REGISTROS…



Com algum atraso (meu, não deles), as mexidas nos rivais gaúchos: QUEM: Bolívar (zagueiro, ex-Monaco) POR QUEM: Internacional SITUAÇÃO: Empréstimo até julho de 2009 OPINIÃO DO BLOG: Se for o mesmo Bolívar que foi campeão da Libertadores pelo Inter em 2006 (e não há nenhum motivo para achar que não é), entra no time de Tite tão logo tiver condições legais/físicas. Boa contratação. ****** QUEM: Roger (meia, ex-Grêmio) POR QUEM: Qatar EC SITUAÇÃO: Dois anos de contrato OPINIÃO DO BLOG: Independentemente de você gostar ou não de Roger, como jogador, diga-me o seguinte: imagine que você tem 30 anos, portanto está mais perto do fim do que do começo de uma carreira que, na melhor das hipóteses, pode ser classificada como “irregular”. Imagine que seu último clube topou pagar 60% de seu salário para que você jogasse em outro lugar. Imagine que a multa rescisória de seu atual contrato é pequena, pois, afinal, a confiança em você não é das mais altas. Aí aparece um clube do Catar, onde dinheiro literalmente brota do chão, e te oferece US$ 5 milhões por dois anos de (poucos) treinos e (menos) jogos. O que você faria? Você estaria no Catar, ontem. E ao mesmo tempo em que há modos e modos de se fazer as coisas, é inacreditável que a diretoria do Grêmio tenha ficado tão indignada. O Grêmio não assinou o contrato que tinha multa rescisória ínfima e cláusula de saída para o exterior? O Grêmio não sabia que, como o dono dos direitos sobre Roger era outro clube (o Corinthians), não era o Grêmio quem controlava o futuro dele? O pior foi proibir o cara de dar a entrevista de despedida na sala de imprensa, e obrigá-lo a falar no pátio do estádio Olímpico. Isso é que é profissionalismo. ATUALIZAÇÃO, terça-feira 08/07, 09h15 – Em visita ao hotel onde o Grêmio está hospedado no Rio de Janeiro, para se despedir dos companheiros, Roger negou que foi proibido pelo clube de dar entrevista na sala de imprensa do Olímpico. A informação havia sido amplamente divulgada, inclusive por veículos de imprensa gaúchos. Desconsidere, portanto, as duas últimas frases da opinião acima.



  • BASILIO77

    Quem se aproveitou de quem?? O Gremio que “pechinchou a beça” e acabou levando um jogador, irregular é verdade, mas que tem técnica ímpar hoje em dia, praticamente de graça??? Quem se comporta como o Gremio se comportou, só deixa claro que o jogador fará falta e o negocio foi extremamente favoravel ao clube gaucho. Abraço.

  • Marcelo

    André, o Bolívar saiu do Inter após a conquista da Libertadores. Não jogou o Mundial. Abraço. AK: Confusão minha. Já corrigi. Obrigado e um abraço.

  • marcelo souto

    o andré…….falar que foi falta de profissionalismo do grêmio e dizer que o roger fez o certo é brincadeira né…….nem um nem o outro foi correto……..o grêmio errou por ter feito as coisas mal feitas , mas tem seu crédito em recuperar e muito bem o atleta……..agora o roger chegar no mesmo dia e dizer to indo embora é profissional? ou ele deveria pelo menos dizer que está saindo mas pelo menos deveria ter jogado o último jogo já que este treinou a semana inteira para o jogo………nessa acho que vc vacilou andré……… abraço !!!!!!!! AK: Você acha que eu vacilei porque leu o que eu não escrevi. Está escrito que há maneiras de se fazer as coisas, e o Roger poderia ter conduzido melhor a saída dele. Mas o Grêmio não pode reclamar. Um abraço.

  • Gilberto RSRJ

    Sorry, André. Mas ontem à noite Roger declarou q o GFPOA (prefiro não citar o nome -hehehe) não o proibiu de usar a Sala. E os azuizinhos reclamam q, com a estrutura e o carinho da torcida oferecido ao Roger (e a Débora), ele podia ter avisado da oferta em off. Simplesmente avisou “tô indo pro aeroporto”. Chato isso, né? Até dou razão a eles, faltou uma comunicação aí. Nem sempre os jogadores são vítimas. As vezes, aproveitam o q podem e na 1º, metem o pé.

  • Gilberto RSRJ

    E o Bolívar é, além de excelente zagueiro, polivalente, pois começou na lateral direita no Guarani de Venâncio com o Mano Menezes (sabia disso?). E muito boa pessoa, tb. Tive o prazer de conhecê-lo, jogamos futsal inclusive (ok, ele jogou, e eu corri atrás…). Agora q Sorondo voltou e arrumou a zaga com o Índio, esse setor provavbelmente não nos dará dor de cabeça no Campeonato. AK: Eu sabia que o MM tinha trabalhando no Guarani, mas não que o Bolívar tinha começado lá. Obrigado e um abraço.

  • gui

    quero te apoiar enfaticamente quanto ao roger. odeio jogador mercenario. nao eh o caso. a proposta eh irrecusavel, me lembra o caso do renato bomba quando deixou o fla. foi com o carinho da nossa torcida, acertar sua própria vida como eu acertaria a minha. pior nessa história eh o gremio: nao pagava nem a metade do cara! e quer chorar! mais direito de chorar tem o corinthians, q ao menso pagava 60%. o gremio eh um time provinciano, pequeno, do interior, que tem como maior idolo um tremendo de um fanfarrao que eh o renato gaucho, que nao jogou mais do que, digamos, o edmundo! ou o bebeto! isso eh idolo pra time grande ter? faz me rir!

  • Gilberto RSRJ

    Bolívar era júnior lá, foi pros juniores do GFPOA, mas como não pagaram o passe pro Guarani, ele voltou à Venâncio Aires, sendo então aproveitado no grupo principal no time Campeão Gaúcho com o Mano. Lembrando q oficialmente o campeão foi o meu Inter, pois o regulamento foi mudado com a competição em andamento. Foi no ano do Supercampeão, lembra? 2000 ou 2001, não tenho certeza. Mas desde aquela época todos nós (venancioairenses) sabíamos q o Mano ia muito longe. Estrategista de 1º e excelente motivador, com um controle sb os jogadores só no psicológico.

  • Bruno Noshi

    André imagine que você tem 30 anos, perto do fim de sua carreira dispensado pelo clube de seu coração rejeitado pelo que detem seus direitos federativos e por muitos outros, acolhido por um clube que lhe deu todas as condiçôes para voltar a atuar em bom nível, e volta a apresentar um bom futebol, de repente aparece um oferta milionaria…..o que vc faz deixa de lado o clube que o ajudou e paga um salario que para 99% da população brasileira é uma fortuna para atuar no GRANDIOSO futebol do Catar. Isso tem um nome INGRATIDÃO. AK: Bom negócio esse, não? Um clube paga 40% do salário de um jogador, e ainda tem gente que diz que esse clube “o recuperou para o futebol”.

  • Gilberto RSRJ

    Apenas a título de curiosidade: Mano treinou a base do Inter por essa época, mas profissional foi realmente no Guarani. Inclusive levou o índio rubro-negro pra Copa do Brasil, enfrentando o América RN. Ganhou 2×1 em casa mas perdeu 1×0 em Natal. Mas foi histórico. E só não jogou a Sul Minas com o Guára pq bem naquele ano acabaram com os regionais! E Venâncio é a terra natal do goleiro André Döring, ex Inter e quase Seleção Brasileira (o Luxa o convocou sem saber q ele estava lesionado no Cruzeiro). Desculpe ocupar espaço com esse off-topic, ok?hehehe Abs!!!

  • Gilberto RSRJ

    Tsc, nem é meu time, mas vá lá: 40% de Roger = 66 mil reais. Algum time do Brasil estava disposto, em janeiro, a gastar 30 com Roger? E pior, parado, encostado num time ok grande mas na Série B… O problema não é ele sair, é não chegar no dirigente, no Odone ou sei lá, e dizer “olha, pintou uma grana violenta, se aceitarem a bolada absurda q vou pedir – palavras de Roger – eu vou”. Estava resolvido. Coisa normal de acontecer. mas não. Fez na surdina. Agora vai ser sempre aquela chatice de no Olímpíco a torcida gritando seu isso, seu aquilo. Mas, por mim td bem. E o Abel, q está no Brasil aliciando os jogadores do Inter pra irem pra Arábia sem q seja pago a multa recisória (Güinazu)? Muy amigo, não é? E parece q está tentando o Alex tb. Cada coisa… AK: Por isso que eu disse que há maneiras e maneiras. Era só jogar aberto. A saída, em si, não tem problema algum. Um abraço.

MaisRecentes

Legionário



Continue Lendo

Paraíso



Continue Lendo

Daquele jeito



Continue Lendo