O fim das grid girls na Fórmula 1 é uma ótima notícia



As grid girls, aquelas moças que seguram placas com o nome e número de cada piloto no grid de largada, não farão mais parte do cenário da Fórmula 1. Sean Bratches, diretor comercial da categoria, disse que a decisão foi tomada para ficar mais de acordo com a nossa visão deste grande esporte”, referindo-se ao grupo americano Liberty, que comanda a F-1 desde o início do ano passado.

Há décadas as grid girls fazem parte do imaginário da F-1. Provavelmente viveram seu auge nos anos 1980 e 1990, usando inclusive roupas minúsculas em algumas ocasiões. Algumas mulheres famosas já fizeram este tipo de trabalho: foi como grid girl que Adriane Galisteu conheceu Ayrton Senna. Mas a função destas moças vinha sendo questionada há alguns anos por pessoas e por grupos que condenam a objetificação da mulher, usada como enfeite em um meio ainda muito masculino e machista.

A decisão anunciada nesta quarta-feira é uma vitória para todas as mulheres, ou para todas as pessoas que esperam um mundo mais igual entre os gêneros. Uma busca rápida na internet encontrará dezenas de críticas (curiosamente quase todas de homens) à medida. Há quem diga que haverá desemprego: ingenuidade ou burrice, porque não existe emprego de grid girl de F-1). É um trabalho que uma modelo executa uma vez no ano, na corrida de seu país.

Grid girls no GP da Hungria do ano passado

Grid girls no GP da Hungria do ano passado: acabou (Foto: Andrej Isakovic/AFP)

Ótimo, que gritem bastante aqueles que acham que mulheres servem pra usar roupas sensuais na frente de homens. O dia de hoje é histórico para o movimento feminista e histórico para a Fórmula 1 no sentido de dar um passo para receber mais mulheres em seu meio. Não como enfeite, não como objeto para ser admirado. Não para ouvir cantadas grosseiras de torcedores e de convidados que circulam pelos bastidores. Mas como quem aprecia o espetáculo, quem gosta de corridas.

A decisão será difícil de ser bancada. As críticas serão fortes. Em dezembro, quando Ross Brawn, diretor-esportivo da F-1, afirmou que as grid girls poderiam deixar a categoria, pilotos e chefes de equipe se manifestaram crontrariamente. Max Verstappen, Daniel Ricciardo e Nico Hulkenberg e diretores de Mercedes, Ferrari e Red Bull criticaram a possível ausência das moças segurando placas. A veterana modelo britânica Kelly Brook, que já trabalhou como grid girl, também foi contrária em um artigo no jornal “The Sun”. “Uma decisão assim tiraria o direito de escolha das mulheres”.

Nos anos mais recentes, mulheres alcançaram cargos importantes de engenharia, já há mulheres como chefes de equipe. E, quem sabe um dia, voltem ao grid de largada. Não reforçando valores questionáveis, mas dentro do carro.



  • Wilson Claro

    Mais uma pá de cal em um esporte que já vem agonizando a anos aki no Brasil, já podem fechar o caixão.

  • PauladaNoCabeça

    Calendario Formula 1 – 2018 : 21 corridas. 21 corridas X 30 trabalhadoras honestas = 630. 630 moças honestas deixarão de ganhar um boa grana TRABALHANDO, enquanto meia duzia de idiotas, como esse e outros editores, morem de inveja.

  • Wagner Luiz Silva

    Ma elas não estavam la porque queriam? elas eram obrigadas??? Que balela sem noção né?!

  • guaratibano

    Só uma coisa a dizer, ao editor desse monte de bosta, defecada pelos seus dedos mimizentos: Vai tomar no cu! Elas estavam lá por que queriam e ganhavam dinheiro. De resto, vai se foder.

  • Raphael Enohata

    Hoje em dia gostar de carros e mulheres tá virando algo do mal. Se fuder. F1 já estava uma merda, agora conseguiu ficar pior ainda.

  • Gustavo Henrique Milani Martin

    Pobres mulheres, eram obrigadas e carregarem aquelas placas horríveis. Um horror, um horror!!! Ainda bem que acabou este sofrimento para as garotas.
    Eu já vi muito texto ruim, mas este até o momento é o texto bosta do ano.

    • Cici Gunner

      Calma, o ano está só começando…

  • Sala Especial

    Quem foi o cualira de merda que escreveu essa bosta? Esse boiola dá muito é esse cu largo!

  • Enzo Franco

    Ótima notícia pra quem Rodrigo Borges? Para as mulheres feias!? Para as bibas que fecham os olhos diante de uma mulher esplendorosa!? Se eu fosse mulher, e bonita, também gostaria de ganhar dinheiro fácil com a minha imagem… Mas enfim, o nome do blog aqui deveria ser blog – 2bolas.

  • Jorge Guerreiro

    A pergunta de US$ 1 milhão : Qual a opinião das modelos? KKKKKKKKKK . Pelo amor de Deus, não me defendam. KKKKKKKKKKK

  • Marcio

    Esse editor é deve achar otima noticia tambem transsexuais jogar volei feminino ou trassexuais matar mulheres em luta de MMA. Ele deve ficar exitado com esse tipo de noticia. Mas quando a formula 1 começar a entrar em decâdencia eles vao trazer as grid girls de volta e esse momento de extase dele e de muitos da laia dele vai passar, pq ele(s) sabe(m) que isso é momentaneo. Ninguem e bobo. Como diz o ditado : “QUEM LACRA NÃO LUCRA” , e o tempo vai nos provar isso ! 🙂

  • Emerson Mariano

    Fichas Rosa….vc quis dizer ?

  • Wellington Almeida Do Souto

    Coloca a Jojo Todyno e o Pablo Vittar no lugar delas…kkkkkk

  • Marcus Berger

    Com todo o devido respeito, caro Rodrigo, discordo COMPLETAMENTE! Embora seja vdd q tinha muito abuso relativo à presença delas, isso não é motivo suficiente para eliminà-las do circuito! Oras, mulher bonita é pra ser apreciada, admirada e só adiciona ao ESPETÁCULO, ou seja, nada de errado em usà-las como marketing tool. Não havendo exploração, elas sendo compensadas justamente pelo seu trabalho, e, antes de tudo, sendo ESCOLHA DELAS, qual o problema?? Nós não admiramos as flores? Não caprichamos na decoração de ambientes e tudo o mais, por q não poderíamos ser brindados com tal magnificência?! Tenho o maior RESPEITO por todas elas! Sei admirá-las, lhes dando o devido valor, c elas teem essa vantagem natural, oras, bom pra elas! Novamente, sendo isso feito com bom gosto, sem atentar aos valores morais da sociedade, nao vejo qquer problema; EU, c fosse mulher, até escolheria fazê-lo e exigiria compensação justa por isso!

  • Eliandro Souza

    Nunca tinha lido tanta bosta junta, lamentável….

  • Fernando Clemente Guedes Barre

    ótima noticia pra quem? Pra feias? as que perderam emprego será que ficaram felizes com isso?

MaisRecentes

Nos 60 anos de Oscar Schmidt, lembre o discurso de sua entrada no Hall da Fama



Continue Lendo