REGISTROS…



Com algum atraso (meu, não deles), as mexidas nos rivais gaúchos: QUEM: Bolívar (zagueiro, ex-Monaco) POR QUEM: Internacional SITUAÇÃO: Empréstimo até julho de 2009 OPINIÃO DO BLOG: Se for o mesmo Bolívar que foi campeão da Libertadores pelo Inter em 2006 (e não há nenhum motivo para achar que não é), entra no time de Tite tão logo tiver condições legais/físicas. Boa contratação. ****** QUEM: Roger (meia, ex-Grêmio) POR QUEM: Qatar EC SITUAÇÃO: Dois anos de contrato OPINIÃO DO BLOG: Independentemente de você gostar ou não de Roger, como jogador, diga-me o seguinte: imagine que você tem 30 anos, portanto está mais perto do fim do que do começo de uma carreira que, na melhor das hipóteses, pode ser classificada como “irregular”. Imagine que seu último clube topou pagar 60% de seu salário para que você jogasse em outro lugar. Imagine que a multa rescisória de seu atual contrato é pequena, pois, afinal, a confiança em você não é das mais altas. Aí aparece um clube do Catar, onde dinheiro literalmente brota do chão, e te oferece US$ 5 milhões por dois anos de (poucos) treinos e (menos) jogos. O que você faria? Você estaria no Catar, ontem. E ao mesmo tempo em que há modos e modos de se fazer as coisas, é inacreditável que a diretoria do Grêmio tenha ficado tão indignada. O Grêmio não assinou o contrato que tinha multa rescisória ínfima e cláusula de saída para o exterior? O Grêmio não sabia que, como o dono dos direitos sobre Roger era outro clube (o Corinthians), não era o Grêmio quem controlava o futuro dele? O pior foi proibir o cara de dar a entrevista de despedida na sala de imprensa, e obrigá-lo a falar no pátio do estádio Olímpico. Isso é que é profissionalismo. ATUALIZAÇÃO, terça-feira 08/07, 09h15 – Em visita ao hotel onde o Grêmio está hospedado no Rio de Janeiro, para se despedir dos companheiros, Roger negou que foi proibido pelo clube de dar entrevista na sala de imprensa do Olímpico. A informação havia sido amplamente divulgada, inclusive por veículos de imprensa gaúchos. Desconsidere, portanto, as duas últimas frases da opinião acima.



MaisRecentes

Desconforto



Continue Lendo

Irmãos



Continue Lendo

Na mesa



Continue Lendo