UM GREMISTA NO MUSEU DO FUTEBOL



O blog recebeu hoje o seguinte e-mail, que agradece e publica: Caro André, Sou de Porto Alegre, e estive em São Paulo entre quinta e sábado passados, em virtude de uma entrevista de emprego. Essa é a primeira vez que te escrevo, apesar de ser leitor assíduo de teu blog há mais de ano. O faço para expressar a ti o quanto foi incrível minha experiência no Museu do Futebol. Te confesso que cheguei com certo preconceito. Gremistão, achava que na real seria mais uma exaltação do futebol no eixo Rio-São Paulo do que de fato uma homenagem à instituição Futebol brasileiro. A verdade é que o que presenciei nas mais de três horas dentro do museu foi o lugar mais legal, divertido, emocionante e marcante que visitei em toda minha vida. Claro que meus poucos 22 anos não viram muito, mas acho difícil algum lugar ser capaz de tocar meus mais antigos sentimentos como o Museu o fez. Acho interessante também destacar a incrível organização e cuidado com todos os detalhes. Está tudo lindo, limpo, pronto. Nenhuma área em construção ou fechada ao público. Finalizo concordando contigo. A sala da exaltação foi sim o local mais espetacular da minha visita. Eu vou a todos os jogos que posso do Grêmio no Olímpico, junto com meu pai e meu irmão. Isso desde meus 4 anos de idade. Logo tu podes imaginar o que senti quando ao abrir a porta ver e ouvir os cantos da geral do Grêmio. Eu pensei, seria proposital? Como que fui dar tanta sorte? Impossível saber, mas gosto de pensar que algo quis que minha experiência fosse não sensacional, mas sim sublime. Naquele momento foi. O futebol brasileiro precisava disso. E o Pacaembu (lindo estádio, não conhecia) é um belo palco para o Museu. Grande abraço, Bruno Walber Viana *** Não perca tempo.



  • Anna Barros

    Quando for a Sao Paulo,eu irei. Muita curiosidade.Quero ir ao Museu da Lingua Portuguesa tb. Boa noite,Anna

  • porco

    a frangueirinha bosco do bambi, além de mentiroso(fingiu ser atingido por pilha que ele mesmo levou para o gramado), e fingiu ser agredido por torcedor, ninguém viu !!! só se foi no banheiro do palestra enquanto ele passivamente levava de um porco. agora não troca uniforme porque quer combinar corzinha. tá no time certo mesmo, é uma bambizinha.

  • Leonado

    André, vc já foi ao Museu da Lìngua Portuguesa? Em caso positivo, o que achou? Dá prá fazer uma comparação com o Museu do Futebol? AK: Não fui, e me envergonho. Só ouvi elogios. Um abraço.

  • Fábio Matos

    Fui no sábado. É de arrepiar, né? E não estou satisfeito: não vejo a hora de voltar lá para terminar de ver tudo direitinho. AK: Pois é. Um dia só pode não ser suficiente. Um abraço.

  • thiago

    Parem de falar desse museu!!! Só aumenta a vontade dos pobres infelizes que moram longe e não podem ir! hehehe AK: A boa notícia é que ele estará aqui, esperando pelo dia em que você puder visitá-lo. Seja quando for. Um abraço.

  • Pedro Valadares

    André, se o Corinthians realmente assumir o Pacaembu, ele terá direito a arrecadação do museu? Abraços, Pedro Valadares A: Não. O Museu é no (e não do) Pacaembu. Um abraço.

  • Thiago

    É impressionante como algumas pessoas tem uma idéia totalmente contrária, devido a “boatos” e como gosta de pronunciar o técnico WL “factóides”, não é a primeira vez que vejo um gaúcho dizer que o eixo do mal “Sudeste” odeia o sul, o nordeste, o norte, o centro-oeste e etc … Isso é de tristeza para mim, que as vezes acho que a unidade do país, ainda luta contra esta babaquice de achar que paulista não gosta de gaúcho, que carioca não gosta de nordestino e por aí vai. É muito triste mesmo … Quanto ao museu do futebol, não vejo a hora de ir logo !!! AK: É claro que esse tipo de bobagem existe, e, infelizmente, tem gente que acha legal. Mas não creio que isso tenha algo a ver com a mensagem publicada. O Bruno apenas achava que o museu não seria tão abrangente. Um abraço.

  • Fabio Testte

    Dá pra ficar arrepiado só com o texto do Bruno. Imagina pisar nesse lugar.

  • GilbertoRSRJ

    Sabe, sb essa questão de bairrismo, muito é criado pl mídia, e quem não “freqüenta” outros estados acaba acreditando. Sou um gaúcho no RJ, vim pra cá adulto, casado. E vejo o qto as pessoas nesse estado gostam, respeitam minha querência amada. “Zoam” muito, mas daí tb, sem problemas. rsrs Entra tb uma questão de bom senso, pois a diferença não é somente sonora (acento) mas semântica. Se entende mesmas palavras com sentidos diferentes. E claro, C&P, um MN com Morsa, detalhes televisivos q ao passar do tempo geram uma cultura de ofensas e provocações. Abs

  • Luiz

    Amanhã é feriado judeu e não trabalho. Com certeza vou aproveitar! Claro, depois que acordar, bem tarde! Abraço e valeu pelas dicas!

  • André Luis

    AK, você sabe qual foi o critério para a escolha do local onde seria criado o museu?? Não faz muito tempo acho que iriam fazer algo do tipo no Maracanã. Você tem conhecimento?? Saudações Rubro-Negras AK: A idéia foi do governador de São Paulo, José Serra. Um abraço.

  • Reinaldo

    fui ao museu semana passada. Gostei bastante mas tb tenho algumas criticas. nada que naum possa ser arrumado/melhorado. na sala da exaltação, muito legal por sinal, ainda falta um melhor acabamamento e não se se tinha alguma ideia de sincronia entre os gritos para parecer duas torcidas rivalizando em um classico, mas no dia que eu fui naum estava bem sincronizado. tb acho que os videos e gritos tem que ser atualizados de algumas torcidas…… o do meu são paulo esta ridiculo….. o do atletico paranaense eh o mais legal…. de arrepiar(fiquei mais de 40 minutos lah para ver todos), acho que faltou mais sobre a historia dos campeonatos nacionais e internacionais de clubes…… fala-se muito mais sobre a seleção brasileira. não existe nenhum video das conquistas de libertadores e mundiais dos clubes brasileiros e tb não se fala dos campeonatos brasileiros, copas do brasil, etc… muito espaço para fotos das antigas, coisa que naum me interessa(mas concordo que tem que estar lah, se eu naum gosto eh problema meu) não sei se o futebol brasileiro tem uma história muito rica e não sei se teria espaço para tudo isso. Mas uma falha grande que eu achei foi tudo lá só estar escrito em português….. no dia em que fui perto de mim tinha um americano sendo levado por um brasileiro para conhecer o museu. O brasileiro tinha que traduzir tudo…. com certeza o americano não recebeu nem 10% de informação que o museu oferece…. não sei tb se ele estava tão interessado por ser americano….. mas o maior mudeu de futebol do brasil que conta a historia de uma das nossas maiores, senão a maior arte, deveria estar pelo menos tudo escrito em portugues e ingles….. o ideal seria portugues, ingles e espanhol. Durante minha visita tb vi algumas pessoas tirando fotos do local e comentando o que seria feito ainda em algumas partes….. mostrando que ainda não está 100% finalizado e que melhoras irão ocorrer. Queria saber de vc ANDRE se vc sabe se aquela area de esposições será somente de jogadores ou tb de campeonatos? tipo brasileiros, copas do brasil, rio-são paulo, etc… abs

MaisRecentes

Brasil 3 x 0 Paraguai



Continue Lendo

Igualdade



Continue Lendo

Jogarás



Continue Lendo