abominavel em qualquer circustância, vc será respeitado, meus parabens, agora, respeite aqueles que pensam diferente meu amigo, eu chamo de imbecil e anencéfalo são aqueles ignorantes que não respeitam a vontade alheia, se é seu caso, problema é seu. Defendo a livre escolha, gestação de risco, anencéfalo e fruto de estupro, cabe a pessoa decidir, não a um bispo ou a um beato aparecido julgar.

  • André, desculpe, mas me permite colocar lenha na fogueira?
    Questões: quem é a Igreja Católica para dizer o que uma pessoa pode ou não fazer?
    Se o cirurgião for Budista, Ateu ou Espírita, na boa, ele não dará a mínima por ter sido excomungado, concorda?
    Vamos mais longe: Quem são os líderes dessa instituição católica, senão seguidores dos mesmos ‘líderes’ que, lá atrás (Alo? Inquisição?), manipularam e tiraram vidas, queimaram pessoas a torto e a direito, queimaram livros que nos trariam algum esclarecimento? Isso não é crime?
    De onde tiraram que eles, padres, são melhores que qualquer outra pessoa no planeta?
    O confessionário, séculos atrás, era uma forma de controlar o povo, mantendo o rebanho quieto, porque sabiam os segredos mais íntimos de todos…
    MASSSS, se Deus sabe tudo, por que alguém precisa contar seus ‘pecados’ aos padres?
    Se eu sou filho de Deus (a própria Igreja prega isso…), por que RAIOS eu tenho que falar com um mensageiro? Não é esse mensageiro, o padre, tão pecador quanto eu? (em alguns casos, até mais?).
    Quem é esse arcebispo para julgar uma pessoa, se ela é digna ou não do ‘Reino de Deus’?
    O mundo está de cabeça para baixo… alguém, em algum momento distante, disse algo, e todo mundo aceita. Ninguém rompe paradigmas? Ninguém questiona?

    Grande abraço,
    Joao Luis Amaral

  • Romano

    André:

    e aparecido …. essas palavras traduzem o que esse arcebispo é. Porque ele não usa o dinheiro roubado durante séculos pela igreja por padres ladrões e estelionatários pra fazer uma ong de ajuda a crianças estupradas, ou escomunga os padres pedófilos e aquele padre que disse que não existiu campo de concentração.
    Depois reclamam de que não tem mais fiéis.

  • Rodrigo Neves

    E se o padre quiser excomungar os médicos de os familiares que permitiram o aborto?? E se o Papa também quiser excomungar a quinta geração de todas essas pessoas??

    O que isso vai mudar??

    Bobagem pura!!

    AK: A questão não é o que ele fez. É o que não fez. Um abraço.

  • Vagner Luis

    Kleber Rooney (só para voltar a falar de futebol)? Não vejo Rooney ser expulso quase todos os jogos, sem contar que o futebol de ambos está um pouco longe para ser comparado…
    Mas… na questão do aborto, André, não se preocupe, nem vc e nem quem autorizou o aborto. Até mesmo na Bíblia a morte é, digamos, “autorizada”, em casos de legítima defesa. Se havia o risco iminente de morte da criança, configura-se, em minha opinião, “legítima defesa”. Obs.: Sou evangélico e totalmente contrário ao aborto, exceção a este caso.
    Quanto ao Saulo, não precisa responder aqui, pode me escrever se quiser para discutir este assunto em pvt (vluischaves@yahoo.com)

    AK: Kléber e Rooney jogam futebol com 110% de intensidade. Esse é o ponto. Obrigado e um abraço.

  • Wander Paulus

    André,

    é Wander Paulus, novamente! Novamente venho dizer que sou fã de sua família e novamente, venho dizer que venho falar do Flamengo!
    Desde já torço pela entrada do Leonardo na disputa pela presidência do Flamengo. Isso porque, como em toda a sociedade, o quadro de associados do meu clube está descrente com a política interna e aí, os grupos historicamente articulados do Flamengo, disputam a governança do clube com os sócios que conseguem articular. E eles sempre conseguem a chamada alternância saudável para um regime dito demorcrático, porque os sócios que eles conseguem articular formam o coeficiente mínimo para legitimar os pleitos. E aí, vemos ou um grupo ou o outro se alternado no poder. Mas na verdade, esses grupos são o que foram o partido conservador e o liberal para o Brasil durante a democracia. A propensa candidatura do Leonardo não se vincula a esses grupos, pois o cara já deixou bem claro que não é necessário ganhar apenas a presidência, mas os conselhos que governam a instituição. Por isso, faz-se necessário que a campanha seja de fora para dentro do clube, ou seja, que a massa de sócios que podem votar e que não votam, seja mobilizada para essa eleiçao a fim de que um balão de oxigênio possa ser dado ao Flamengo a fim de que a instituição seja salva e mais do que isso, possa galgar, realmente, ao posto de maior clube do Brasil. Não é possível que com o tamanha que tem a nossa torcida, que com apelo que o clube tem nos meios midiáticos, que os ídolos que temos, que a mística que temos e com as cores que temos (quero lembrar que o vermelho e preto são cores dos exus do candomblés, do anarquismo em qualquer pare do mundo, ou seja,com um grande apelo popular) possa estar na pindaíba que está. Por isso, um cara com uma visão capitalista e profissional como a do Léo, não possa ser presidente do Fla.
    A única maneira possível de se fazer isso, é utilizar a tática que o próprio Gabeira usou para a prefeitura do Rio, recorrer aos setores que podem votar e não são articulados. Por isso, para o Léo ter chance de se eleger presidente é fazer com que o colégio eleitoral do Fla se multiplique em três vezes ou mais, para que ele possa ser eleger presidente e também ter eleita a sua chapa para os conselhos e assim, promover as mudanças necessárias ao clube sem depender da elite política do Fla (leia-se, ex-presidentes e chefes de torcidas organizadas que sequestram todo o capital do clube).
    Esse e-mail não é de alguém vinculado ao Leonardo, pois sou professor de História do município do Rio e não tenho nenhum interesse financeiro ou econõmico sobre o clube,mas de um torcedor que ama a instituição, que vai aos jogos pagando o ingresso do seu bolso, e que não pode acreditar que perdemos um bom jogador (repito bom jogador) como o Marcelinho Paraíba por conta de atraso de salário. Sem contar que pelo potencial, nós é que deveríamos ter três títulos mundiais, seis brasileiros e não o São Paulo.
    Não peço, o seu engajamento na campanha pró-Leonardo, eu só queria dividir isso com alguém e saber se meu pensamento é delirante ou não!
    Para terminar, recebi uma informação de que o Manchester United encaminhou uma proposta de patrocínio para a Petrobrás enquanto ela se nega a pagar 16 milhões ao Flamengo e está propensa a estudar a proposta do time inglês. Isso não está errado? Não, no mundo empresarial não está. Mas por que no lugar do Manchester não ser o Flamengo? Olhando as últimas administrações do meu time, dá para saber a resposta!
    Um grande abraço
    Não precisa publicar minha carta, mas se possível, me responda por um e-mail, particular, se estou viajando ou se meu raciocínio é correto!
    Um grande abraço para ti e para a família (inclusive o seu pai)
    Wander Paulus
    wander_paulus@ibest.com.br

  • O último evento apresentado por Rosenberg e Belluzzo na Federação Paulista de Futebol (FPF) com mulheres “uniformizadas” é de que os jogadores dos dois times (Corinthians e Palmeiras) potencializariam o lucro vestidos de passistas de escola de samba no Dérbi? Até quando as mulheres precisam se vestir vulgarmente para “enaltecer” o marketing de um evento?

  • JOMAR FÁBIO SILVA DE CARVALHO

    Caro André,

    De início, esclareço que sou católico apostólico romano. Praticante.

    Também sou contrário ao aborto, e não somente por motivos religiosos, mas em razão do ordenamento jurídico pátrio.

    Explico:

    Nos termos do artigo 2º do Código Civil Brasileiro, “a personalidade civil da pessoa começa do nascimento com vida; mas a lei põe a salvo, DESDE A CONCEPÇÃO, os direitos do nascituro” (por incrível que possa parecer, a pérola “a personalidade… da pessoa” consta do diploma legal!).

    Já o artigo 5º da vigente Constituição Federal, assegura “aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a INVIOLABILIDADE DO DIREITO À VIDA” (“caput”) e estipula que “os direitos e garantias expressos nesta Constituição não excluem outros decorrentes do regime e dos princípios por ela adotados, ou dos TRATADOS INTERNACIONAIS em que a República Federativa do Brasil seja parte” (§ 2º).

    Em 22/11/1969, foi aprovada a Convenção Americana sobre Direitos Humanos, que veio a ser ratificada pelo nosso Congresso Nacional, através do Decreto Legislativo nº 27, em 26/05/1992.

    Meses depois, o Governo Brasileiro editava o Decreto nº 678, subscrito pelo agnóstico Fernando Henrique Cardoso, cujo artigo 1º estipulava, “in verbis”: “A Convenção Americana sobre Direitos Humanos (Pacto de São José da Costa Rica), celebrada em São José da Costa Rica, em 22 de novembro de 1969, apensa por cópia ao presente decreto, DEVERÁ SER CUMPRIDA TÃO INTEIRAMENTE COMO NELA SE CONTÉM”.

    Ora, o artigo 1º da referida Convenção proclama que “PESSOA É TODO SER HUMANO”. E o seu artigo 4º esclarece que “toda pessoa tem o direito de que SE RESPEITE SUA VIDA”. E, ainda, que “esse direito deve ser PROTEGIDO POR LEI… DESDE O MOMENTO DA CONCEPÇÃO”. Para, ao final, concluir que “ninguém pode ser PRIVADO DA VIDA arbitrariamente”.

    Finalmente, o artigo 2º, § 1º, da Lei de Introdução ao Código Civil dispõe que “a lei posterior REVOGA a anterior quando expressamente o declare, quando seja com ela incompatível ou quando regule matéria de que tratava a lei anterior”.

    Assim, e em que pesem as respeitáveis opiniões em sentido contrário, eu entendo que o artigo 128, inciso II, do Código Penal Brasileiro, que autorizava o aborto praticado por médico quando “a gravidez resulta de estupro”, restou revogado quer pelo Código Civil, quer pela adesão do Brasil à Convenção Americana sobre Direitos Humanos.

    Como se vê, não há, até aqui, divergência entre Igreja e Estado.

    Ainda na vigência do Código de 1916, a Lei Civil já assegurava ao NASCITURO/FETO/EMBRIÃO o direito de ser adotado; de receber doação; de adquirir por testamento, se CONCEBIDO até a morte do testador; de ter um CURADOR AO VENTRE, se o pai houvesse falecido e a mãe, estando grávida, não fosse detentora do pátrio poder; de ver reconhecida sua filiação e até mesmo pleiteá-la judicialmente, por seu representante; de suceder, seja legitimamente, seja por testamento; de ser representado nos atos da vida jurídica; de ter garantidos direitos previdenciários e trabalhistas, como, por exemplo, a pensão pela morte de seus pais.

    Se é detentor de direitos pessoais e patrimoniais tão vastos, como negar-lhe o mais fundamental deles, o DIREITO À VIDA?

    Portanto, dúvida não me resta de que, quer pela Lei de Deus, quer pela dos Homens, consumada a fecundação, surge um SER HUMANO possuidor de direitos juridicamente tutelados.

    Por tal motivo, enquanto a Ciência não comprovar que a vida não é criada no exato momento em que o espermatozóide fecunda o óvulo, vou continuar considerando o aborto ilegal.

    Ainda que a concepção tenha ocorrido pela via abominável do estupro. A soma de dois erros não resulta num acerto. Não é matando um inocente, que também é vítima, que se irá reparar a violência perpetrada contra a gestante.

    Mas Direito é bom senso. A norma legal, embora impessoal e abstrata, deve ser aplicada caso a caso. Não é possível tratar igualmente os desiguais.

    O caso que escandalizou o país (sim, o termo é este), a ponto de respeitados jornalistas esportivos sentirem-se obrigados a emitir, legitimamente, uma opinião, envolve, segundo o noticiário, uma CRIANÇA de nove anos, com apenas TRINTA QUILOS, grávida de GÊMEOS.

    Não são necessários conhecimentos especializados para que se afirme, com convicção, que a continuação da gravidez implicaria em RISCO EFETIVO para a gestante.

    Não era apenas possível, mas altamente provável, que ela e os nascituros viessem a falecer. Os profissionais da área sustentaram que, na melhor das hipóteses, ela sobreviveria com graves sequelas.

    Nesse contexto, sua mãe e seus médicos não dispunham de alternativa. Entre a chance de salvar uma vida já formada e o risco de perder três, optaram pelo único caminho possível. Ainda que com imenso pesar, em razão das vidas sacrificadas, eu teria feito o mesmo.

    Na minha modesta opinião, eles sequer necessitariam ter recorrido às questionáveis disposições do Código Penal relativas ao estupro. Bastaria aplicar o disposto no inciso I do próprio artigo 128, que estipula que não se pune o chamado ABORTO NECESSÁRIO, que é aquele praticado por médico quando “não há outro meio de salvar a vida da gestante”.

    Não se tratava, pois, de eliminar uma vida (duas, no caso), mas de SALVAR aquela que era possível salvar.

    Mas eis que o que já era triste e trágico ficou ainda pior. Com a sutileza de um elefante numa loja de cristais, o eminente Arcebispo de Olinda e Recife não só condenou publicamente a mãe e os médicos, como chegou ao extremo de puni-los com a mais drástica das penas, a excomunhão.

    E, quando se pensava que se havia atingido o fundo do poço, eis que o ilustre Prelado, incorporando Paulo Maluf (“estupra mas não mata”), produz uma das mais infelizes comparações de que se tem notícia, que soou aos olhos e ouvidos da população como uma absolvição do facínora autor de tão execrável crime.

    Para usar uma expressão comum no meio esportivo, o Arcebispo “chutou contra o próprio gol”.

    Ele não perdeu apenas uma excelente oportunidade de ficar calado – como ensina a sabedoria popular – mas também a chance de demonstrar ao seu rebanho e aos não católicos que a Igreja é Mãe, não é Madrasta.

    Esqueceu que a garotinha de nove anos também tem direito à Vida!

    O despropósito de suas palavras e atos foi tamanho, que acabou por favorecer a causa abortista. O que até poucos dias merecia a repulsa de parcela considerável dos brasileiros, hoje é visto com certa tolerância, quando não com aberta simpatia. Pode-se afirmar, sem receio, que a causa nunca foi tão popular.

    Veja-se o paradoxo: o aborto, via de regra, é identificado com a MORTE. Graças à sua ação estabanada, houve uma inversão de papéis. A Igreja se identificou com as TREVAS, o obscurantismo, enquanto a população identificou no aborto a LUZ que restituiu a pequena vítima à VIDA.

    Os abortistas acabarão por erguer uma estátua em homenagem ao Senhor Arcebispo.

    Abraço!

MaisRecentes

Legionário



Continue Lendo

Paraíso



Continue Lendo

Daquele jeito



Continue Lendo