CAIXA-POSTAL



Aos temas da semana: Antônio escreve: Sou leitor do teu blog e queria fazer uma sugestão: por que você não diminui o espaçamento entre as linhas do texto? Na minha opinião, está muito grande. Dificulta a leitura, pois temos que baixar a tela toda hora, com o mouse. Resposta: Faz tempo que não recebia esse tipo de mensagem, o que me fez supor que o problema tinha sido resolvido. Só ocorre com quem usa o Firefox. Com outros navegadores, tudo fica normal. Eu separo os parágrafos com apenas um espaço. Não tenho conhecimento para entender (muito menos explicar, e muuuuuuuuuito menos resolver) a questão. Mas obrigado pelo aviso. ****** Paulo escreve: Existe algo no Estatuto do Torcedor que especifica até quantos dias antes de uma partida pode ser alterado o local de um jogo? Resposta: Sim, existe. O prazo mínimo para alteração é de 7 dias úteis. ****** J Neto escreve: A minha duvida refere-se à numeração dos jogadores. Pode um jogador de linha usar o numero “1”? Resposta: Não está escrito em nenhum lugar que não pode, mas não sei se já ocorreu. A numeração de camisas faz parte do regulamento de cada competição. O que diz o Regulamento Geral das Competições da CBF: “Os atletas serão identificados pela numeração de 1 a 18, sendo destinados os números de 1 a 11 para os que iniciarem a partida e os números de 12 a 18 para os substitutos, salvo situações excepcionais aprovadas pela CBF. mediante solicitação do clube interessado.” ****** Marco Aurélio: Cara, depois de 400 jogos pelo Palmeiras, um ano praticamente irretocável e ainda por cima sendo um jogador respeitado por todas as torcidas do país, você não acha que o Marcão deveria voltar à Seleção? Júlio César é excelente, mas pelo seu histórico Marcos não poderia ter espaço ali? Resposta: Acho que sim. O Brasil tem muitos goleiros que podem jogar na Seleção, Marcos é um deles. Nessa posição, a tarefa do técnico é fácil. Mas como goleiro é “cargo de confiança”, cada treinador tem o seu. ****** Obrigado pelas mensagens e até o próximo sábado. (e-mails para a Caixa-Postal do blog: akfouri@lancenet.com.br, ou clique no link do lado direito da página) “Eu não sou seu pai, não sou seu namorado. Então não faça joguinhos comigo. Eu sou seu parceiro.” Eddie Felson, em “A Cor do Dinheiro”.



  • Edward Botelho Fernandes

    Na Copa de 1978 a Argentina utisou o critério da numeração em ordem alfabética, a número 1 foi o meio de campo Ardiles que usou. Sds Edward

  • Lula_Dodói

    pô, o Marcos merece pelo menos um jogo de despedida na seleção…t+

  • Leonardo

    André, nada diretamente ligado a vc, mas qdo a gente acessa o seu blog, ao lado nos são apresentados alguns links. Um deles é sobre as Olimpíadas 2008 (Acesse o Canal Olímpico do Lancenet). Acho que já foi, não? Abaixo desse, um link para a loja Lance, tendo como chamariz uma bonita mochila com referências ao jornal. Só que, ao acessarmos a loja e tentarmos adquiri-la, temos a infeliz notícia de que o produto está esgotado… Vc não pode tentar dar um toque e mudar esse links não…? AK: Claro. Farei isso. Um abraço.

  • Lula_Dodói

    Botelho , muito interessante. não sabia. e a 10, quando foi que ela virou sinonimo do craque do time? foi com o pele? t+

  • Wilian Ifanger

    Que o grande Paul Newman descanse em paz. A Cor do Dinheiro é um clássico. E eu já tinha “reclamado” desse problema do espaçamento, mas acabei acostumando. E eu me lembro de uma vez ter visto um jogador de linha jogar com o número 1 porque o time colocava os números por ordem alfabética dos nomes.

  • geraldo c araujo

    Sobre a pergunta de J. Neto a respeito da camisa nº1, lembro-me de que na Copa de 78 a seeleção argentina numerava os jogadores em ordem alfabética; assim sendo, a camisa nº 1 foi dada do atleta do meio-campo Ardilles.

  • Christiano Ramos

    Ótima a homenagem que você fez ao Paul Newman, discreta, mas de classe! Parabéns!

  • pvinhas

    se eu não me engano o 1 da argentina em 78 era o alonso. ardiles era o 2.

  • Bruno

    Esse mito da camisa 10 deve ter começado com o Pelé. Se não me engano o Maradona exigiu utilizar a 10 na seleção argentina, quebrando essa tradição da numeração em ordem alfabética.

  • MARCELO

    Se não me falha a memória, em 1978 Ardiles jogou com a 2. A número 1 era do meio campista Alonso. Abraços

  • Marcel Souza

    Boa homenagem ao Paul Newman. É mais um grande que se vai…

  • Teobaldo

    MARCELO e pvinhas estão corretos. O nº 1 era Beto Alonso e o nº 2 era Oswaldo Ardiles. O goleiro titular, Ubaldo Fillol, jogava com a camisa nº 5. Saudações.

MaisRecentes

No banco



Continue Lendo

É do Carille



Continue Lendo

Campeão de novo



Continue Lendo