CAIXA-POSTAL



Aos assuntos da semana:

Rodrigo escreve: Lembro de você escrever, um tempo atrás, que se fosse cartola contrataria Diego Cavalieri para o gol do seu time. Hoje ele esquenta gloriosamente o banco do Liverpool, com o detalhe de que o titular Reina tem a mesma idade que ele. Desconsiderando a grana, não seria melhor ele ter continuado reserva do Marcos, que afinal deve se aposentar em breve, tendo mais chance de jogar (estaria disputando a Sul-Americana como titular, com certeza) e podendo até chegar à seleção?

Resposta: Fui perguntado sobre qual goleiro contrataria para o meu time, se fosse dirigente, e respondi que tentaria fazer o Diego assinar um contrato de dez anos. Tenho certeza de que ele pensou bastante antes de tomar a decisão de ir para a Inglaterra, e pesou todas as possibilidades. As coisas no futebol mudam rapidamente, muitas vezes sem aviso, e é impossível prever quando a oportunidade de Diego chegaria no Palmeiras, e quando chegará no Liverpool. Se ele fez a opção como projeto de vida (morar na Europa, ganhar em euros, etc…), não posso criticá-lo. O Liverpool não bate na porta de um goleiro brasileiro todos os dias.

Gustavo escreve: O que você acha dessa moda recente de jogador não comemorar gol contra ex-clube? Demagogia, marketing, respeito, um pouco de tudo isso ou nada disso?

Resposta: Acho legal, quando o jogador em questão realmente tem um motivo para isso. É claro que cada um faz o que quer, mas tenho alguma dificuldade em acreditar em gols não comemorados por caras que não têm tanta história no ex-clube.
Alberto escreve: Estava assistindo na ESPN a pós-temporada da MLB (Major League Baseball), e achei espetacular o esporte, estou simplesmente APAIXONADO. Aí vem o dilema: meu time no futebol é o Manchester United, desde 2004, e nao tenho time no Brasil, por incrível que pareça. Eu queria saber de você: qual seria o Manchester United do baseball americano, já que nao tenho time “ainda” na MLB. Levando em conta a história, os titulos, as cores, a torcida e tudo mais…

Resposta: O Manchester United do beisebol é o New York Yankees. Tanto que os dois times têm até alguns acordos comerciais de marketing. Os Yankees são o time mais rico e mais bem sucedido, e têm o nome mais famoso dos esportes americanos.

Jorge escreve: Na sua opinião, Maradona será um fantoche como técnico da Argentina, ou realmente vai mandar alguma coisa?

Resposta: Maradona disse, com todas as letras, que quem convoca é ele. Se isso não se confirmar, e vazar, ficará feio. Eu acho que ele vai mandar, sim. Todos os outros técnicos envolvidos deverão ajudá-lo a tomar a melhor decisão, mas a última palavra será dele. E é aí que mora o perigo.

Desculpe o horário adiantado, e obrigado pelas mensagens. A CP volta na semana que vem. (e-mails para a Caixa-Postal do blog: akfouri@lancenet.com.br, ou clique no link do lado direito da página)

“SAIA DO MEU AVIÃO!” Presidente James Marshall, em “Força Aérea 1”.



  • Anna Barros

    André,o Reina nao jogou nada hoje e o Diego poderia ser aproveitado no Liverpool.Ele seria o titular de meu time tambem.Quanto ao Maradona,achei que a AFA quis tirar o foco dos jogadores ao coloca-lo la, tirar a pressao e pra mim ele e mais cheerleader do que tecnico. Nao discuto o que ele foi como jogador mas guardadas as devidas proporcoes seria como colocar Pele como treinador da selecao. Maradona deveria continuar com aquele programa de tv que era muito massa e cheerleader nos fins de semana mas desejo sorte a ele. Tb gosto dos Yankees alias gosto de tudo relacionado a NY inclusive o New York Knicks.Tenho visto bastante beisebol para desestressar mas agora minhas atencoes se voltarao pra NBA. Abraco,Anna

  • Rubens Borges

    pô AK, todo mundo sabe q torcer pelo Yankees é como torcer pelo câncer, hehehehe.

  • Leonardo

    André, vc tem algum preferência política em relação ao tem não acentuado ou é só descuido de quem escreve já cansado mesmo? AK: Descuido. Já corrigido. Obrigado e um abraço.

  • Rogerio J

    André, a semana toda ouvi a história de o Internacional colocar um time misto contra o São Paulo. Na minha opinião, mesmo o time titular do Colorado é bem misto: tem os ótimos Alex e Nilmar e o bom Guiñazú, além do péssimo Gustavo Nery e um monte de jogador “mais ou menos”, entre eles D’Alessandro. Por isso, o Inter não vai chegar à Libertadores e nunca brigou por título. E aí eu pergunto a você: esse time do Internacional é para assustar tanto assim e merece ser encarado como adversário difícil? Fora isso, acho que qq. time tem todo o direito de colocar o time que quiser em campo, conforme os seus interesses. A única coisa é que, pra mim, o Inter, inteiro ou não, não vai ganhar do São Paulo e nem chegará ao título da Sulamericana. Abraço!

MaisRecentes

Abraçados



Continue Lendo

A diferença aumentou



Continue Lendo

Sabotagem



Continue Lendo