COLUNA DOMINICAL



Quando o São Paulo foi derrotado (1 x 0, 17/08) pelo Grêmio, na abertura do returno, saiu de Porto Alegre 11 pontos atrás do então líder do Campeonato Brasileiro. Quantos jogos o São Paulo perdeu depois desse? Nenhum. Em treze rodadas (8V), tirou a diferença que parecia inalcançável, e ainda colocou dois pontos de vantagem, graças, também, ao evidente declínio gremista. Um time assumir a ponta faltando cinco jogos para o final, como resultado dessa sequência invicta, é um sinal claro. Escrevi uma coluna no L!, há algumas semanas, chamando de “jogos bons” aqueles em que havia confronto direto entre candidatos ao título. O “bom” deve-se, obviamente, à chance de vencer e, ao mesmo tempo, prejudicar o concorrente. O São Paulo não tem mais “jogos bons” nas últimas rodadas. Mas, como lidera o campeonato, não mais precisa deles. Palmeiras, Grêmio, Cruzeiro e (ainda?) Flamengo não têm mais como tirar pontos do novo líder. Portanto, só lhes resta torcer. E terão de torcer muito nas próximas duas rodadas, em que o São Paulo não sairá da cidade, mesmo quando jogar fora de casa. Portuguesa, no Canindé (onde a Lusa só perdeu duas vezes), e Figueirense, no Morumbi, são os dois jogos que podem dar o xeque-mate no campeonato. Mesmo porque Palmeiras e Grêmio se enfrentam, no domingo que vem. Na mesma coluna, chamei de “jogos ruins” aqueles contra times ameaçados pelo rebaixamento. Esses o São Paulo tem. Além da Portuguesa, Vasco (F) e Fluminense (C). Os dois cariocas representam, na opinião deste blog, a maior ameaça à chegada do terceiro troféu seguido ao Morumbi. O que deve preocupar a concorrência é que o São Paulo não vem fazendo a campanha irregular de seus adversários. O São Paulo não perde um jogo há dois meses e meio. ****** Sobre a decisão da Fórmula 1, apenas uma coisa a dizer: parabéns, Luciano Burti. E obrigado.



MaisRecentes

Filme



Continue Lendo

Perversidades



Continue Lendo

Arturito



Continue Lendo

COLUNA DOMINICAL



À noite, após a rodada. O raro domingo de folga na TV será dedicado às maravilhas que tenho em casa. Até mais tarde.



MaisRecentes

Filme



Continue Lendo

Perversidades



Continue Lendo

Arturito



Continue Lendo