LA BOMBONILHA



Conforme se vê pelo título do post, tratarei o extra-campo da decisão de logo mais (Ilha do Retiro, 21h50: Sport x Corinthians – Globo) com bom-humor e esperança de que nada de grave aconteça, por causa de um jogo de futebol transformado em guerra civil. Sobre o intra-campo, há um detalhe interessante a comentar. O título da Copa do Brasil será decidido pela forma como o Corinthians se comportará quando, e se, estiver perdendo por 1 x 0. Não é a minha opinião, é o que aconteceu em todos os jogos do Sport em casa na competição. A saber: Primeira fase, contra Imperatriz: 1 x 0 aos 14´ (final: 4 x 1) Segunda fase, contra Brasiliense: 1 x 0 aos 23´ (final: 4 x 1) Oitavas-de-final, contra Palmeiras: 1 x 0 aos 7´ (final: 4 x 1) Quartas-de-final, contra Internacional: 1 x 0 aos 3´ (final: 3 x 1) Semifinal, contra Vasco: 1 x 0 aos 14´ (final: 2 x 0) O único dos placares acima que, repetido hoje à noite, não dá o título ao Sport é o do jogo contra o Inter. Ainda assim, leva a decisão para os pênaltis. Portanto, a julgar pelo histórico do Sport em casa, é (um pouco mais do que) provável que o Corinthians leve o primeiro gol nesta noite. Se for cedo, terá tempo para reagir e buscar um gol decisivo. Mas o Sport terá o mesmo tempo para chegar ao segundo. Se for tarde, verá o Estado de Pernambuco inteiro na pressão. Com o agravante de que, se o gol sair, o jogo acaba. Claro que tudo isso não leva em conta a dinâmica da partida de hoje (e o comportamento do Corinthians desde o apito inicial), que é o que verdadeiramente determinará o resultado final. Só mais uma coisa que me chamou a atenção: o que André Santos estava fazendo no jogo de sábado passado, contra o Grêmio Barueri, em que o Corinthians poupou vários titulares? Jogando no meio-de-campo, com Wellington Saci na lateral-esquerda… Não parece o teste de um esquema para deixar Diogo Rincón como opção no banco?



MaisRecentes

Sete dias



Continue Lendo

Em voo



Continue Lendo

Não estamos prontos



Continue Lendo