COLUNA DOMINICAL



O homem que está por trás do sucesso dos goleiros do Palmeiras, se despedirá hoje do clube. Carlos Pracidelli, como você deve saber, está indo para o Chelsea. Conversamos rapidamente, há uns dez dias, após um treino na Academia de Futebol. Felipão ainda não tinha ligado para fazer a proposta oficial, contou o futuro ex-preparador de goleiros, mas as coisas estavam encaminhadas. Os dois aguardavam o fim da campanha da Seleção Portuguesa na Euro 2008 para ter a conversa definitiva. Mas Pracidelli não tinha dúvidas sobre seu futuro. Lembrou-me que já tinha trabalhado como auxiliar da comissão técnica do Palmeiras, no início dos anos 90, na função de observador de adversários. E disse que, ainda que gostasse muito do trabalho que faz com goleiros, estava animado com a possibilidade de crescimento profissional que o convite de Felipão significaria. Desnecessário, obviamente, tocar no aspecto financeiro. A notícia da saída de Pracidelli se confirmou na mesma semana em que o Palmeiras negociou o zagueiro Henrique com o Barcelona, por 10 milhões de euros. Henrique é um belo jogador, fará falta ao Palmeiras e sucesso na Europa. Mas talvez o clube sinta mais a ausência do conhecimento de Pracidelli e de sua influência no dia-a-dia de seus ótimos goleiros. Marcos e Diego Cavalieri que o digam. E quando Bruno, o terceiro goleiro, que um dia será o primeiro, fizer jus aos mesmos elogios que aqueles que o precederam, Pracidelli será lembrado. Ele merece. ****** Desde o começo do ano, muito se falou e se escreveu sobre o cinquentenário da conquista do título mundial de 1958. O aniversário, oficialmente, é hoje. Chato que, entre tantas coisas boas para lembrar, a ignorância dos atuais jogadores da Seleção sobre o que aconteceu meio-século atrás tenha ganho o destaque que ganhou. Continuo com a minha opinião: eles apenas não associam as imagens que certamente viram (todo mundo que gosta de futebol viu), com o fato. O que também é uma pena. Quem ganha a Euro 2008? Quem ganha sempre, ou quem perde sempre? Sendo campeã ou não, a Espanha parece ter encontrado um time para muitos e muitos anos. Estou torcendo para Rafael Nadal levantar o troféu em Wimbledon. E agora estou indo trabalhar. Até as Notinhas, com os comentários sobre a final da Euro e a rodada do Brasileirão. Bom fim de domingo.



  • marília

    que coisa né? 50 anos. eu nem pensava em nascer. mas ous grata a todos eles e dou meus parabéns!!! pois eu vou torcer loucamente pro Federer, pq o Nadal tá insuportável já. chega em todas as bolas possíveis e impossíveis. a grama é do suíço e pronto!ps. vc sabia que eu não era muito chegada em tenis, aí vc soltava umas notinhas sobre o Federer e eu resolvi dar uma sacada. agora não perco um torneio! adouuuro!!! valeu!

  • Bruno Noshi

    André, a pergunta que não quer calar: denilson está calando muitos críticos??? AK: Essa é a “pergunta que não quer calar”? Nossa… bom, eu acho que ele tem entrado bem, hoje fez um gol bonito.

  • Bruno Noshi

    Mas vc não respondeu minha pergunta…Muitos criticos estão “quebrando a cara”com relação ao Denilson ao dizerem que ele é improdutivo em campo??? AK: Não sei de quem você está falando, não escrevi isso. Mas essa é uma crítica feita a Denílson desde o início da carreira dele.

  • Ricardo

    Pracidelli é um ótimo profissional e me parece que vai ao Chelsea ser observador de jogos. Mas vale ressaltar que o Palmeiras é uma Academia de grandes goleiros já faz muito tempo. Desde o lendário Oberdan Cattani, passando por Valdir de Moraes (primeiro treinador de goleiros do Brasil), ao excepcional Émerson Leão, e mais recentemente Zetti, Velloso, Sérgio, o inigualável São Marcos e o ótimo Diego Cavalieri.

  • Conrado

    Meus parabéns pela entrevista com o Sampras, André. Jornalisticamente perfeita. Se fosse eu o entrevistador, certamente não renderia, pois não resistiria à tentação da tietagem…(risos…). Sobre Wimbledon, torço por Marat Safin, o primeiro tenista a mostrar que “Pistol Pete” poderia ser inapelavelmente batido, como demonstrou na decisão do US Open de 2000. AK: Muito obrigado por ter visto e comentado a entrevista. Pena que foram só 15 minutos… Um abraço.

  • Edney

    Como disse anteriormente parece que a Espanha amadureceu e encontrou um time para ganhar torneios importantes. Julgo que estarão melhores ainda em 2010. A propósito, vejo muitos críticos colocando Buffon como melhor goleiro do Euro. O que vc pensa? Pra mim o Casillas deu uma aula de como jogar “debaixo” das traves e mais ainda como sair do gol.. talvez os goleiros de Portugal e Turquia possam aprender algo..abç

  • José A. Matelli

    Ao Edney, Casillas tem méritos incontestáveis para ser professor. Mas antes de sê-lo, certamente freqüentou as aulas magnas de Buffon. Além de sair muito bem do gol, da elasticidade e senso de colocação, Buffon é praticamente infalível, e acho que é isso que o torna diferente de outros goleiros de alto nível.

  • Edney

    Ao José Matelli, inegáveis as qualidades do Buffon, mas mais inegável ainda foi a atuação do Casillas durante o Euro 08. Minha questão não é quem é mais goleiro, mas sim o melhor do torneio. Abç

  • Antonio

    Pois é, os jogadores de hoje não conseguirem associar os 50 anos do título na Suécia com as muitas imagens que todos já vimos da Copa só mostra como anda a qualidade da educação básica no país…

MaisRecentes

Escolhas



Continue Lendo

Gracias



Continue Lendo

Abraçados



Continue Lendo